Resolução de Conflitos e Mediação Social

Programa de Estudos

  • 1ª Parte: Disciplinas
    1. Teoria do Conflito I
    2. Teoria do Conflito II
    3. Emoções e Conflitos
    4. Técnicas de resolução de conflitos e negociação
    5. A Mediação I: Definição e princípios, O Mediador, papel e funções
    6. A Mediação II: Técnicas e estratégias da mediação. Comediação. Ética do mediador
    7. Resolução/Transformação de conflitos no âmbito familiar
    8. Resolução/Transformação de conflitos no âmbito escolar
    9. Resolução/Transformação de conflitos no âmbito comunitário
    10. Resolução/Transformação de conflitos no âmbito penal
    11. Resolução/Transformação de conflitos no âmbito sanitário
    1. Teoria do Conflito I

      Introduz os pilares teóricos básicos da disciplina de resolução de conflitos. Trata-se de fazer com que o estudante, desde o primeiro momento, adquira uma concepção diferente do conflito e de suas dinâmicas de escalada e descendência, e que desenvolva suas capacidades para analisar os conflitos em profundidade, previamente a qualquer intervenção. 

      Conceito de violência e paz
      Cultura de paz
      Definição de conflito
      Teoria geral do conflito
      Níveis de análise do conflito
      O círculo do conflito
      O ciclo do conflito
      Estrutura do conflito
      Parâmetros dos conflitos interpessoais
      A dinâmica do conflito
      Identidade e conflito
    2. Teoria do Conflito II

      Aprofunda os aspectos psicológicos do conflito e a negociação-mediação. O aluno adquirirá um conhecimento das teorias e mecanismos psicológicos que atuam por trás dos processos de negociação-mediação. Além disso, conhecerá o modelo da teoria de jogos sobre o conflito e a negociação-mediação.

      Psicologia do conflito
      A perspectiva psicodinâmica. A teoria de campo e o conceito de clima. Perspectiva apoiada nas relações humanas e os estilos de confronto do conflito. A pesquisa dos conflitos intergrupais. O enfoque cognitivo. A perspectiva psicológica do conflito.
      Jogos, dilemas, conflitos
      A teoria da utilidade esperada. A teoria de jogos.
      Psicologia da negociação-mediação
      Paradigma comportamental tradicional. O estudo dos atributos individuais. O estudo das características situacionais. O estudo dos processos cognitivos.
    3. Emoções e Conflitos

      Transmitir conhecimentos que possam ser úteis para o uso diário da gestão das emoções nas relações interpessoais e conflitos de uma perspectiva que integre teoria e aprendizagem significativa através exercícios práticos.

      Que são as emoções
      Definição do conceito de "emoção". Componentes da emoção. Função das emoções. Tipos de emoções. Importância das emoções na vida cotidiana.
      Emoções principais e suas estratégias de regulação
      Ira. Medo. Inveja. Culpa. Desgosto. Tristeza. Interesse. Surpresa. Admiração. Alegria.
      Emoções, conflitos e relações interpessoais
      Estilos afetivos. Estilos de comportamento ante o conflito. As relações interpessoais. Como interagem as emoções, conflitos e relações interpessoais.
      Modelos de gestão das emoções nas relações interpessoais
      Aplicação à resolução de conflitos e mediação.
    4. Técnicas de Resolução de Conflitos e Negociação

      Esta disciplina contém informação para ajudar a entender os aspectos teóricos e práticos relacionados com o conflito e as estratégias de resolução mais usuais: Negociação, Mediação e Arbitragem, entre outras.

      Introdução à análise de conflitoS
      Conhecer as noções teóricas e os conceitos fundamentais que permitam identificar, descrever e analisar casos práticos relacionados ou vinculados a conflitos.
      Estratégias ou métodos para resolver conflitoS
      Contribuir à compreensão de um conjunto de conceitos e técnicas relacionados com o processo de negociação, obtendo uma aprendizagem que propicie a realização de negociações efetivas. Conhecer as fases, curvas de resolução e estilos de enfrentamento para o manejo de conflitos. Conhecer estratégias e técnicas para a resolução de conflitos: negociação, mediação e arbitragem.
      Competências e habilidades para resolver conflitoS
      Dominar e desenvolver as competências e habilidades associadas à resolução de conflitos.
    5. A Mediação I: Definição e princípios, o Mediador, papel e funções

      A disciplina pretende esclarecer o conceito de mediação e o papel do mediador de uma perspectiva que permita diferenciar os de métodos próximos.

      Definição e princípios
      Conflito e Mediação. Conceitos de mediação. Princípios da mediação. Voluntariedade. Imparcialidade, Neutralidade, Confidencialidade. Profissionalismo.
      O mediador
      Papel e funções. O mediador como responsável pelo processo. O mediador como facilitador da comunicação. O mediador como promotor da negociação.
      O processo da mediação
      A pré-mediação. O enquadramento da mediação. Definição do conflito. Definição alternativa do conflito. Geração de opções. Negociação. Compromissos e acordos.
    6. A Mediação II: Técnicas e estratégias da mediação. Comediação. Ética do mediador

      Apresenta a intervenção mediadora de uma perspectiva técnica que dá coerência a uma prática apoiada em um modelo e um método de ação.

      Técnicas e estratégias da mediação
      Modelo. Método e Técnicas. Construção de espaços de cooperação. Técnicas para facilitar a comunicação. Técnicas para diferentes tipos de conflitos. Técnicas para diferentes interações conflitivas. Técnicas para diferentes momentos do processo.
      A comediação
      Conceito de comediação. Modelos de comediação. Aplicação a diferentes contextos.
      Ética do mediador 
      A ética do posicionamento mediador. A ética da neutralidade. Códigos deontológicos.
    7. Resolução/Transformação de Conflitos no Âmbito Familiar

      Descrição e análise de processos de resolução e transformação de conflitos no contexto familiar que requerem a intervenção de terceiros imparciais que facilitem o diálogo, a responsabilidade e a tira de decisões entre os protagonistas de cada situação. O material que se expõe é o resultado da experiência profissional na intervenção em conflitos, tanto relacionados com a ruptura do casal (separação / divórcio, custódia, relação com os filhos e filhas, necessidades econômicas) quanto aqueles conflitos de convivência entre as gerações, acolhimento ou de organização quanto às necessidades de alguma das pessoas que compõem a família (idosos, deficientes, com doença mental…).

      Princípio e características dos processos de resolução de conflitos no âmbito familiar
      Tipologia de conflitos familiares em função do contexto, causas e pessoas envolvidas
      Protagonistas de conflitos familiares viáveis para a intervenção em processos colaborativos de resolução de conflitos e mediação
      Processo de mediação aplicado a conflitos no âmbito familiar
      Limites e consequências da intervenção no âmbito familiar
      Evolução da mediação familiar
    8. Resolução/Transformação de Conflitos no Âmbito Escolar

      Essa disciplina dá os conhecimentos e capacidades necessárias para intervir no processo de melhoria da convivência e transformação dos conflitos na esfera escolar.

      Conflito e convivência na escolA
      Tipos de conflitos e problemas de convivência na esfera escolar. Os conflitos interpessoais, a indisciplina, a disrupção nas salas de aula, o bullying e o vandalismo.
      A educação em resolução de conflitos
      Antecedentes e desafios futuros.
      O modelo global de convivência escolar
      Fundamentos e objetivos. Componentes do modelo global, programas de intervenção. Currículo de resolução de conflitos: teoria e atividades. Os programas de Mediação Escolar e outros processos colaborativos de resolução de conflitos. O programa de Disciplina Positiva. Estratégias para o envolvimento de pais e mães.
      Outras estratégias de intervenção para a abordagem dos conflitos escolar
      O desenvolvimento de um projeto de melhoria da convivência na escola: fases e recursos necessários
      A Comissão de convivência
      Cenários para a negociação na escola
      O processo de mediação aplicado aos conflitos escolares
    9. Resolução/Transformação de Conflitos Comunitários

      Esta disciplina ajuda a compreender o quadro conceitual da Mediação Comunitária e desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes para o exercício da mediação nesse âmbito.

      A cultura de paz e a mediação comunitária
      Conflito, comunicação e cultura
      O método social da mediação comunitária
      O centro de mediação comunitária
    10. Resolução/Transformação de Conflitos no Âmbito Penal

      Mostra a Justiça Restaurativa e Reparadora como paradigma transformador dos sistemas penais e penitenciários. Oferece, além disso, uma visão teórico-prática do âmbito comparado das diferentes ferramentas de Justiça Restaurativa: mediação, conferências, círculos, etc. A disciplina ensina também o desenvolvimento das experiências mais importantes de Justiça Restaurativa na União Europeia, Estados Unidos, Canadá e América Latina.

      Justiça Restaurativa
      Novo paradigma para a transformação social. Antecedentes. Princípios inspiradores. Conceitualização. Justiça Retributiva vs Justiça Restaurativa. Legislação no âmbito internacional.
      As ferramentas da Justiça RestaurativA
      Mediação Vítima-Ofensor. Mediação Penitenciária. Conferências Comunitárias-grupos Familiares.
      Visão comparada do desenvolvimento da Justiça Restaurativa 
      União Europeia. Estados Unidos. Canadá. América Latina.
      Alcance prático das ferramentas restaurativas antes ou depois da execução da pena: menores infratores, adultos infratores.
    11. Resolução/Transformação de Conflitos no Âmbito Sanitário

      O propósito da disciplina é que os alunos consolidem uma formação conceitual e prática que lhes permita intervir como mediadores de conflitos em instituições de Saúde.

      Análise psicossocial dos agentes sanitários
      Pacientes, profissionais e instituições.
      A atenção em Saúde
      Multiplicidade de agentes.
      Teoria e prática da mediação e a negociação nos conflitos que se geram na área de Saúde
  • 2ª Parte: Trabalho Final de Especialização

    A última fase do Programa será destinada à elaboração do Trabalho Final de Especialização, que será uma monografia sobre um tema estudado no curso e aplicado ao ambiente do estudante.


Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode ser submetido a ligeiras modificações em função das atualizações ou das melhoras efetuadas.