Tratamentos Biológico-Naturistas II

Apresentação do Programa

O Programa Tratamentos Biológico-Naturistas II engloba tratamentos que podem ajudar em inúmeras enfermidades como terapias complementares a medicina ocidental.

São descritos: Eletroacupuntura de Voll, Bioeletromagnetismo e Biorressonância, Medicina Ortomolecular, Oligoelemntos, Neuralterapia e Neurofocalidade Dental.

Sem dúvida, esses métodos já formam parte da atual medicina, sendo necessário, portanto, aos médicos se atualizarem de modo a poderem satisfazer a demanda por parte dos cidadãos.

A quem é dirigido

O programa de Tratamentos Biológico-Naturistas II tem como destinatários os licenciados em Medicina que:

  • Estejam interessados em aprofundar-se na prevenção de enfermidades;
  • Queiram aplicar a medicina biológica e/ou naturista ao tratamento de enfermidades.

Titulação

O aluno receberá, ao finalizar o programa, um diploma concedido pela Universidad de León e/ou pelo Ilustre Colegio Oficial de Médicos de Madrid (ICOMEM) e/ou pela Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).

Estrutura do Programa

Com relação à distribuição do tempo, fica estabelecido que:

  • Por ser um programa a distância e não estar sujeito à formação de turmas presenciais, não se estabelece uma específica data de início, razão pela qual o aluno possa formalizar sua matrícula a qualquer momento, sempre que haja vagas disponíveis;
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem, dispõe-se de uma duração mínima de três meses para a realização do programa, contabilizada a partir da data de entrega dos dois primeiros volumes ate à data de finalização;
  • O tempo máximo do qual se dispõe para realizar o programa é de seis meses. Nesse período de tempo, o aluno deve ter entregue todas as avaliações.

A estrutura de créditos do programa de Tratamentos Biológico-Naturistas II é apresentada na seguinte tabela:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
Disciplinas 15 6 150
TOTAL 15 6 150

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula 
b. Duração em meses

Objetivos

  • Proporcionar aos licenciados em Medicina os conhecimentos necessários para a compreensão das principais pautas reitoras da medicina biológica e da medicina naturista.
  • Conhecer e aprender a utilizar as terapias mais solicitadas pela população
  • Facilitar, por meio das novas tecnologias da informação e da comunicação, mediante um processo de ensino - aprendizagem tutorizado, a atualização com relação às últimas notícias em torno da temática.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais abertas pelo Programa de Tratamentos Biológico-Naturistas II, são:

  • Aplicações médicas;
  • Docência.

Plano de estudos

  • TRATAMENTOS BIOLÓGICO-NATURISTAS II (150 HORAS)

As correspondentes disciplinas e a carga horária do programa Tratamentos Biológico-Naturistas II são apresentadas na seguinte tabela:

Descrições dos Cursos

  1. ELETROACUPUNTURA DE VOLL E BIORRESSONÂNCIA

    Estudo da Eletroacupuntura de Voll em comparação com a Acupuntura chinesa, conhecer o que é a Biorressonância, suas aplicações e usos.

    ELETROACUPUNTURA DE VOLL
    Introdução. A medição EAV. O diagnóstico na eletroacupuntura. Possibilidades terapêuticas. Os meridianos.
    BIORRESSONÂNCIA
    Introdução. Conceito. História. Bases científicas. O aparelho de MORA. Terapias. Tratamento. Usos. Indicações clínicas. Aplicações. Doença alérgica e Biorressonância. Geopatias - geobiologia e biorressonância. Segurança. Eficácia.
  2. MEDICINA ORTOMOLECULAR E OLIGOELEMENTOS

    Pretende-se fazer uma revisão dos oligoelementos e dar uma visão global e prática da medicina ortomolecular para sua aplicação correta.

    OLIGOELEMENTOS
    Introdução. Um pouco de história. Definição. Princípios fundamentais dos oligoelementos. Formas de um oligoelemento. Aproximação terapêutica. Classificação dos oligoelementos. Variação sobre a flutuação dos oligoelementos. Forma terapêutica e administração. Diáteses de menetrier (oligoterapia catalítica). Metabolismo dos oligoelementos. Papel biológico e modo de ação dos oligoelementos. Interação entre os oligoelementos. Diagnóstico em laboratório dos oligoelementos. Possibilidades terapêuticas dos oligoelementos. Estudo pormenorizado de alguns oligoelementos.
    MEDICINA ORTOMOLECULAR
    Introdução. Conceito. Quanta suplementação é necessária. Princípios de identificação ou espírito da medicina ortomolecular. Necessidade de nutrientes ou suplementos? Fatores que aumentam a necessidade de nutrientes no organismo. História clínica. Protocolos médicos. Nutrição intravenosa. Diversidade analítica. Estudo pormenorizado de algumas vitaminas. Aminoácidos. Coenzimas.
  3. NEURALTERAPIA E NEUROFOCALIDADE

    Estudo de Terapia Neural e Neurofocalidade, conhecer sua história e entender como funciona o sistema vegetativo e sua importância para estas práticas médicas.

    INTRODUÇÃO À NEURALTERAPIA E NEUROFOCALIDADE
    Introdução. Bases históricas. Terminologia utilizada em terapia neural e neurofocal. Sistema nervoso vegetativo ou autônomo.
    MODO DE AÇÃO DA TERAPIA NEURAL
    Anestésicos locais. Fenômenos da terapia neural. Resistência corporal na terapia neural.
    TERAPIA NEURAL E PRÁTICA CLÍNICA
    Introdução. Aplicação prática da terapia neural.
    NEUROFOCALIDADE
    Introdução. Focos dentógenos. Técnicas de neurofocalidade.

Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode ser submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

Direção

  • Dr. Santiago de la Rosa Iglesias. Presidente da Comissão de Medicina Naturista do Ilustre Colégio de Médicos de Madrid (ICOMEM).
  • Dr. Jorge López Recinos. Professor da Universidad de San Carlos, Guatemala.

Coordenação

  • Dra. Carmen Pérez Morales. Professora Titular da Universidad de León.
  • Sra. Irma Domínguez Azpíroz. Diplomada em Nutrição Humana e Dietética. Universidad de Navarra.

Professores e Autores

  • Dr. Antonio Marco Chover. Vice-presidente do ECPM (Conselho Europeu para a Pluralidade Médica). Autor do livro " Revisión de los Oligoelementos". Membro da Equipe Diretora da Sociedade Internacional de Estudos Proteômicos (Bruxelas). Vice-presidente do Conselho Europeu de Médicos para a Pluralidade Médica (ECPM)(Bruxelas). Vice-presidente da Sociedade Espanhola de Organoterapia e Organologia.
  • Dr. Horacio Kinast Feliú. Sociedad Científica de Chile. Academia Ibero-americana de Medicina Biológica e Odontoestomatologia.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.