Doutorado em Atividade Física e Esporte

Apresentação

O programa de doutorado volta-se ao estudo de disciplinas e à realização de um trabalho de pesquisa enquadrado em uma das linhas de pesquisa oferecidas, tudo isso acomodado em um programa de estudos sob medida na modalidade a distância. Desse modo, o doutorando realiza um estudo de pós-graduação avançado adaptado ao seu ritmo e estilo de trabalho.

Durante o aproveitamento do programa, o doutorando contará com o apoio e presença de professores, tutores e diretores de tese que realizarão o acompanhamento do desempenho mediante o uso das novas tecnologias.

A comissão de doutorado definirá e supervisionará um plano de estudos adequado à formação prévia e ao tema da tese de doutorado escolhida pelo candidato. Assim, o estudante será encaminhado a um orientador de tese que apoiará e facilitará seus estudos.

Estrutura

DURAÇÃO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
FASE I: DOCÊNCIA - DISCIPLINAS GERAIS
18 meses Adquirir o conhecimento e as competências necessárias para proporcionar soluções que contribuam para o desenvolvimento humano, científico e tecnológico do doutorando ou doutoranda. Cursar a distâncias as disciplinas relacionadas com o processo de pesquisa, assim como suas diferentes vertentes metodológicas.
FASE II: DOCÊNCIA - DISCIPLINAS DE ESPECIALIZAÇÃO
6 meses Adquirir conhecimentos específicos da área de pesquisa selecionada pelo doutorando ou doutoranda, ajudando-lhe a aprofundar seus conhecimentos a respeito, assim como a focar-se na linha de pesquisa da tese. Cursar um total de 3 disciplinas que pertençam a especialidade selecionada pelo doutorando ou doutoranda.
FASE III: PESQUISA
1 ano Orientar e definir o tema da tese, objetivos, hipótese e metodologia, assim como elaborar o projeto de tese de doutorado. Realizar trabalhos de pesquisa que conduzam à elaboração do projeto.
FASE IV: REALIZAÇÃO DA TESE
1 a 2 anos Redigir o tese de doutorado. Desenvolver a redação da tese de doutorado sob a supervisão do Orientador ou da Orientadora.

Metodologia Educativa

O modelo educativo promove a colaboração e a cooperação para enriquecer a formação das pessoas. Assim, garante um processo de proporciona resultados efetivos em relação ao investimento educacional assumido e ao retorno da formação em conhecimentos num aprendizado pessoal e organizacional. O modelo educativo está composto por muitas inovações educacionais e pedagógicas que facilitam, potencializam e impulsionam um processo de formação em um ambiente de aprendizagem de qualidade. Isso compreende:

  • Facilitar o contato entre os estudantes enquanto grupo e deste com o professores.
  • Fomentar a cooperação e a reciprocidade: aprender como um esforço coletivo internacional.
  • Considerar o estudante como centro de um processo do qual participa ativamente.
  • Estimular e potencializar a comunicação e interação contínua entre professores e estudantes.
  • Inculcar que o processo de formação implica e exige dedicação de tempo e esforço contínuo.
  • Usar a motivação como um estímulo constante para que o estudante perceba que os resultados esperados da aprendizagem estão ao seu alcance.
  • Personalizar a aprendizagem, tendo em conta as diferenças entre os alunos e as suas diferentes formas de aprendizagem.

Titulação

O doutorando ou doutoranda que cumpre os requisitos acadêmicos e seja aprovado na defesa de sua tese de doutorado segundo o regulamento da universidade que coordena o programa de doutorado, receberá o grau de:

  • Doutor em Atividade Física e Esporte pela Universidad Internacional Iberoamericana

Plano de estudos

Doutorado em Atividade Física e Esporte > Fase docência

O programa de Doutorado em Atividade Física e Esporte é um programa acadêmico cuja articulação pedagógica foi concebida para formar docentes universitários e pesquisadores profissionais preparados para a geração de conhecimento científico do mais alto nível, com capacidade para conduzir pesquisa cooperativas no campo da atividade física e do esporte.

O programa de doutorado responde à necessidade dos pesquisadores e docentes para sustentar estudos científicos cujos objetivos tenham foco em prevenir e resolver os principais problemas causados pelo sedentarismo e pela falta de atividade física que afetam a população em nível mundial. Para isso, é necessário ter conhecimentos sobre a área, assim como ser capaz de envolver a comunidade para tentar reverter a situação.

Desse modo, existe a necessidade de otimizar o uso de todas as ferramentas e avanços no âmbito das Ciências do Esporte a aperfeiçoar seu uso nos campos da iniciação esportiva, da educação física, da saúde e do rendimento esportivo.

A fase docente do doutorado baseia-se na pesquisa científica de excelência, preparando o doutorando ou doutoranda na aquisição dos conhecimentos que enriquecem seu processo formativo, aprofundando-se em diferentes metodologias de pesquisa, assim como em várias linhas de pesquisa, das quais deve ser escolhida uma.

O Doutorado em Atividade Física e Esporte é composto das seguintes fases:

  • FASE DE INICIAÇÃO
FASE DE INICIAÇÃO

Durante o primeiro período, o objetivo é sensibilizar o estudante no manuseio e domínio do Campus Virtual e suas diferentes ferramentas, além de informar-lhe sobre o programa acadêmico e o cronograma de estudos.

Além disso, tem início o contato com o programa acadêmico através de uma série de debates relacionados com os diversos temas das disciplinas gerais sobre o mundo da pesquisa.

  • FASE I - ENSINANDO: CURSOS GERAIS
FASE I - ENSINANDO: CURSOS GERAIS
# DISCIPLINAS
1 O processo de pesquisa no campo da Atividade Física e do Esporte
2 Metodologia da pesquisa I. Experimental, quase-experimental e observacional
3 Metodologia da pesquisa II. Qualitativa e seletivo correlacional
4 Revisões e meta-análises
5 Desenho de bases e análises de dados
6 Pautas para a apresentação e publicação de trabalhos de pesquisa na Atividade Física e no Esporte
7 Novas tecnologias aplicadas à pesquisa na Atividade Física e no Esporte
8 Aspectos psicossociais influentes no processo de pesquisa em atividade física e esporte
9 Seminário de pesquisa I
  • FASE II - ENSINO: MÓDULO OPCIONAL (O ESTUDANTE DE DOUTORADO FAZ O QUE ELE ESCOLHEU)
FASE II - ENSINO: MÓDULO OPCIONAL
# MÓDULO 1: ESPORTE E RENDIMENTO
1 Análise do rendimento esportivo
2 Fisiologia do treinamento esportivo de alto nível
3 Modelos de planejamento e periodização do treinamento nos esportes
4 Seminário de pesquisa II
# MÓDULO 2: ATIVIDADE FÍSICA E PRESCRIÇÃO PARA A SAÚDE E A QUALIDADE DE VIDA
1 Métodos de quantificação da atividade física e medida de seus efeitos sobre a saúde
2 Epigenética e atividade física
3 Quantificação e prescrição de exercício em populações especiais
4 Seminário de pesquisa II
# MÓDULO 3: EXERCÍCIO FÍSICO, NUTRIÇÃO E AJUDAS ERGOGÊNICAS
1 Avaliação antropométrica e nutricional do esportista
2 Nutrigenômica para a saúde e o esporte
3 Ajudas ergogênicas, substâncias dopantes e doping genético no esporte
4 Seminário de pesquisa II
# MÓDULO 4: EDUCAÇÃO FÍSICA E INICIAÇÃO ESPORTIVA
1 Didática da educação física e iniciação esportiva. Novos enfoques e recursos didáticos
2 Diversidade e necessidades especiais na educação física e iniciação esportiva
3 Educação em valores a partir da educação física do esporte
4 Seminário de pesquisa II
# MÓDULO 5: PREVENÇÃO E READAPTAÇÃO DE LESÕES
1 Fatores biomecânicos das lesões esportivas
2 Prescrição de exercício com fins preventivos e planejamento da readaptação esportiva
3 A pesquisa em lesões esportivas
4 Seminário de pesquisa II
# MÓDULO 6: ATIVIDADES AQUÁTICAS E SEGURANÇA
1 Novas tendências e inovação nas atividades aquáticas
2 A segurança na prática da atividade física e no esporte
3 Eficácia na intervenção do socorrista aquático profissional
4 Seminário de pesquisa II
  • FASE III - PESQUISA
FASE III - PESQUISA
# DISCIPLINAS
1 Trabalho de pesquisa I
2 Trabalho de pesquisa II
3 Proposta de tese de doutorado
  • FASE IV - REALIZAÇÃO DE TESE DE DOUTORADO
FASE IV - REALIZAÇÃO DE TESE DE DOUTORADO
# DISCIPLINAS
1 Elaboração da tese
2 Defesa da tese

Linhas de pesquisa

DOUTORADO EM ATIVIDADE FÍSICA E ESPORTE LINHAS DE PESQUISA
# ESPORTE E RENDIMENTO
1 Variáveis determinantes do desempenho em esportes individuais e coletivos.
2 Novas tecnologias para o controle do treinamento esportivo
3 Treinamento em esportes individuais e coletivos.
4 Controle e avaliação da carga.
5 Capacidades condicionais para o desempenho em esportes coletivos.
6 Metodologia de treinamento
# ATIVIDADE FÍSICA E PRESCRIÇÃO PARA A SAÚDE E A QUALIDADE DE VIDA
1 Análise da atividade física e seus efeitos na saúde.
2 Novas tendências para uma atividade física saudável.
3 Avaliação cineantropométrica, atividade física e gasto energético.
4 Prescrição de exercício físico saudável adaptado de acordo com o tipo de população.
5 Epigenética e atividade física.
# EXERCÍCIO FÍSICO, NUTRIÇÃO E AJUDAS ERGOGÊNICAS
1 Avaliação do estado nutricional no atleta.
2 Nutrigenômica aplicada à nutrição esportiva e saudável.
3 Ajudas ergogênicas e rendimento.
4 Nutrição, nutrição e rendimento esportivo.
5 Hidratação, atividade física e desempenho.
# EDUCAÇÃO FÍSICA E INICIAÇÃO ESPORTIVA
1 Novas abordagens e recursos didáticos em educação física.
2 Estratégias de Intervenção na educação física e na iniciação esportiva.
3 Metodologia cooperativa e educação em valores na educação física.
4 A figura do professor na educação física e na iniciação esportiva.
# PRÉVENTION ET RÉADAPTATION DE BLESSURES
1 Patologia, fisiopatologia e mecanismo lesivo.
2 Avaliação funcional, higiene postural e associação com lesões esportivas.
3 Elaboração de protocolos para a prevenção de lesões esportivas.
4 Elaboração de protocolos para a readaptação de lesões esportivas.
# ATIVIDADES AQUÁTICAS E SEGURANÇA
1 Novas tendências e inovação nas atividades aquáticas
2 Atividades aquáticas para a melhora da saúde
3 Inovação em equipamentos e materiais em atividades aquáticas.
4 Segurança em ambientes esportivos e espaços aquáticos.
5 Estratégias preventivas como elemento de segurança nos espaços aquáticos.
6 Técnicas e material de resgate para intervenção em espaços aquáticos.
7 Socorrismo, ambiente e eficiência no resgate.

Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

Direção Acadêmica 

  • Dr. Antonio Pantoja Vallejo. Doutorado em Filosofia e Ciências da Educação pela Universidade Nacional de Educação à Distância (Espanha). Professor na Universidad de Jaén (Espanha).
    Dr. Álvaro Velarde Sotres. Doutorado em Projetos de Saúde pela Universidad Internacional Iberoamericana. Professor na Universidad Europea del Atlántico

Professores e Autores

  • Dr. Abel Nogueira López. Doutorado em Ciências da Atividade Física e da Saúde (Psicologia) pela Universidad de León. Professor na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Alberto Pérez López. Doutorado em Ciências da Saúde pela Universidad de Alcalá. Especializado em Fisiologia do Exercício.
  • Dr. Alexis Padrón. Doutorado em Ciências do Esporte, Educação Física e Atividade Física Saudável. Professor na Universidad de Vigo.
  • Dr. Álvaro Velarde Sotres. Doutorado em Projetos de Saúde pela Universidad Internacional Iberoamericana. Professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Anton Kalen. Doutorado em Ciências do Esporte pela Universidad de Vigo. Treinador de basquete.
  • Dr. Antonio Jesús Bores. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte. Preparador físico profissional e professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Archit Navandar. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad Politécnica de Madrid. Professor na Universidad Europea del Madrid.
  • Dr. Aurelio Olmedilla. Doutorado em Psicologia. Professor da Universidad Católica de San Antonio de Murcia.
  • Dr. Carlos Lago Fuentes. Doutorado em Ciências do Esporte, Educação Física e Atividade Física Saudável pela Universidad de Vigo. Diretor acadêmico da graduação em Ciências da Atividade Física e do Esporte da Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. César Octavio de Loera. Doutorado em Ciências Biomédicas. Professor na Universidad de Guadalaraja.
  • Dr. Cristian Abelairas Gómez. Doutorado em Pesquisa em Atividade Física, Esporte e Saúde, pela Universidad de Vigo. Professor na Faculdade de Ciências da Educação da Universidad de Santiago de Compostela.
  • Dr. Enrique Garcés. Doutorado em Psicologia. Professor na Universidad de Murcia.
  • Dr. Ezequiel Rey Eiras. Doutorado em Ciências da Atividade Física e da Saúde pela Universidad de Vigo. Professor na Faculdade de Ciências da Educação e do Esporte da Universidad de Vigo.
  • Dr. Felipe García Pinillos. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad de Jaén. Professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Iker Muñoz. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad Europea de Madrid. Formação e pesquisa especializada em análise e otimização do rendimento em atletas de longa distância.
  • Dr. Jerónimo Aragón. Doutorado em Nutrição Humana. Mestrado em Pesquisa em Atividade Física e Esporte. Pesquisa sobre o impacto fisiológico do estresse oxidativo, do esporte, da atividade física e da saúde.
  • Dr. Juan Francisco Mielgo. Doutorado em Pesquisa Biomédica e mestrado em Nutrição e Saúde pela Euskal Herriko Unibertsitatea.
  • Dr. Moisés Vila. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universitat de Barcelona. Professor da Universitat Tecnocampus de Mataró
  • Dr. Pedro Angel Latorre. Doutorado em Educação pela Universidad de Granada. Professor titular da Universidad de Jaén. 
  • Dr. Roberto Barcala. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad de Vigo. Professor titular da Universidad de Vigo.
  • Dr. Salvador Baena. Doutorado em Ciências da Atividade e do Esporte pela Universidad de Granada. Professor na Universidad de Alicante.
  • Dra. Alexandra Pérez. Doutorado em Ciências do Esporte, Educação Física e Atividade Física Saudável. Especializada em análise de desempenho em esportes coletivos.
  • Dra. Amélia Cristina Stein. Doutorado em Ciências da Atividade Física e da Saúde pela Universidad de León. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Andrea Arreguín. Doutorado e Mestrado em Nutrigenômica e Nutrição Personalizada pela Universidad de las Islas Baleares. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Carlota Díez Rico. Doutorado em Pesquisa em Saúde Intra e e Extra-hospitalar na Universidade Alfonso X el Sabio. Secretária do Colégio Oficial de Licenciados em Atividade Física e Ciências da Atividade Física e do Esporte (COPLEF) em Madri.
  • Dra. Jana Gallardo Pérez. Doutorado Internacional em Ciências da Atividade Física e do Esporte. Professor na Universidad Camilo José Cela e na Universidad Internacional de La Rioja.
  • Dra. María José Daniel Huerta. Doutorado em Pedagogia pela Universidad de Salamanca. Professora na Faculdade de Educação e da Universidad de Salamanca.
  • Dra. Mercedes Briones. Doutorado em Nutrição Humana e Dietética, no programa internacional entre a Universidad de Granada e o Instituto de Investigaciones Químicas, Biológicas, Biomédicas y Biofísicas da Universidad Mariano Galvez de Guatemala. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Olalla García Taibo.  Doutorado Internacional em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidade da Coruña. Professora e pesquisadora do CESAG, Universidad Pontificia Comillas.
  • Dra. Raquel Pedrero Chamizo. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad Politécnica de Madrid. Professora na Universidad Politécnica de Madrid.
  • Dra. Sara Márquez. Catedrática da Área de Educação Física e Esporte da Universidad de León. Presidenta da Federação Espanhola de Psicologia do Esporte (FEPD).
  • Dra. Sonsoles Hernández. Doutorado com Menção Internacional em Biomedicina pela Universidad de Granada. Especializada em exercícios físicos para pessoas com doenças crônicas e transplantes.
  • Dra. Susana Martínez. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de León. Professora na Universidad Europea del Atlántico.

Bolsas de Estudo

A Fundação Universitária Iberoamericana – FUNIBER criou o programa “Bolsas de Doutorado” destinado a pessoas que tenham um excelente histórico acadêmico. A este programa de Bolsas juntaram-se outras fundações, instituições e universidades. Está orientado tanto a professores universitários, com o objetivo de contribuir ao aumento da porcentagem de doutores nas universidades, assim como de profissionais no mundo empresarial e da administração pública, visando contribuir com a criação de departamentos de PD&I e gerar um espírito de inovação.