Mestrado em Educação

Apresentação do Programa

Hoje em dia, cada vez mais a sociedade em geral, e do conhecimento em particular, expõe demandas educativas novas que requerem profissionais com uma formação multidisciplinar capazes de enfrentá-las.

Essas novas necessidades educativas geraram, por sua vez, novos campos e contextos educativos, diferentes dos convencionais, em que se fazem necessárias intervenções educacionais especializadas, dirigidas por profissionais com competências específicas. Competências com as quais, geralmente, não contam as pessoas que logo terminam os estudos de graduação; e muito especialmente aquelas que não receberam nunca uma formação pedagógica.

Precisamente na atualidade, cada vez são mais os profissionais de diferentes áreas que em muitos países dedicam-se ou desejam dedicar-se à docência e não tiveram ocasião ou oportunidade de receber uma formação nesse sentido.

Esses estudos pretendem dar resposta às necessidades destes profissionais e atuar como um serviço de relevância para nossa sociedade. A intenção é melhorar o setor educacional mediante a melhora, por sua vez, do processo de aprendizagem dos formandos.

A oferta educativa trata de cobrir uma lacuna no campo da formação continuada, no âmbito educativo e na modalidade de ensino digital. Mas em nenhum caso pretende competir com os mestrados de formação inicial de professores (antigo Curso de Adaptação Pedagógica), pois orienta-se especialmente a profissionais que já se dedicam ao ensino, mas que desejam melhorar sua prática docente.

O Mestrado em Educação surge como fruto de um convênio específico de colaboração entre a Universidade do Jaén (Espanha) e a Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER), por isso conta com sua experiência no ensino-aprendizagem a distância em diferentes áreas de conhecimento como: Meio ambiente, Saúde e Nutrição, TIC, Formação de Professores de Línguas, Organização Empresarial e Recursos Humanos, etc.

Como produto dessa colaboração, desenvolveu-se um tipo de formação que prima pela autonomia da aprendizagem sem descuidar da interação constante, flexível e ajustada às necessidades dos professores em formação.

O programa dispõe de uma infraestrutura de Campus Virtual e de Gestão acadêmica muito elaborada, o que permite oferecer um serviço adequado a quem não tem facilidade para assistir ao processo de ensino-aprendizagem de modo presencial.

A Universidade de Jaén e a FUNIBER consideram essencial a incorporação das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) como parte essencial da formação e como parte intrínseca de seu futuro trabalho profissional. Neste sentido, as TIC são usadas nos programas de estudo em dois planos de formação:

  • Um educativo, para potencializar, enriquecer e aumentar o poder explicativo dos professores e ampliar a aprendizagem dos educandos através do Campus Virtual onde o estudante acessa uma biblioteca on-line, espaços de discussão sincrônicos e assincrônicos;
  • Outro pedagógico, onde as TIC integram o processo formativo em um contínuo aprender fazendo, em que o próprio processo de resolução de deveres é considerado em si mesmo um processo próprio de criação de inovações e gestão de conhecimento.

Dessa maneira, as TIC integram-se nos programas de estudo como parte do conhecimento a ser adquirido, sendo assim, em todos os sentidos, um meio eficaz de docência e aprendizagem, por uma parte levando as tecnologias a métodos de ensino e de gestão educativa; e, por outra parte, como uma ferramenta de gestão das próprias atividades avaliadas a desenvolver por parte dos estudantes.

Pode-se dizer que esse programa oferece uma excelente oportunidade de formação e superação pessoal às pessoas que, por suas razões de trabalho, e apesar de seu interesse e suas capacidades, não podem dedicar-se aos estudos, mas que através da formação a distância proposta podem conseguir, com todo rigor e qualidade que suas necessidades e desafios pessoais requerem, que sejam satisfeitos.

Ainda mais, com isso, cumpre-se um tipo de educação contínua profissional que hoje em dia é fundamental para aquelas pessoas que procuram um desenvolvimento pessoal de excelência. A sociedade, atualmente, requer profissionais com capacidade de administrar e iniciar mudanças, com preparação, formação, habilidades e conhecimentos específicos que este programa a distância pode oferecer.

A quem é dirigido

Diplomados e Licenciados em qualquer área de conhecimento que se dediquem ou queiram dedicar-se à docência e queiram receber formação multidisciplinar e específica em diferentes áreas da educação.

Titulação

Ao finalizar o Programa com êxito, o aluno receberá um Diploma expedido pela Universidade em que se matriculou com o patrocínio da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).

Modelo Educativo

O programa de estudo cumpre várias qualidades que o situam como um programa de grande nível. Isso é conseguido com um modelo educacional que leva em conta as numerosas inovações educacionais e pedagógicas surgidas na última década, assim como da observação da mudança mundial que estão sofrendo os programas de estudo no novo milênio da Sociedade da Informação e das Comunicações.

Estrutura do Programa

A duração do Mestrado em Educação é de 25 meses.

A estrutura de créditos é mostrada na seguinte tabela:

  CRÉDITOSa HORAS
Módulo Comum 48 480
Módulo Especialização 24 240
Projeto Final ou Dissertação de Mestrado 18 180
TOTAL 90 900

a. A equivalência em créditos pode variar conforme a universidade que titule.

Objetivos

Objetivos gerais:

O objetivo geral do Mestrado em Educação é oferecer uma formação ampla e atualizada, dando as bases para o desenvolvimento das competências acadêmicas e profissionais necessárias para o ensino em qualquer dos diversos contextos de ensino-aprendizagem que se possam dar.

Tem como finalidade fundamentar a prática profissional nos conhecimentos atuais; proporcionar idéias em relação à natureza do ensino e à aprendizagem em geral; e desenvolver as competências, os conhecimentos, as habilidades e os recursos práticos necessários para completar essa base teórica.

O estímulo à reflexão crítica é um dos aspectos que define a natureza do projeto e serve de ponte entre uma boa formação teórica e sua necessária aplicação prática, âmbito fundamental de ação.

Objetivos específicos:

Os objetivos gerais concretizam-se nos seguintes objetivos específicos:

Que o formando seja capaz de:

  • Conhecer os principais aspectos que caracterizam a educação atual de um ponto de vista organizacional, curricular e da aprendizagem;
  • Adquirir as competências necessárias para dar resposta às demandas dos alunos de hoje em dia;
  • Desenvolver habilidades para fiscalizar, dirigir, administrar e assessorar as práticas educativas;
  • planejar, executar, acompanhar e avaliar projetos pedagógicos de diferentes áreas do conhecimento nos âmbitos formais da educação atendendo a transversalidade dos conteúdos;
  • Desenvolver o pensamento crítico que permita pensar e agir tanto local quanto globalmente;
  • ser um bom comunicador;
  • Aprender a utilizar e a integrar as TIC no processo de ensino-aprendizagem;
  • Dar resposta a demandas emergentes nos sistemas educativos: dificuldades de aprendizagem, interculturalidade, cuidado com o meio ambiente, conflitos de sala de aula, etc.;
  • Integrar na prática docente os processos de ação tutorial com alunos e famílias.

Plano de estudos

Mestrado em Educação consta de três fases: uma primeira correspondente ao módulo comum de disciplinas. Uma segunda fase corresponde ao módulo da especialização; e a última fase consistente na elaboração do Projeto final de Mestrado ou Dissertação.

  • 1ª Parte: Bloque común de asignaturas

As disciplinas e créditos correspondentes que compõem a primeira parte são mostradas na seguinte tabela:

  • 2ª Parte: Módulo Especialização

As disciplinas e créditos correspondentes que compõem a segunda parte são mostradas na seguinte tabela:

  • 3ª Parte: Projeto final ou Dissertação de Mestrado

Ao finalizar o percurso, o aluno conclui o programa com:

  MÓDULO FINAL CRÉDITOS
TOTAL 18
1 Projeto final de mestrado ou Dissertação 15
2 Portfólio III 3

Descrições dos Cursos

BLOCO COMUM

  1. TEORIAS DA APRENDIZAGEM E BASES METODOLÓGICAS DA FORMAÇÃO

    Esta disciplina oferece aos alunos o estudo e a análise das teorias da aprendizagem e de modelos formativos de professores que dêem respostas aos mecanismos de qualidade. Promove o conhecimento de metodologias docentes a fim de orientar a prática e a construção de um processo de ensino e aprendizagem baseado nas competências profissionais.

  2. APRENDIZAGEM ESTRATÉGICA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

    Nesta matéria, apresentam-se metodologias docentes atuais calcadas em um enfoque centrado na aprendizagem do aluno. Dá-se ênfase especialmente ao fomento de uma aprendizagem colaborativa, significativa, autônoma, reflexiva e estratégica. Além disso, também se aborda o tema da formação de profissionais reflexivos, capazes de agir e tomar decisões autônomas e fundamentadas sobre sua própria atividade e desenvolvimento profissionais.

  3. FATORES DE APRENDIZAGEM

    Esta matéria pretende melhorar as ações que são levadas a cabo no campo educativo. Sustenta-se na busca de respostas a questões como o que procuramos que se comunique, por que razão, para quê e como obteremos. Estas perguntas delimitam o caminho que deve ser seguido e convidam a refletir sobre a prática docente.

  4. AS TICS NA SALA DE AULA

    Esta disciplina tem por objetivo principal que os docentes adquiram a capacidade de utilizar e integrar todas as tecnologias de que dispõem no processo de ensino-aprendizagem. Quer dizer, que estes profissionais aprendam a tomar decisões acertadas sobre o recurso ideal para potencializar, de uma maneira simples e eficaz, os objetivos que pretendem alcançar em seus programas educativos.

  5. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS NO ÂMBITO ESCOLAR

    Através desta disciplina, pretende-se oferecer um modelo global de convivência para os centros educacionais que sirva como paradigma capaz de transformar os elementos que formam o sistema de educação atual. Trata-se de conhecer o desenvolvimento de programas de resolução de conflitos, de mediação e de disciplina positiva colocados em prática no âmbito da convivência e transformação de conflitos na educação.

  6. A AÇÃO TUTORIAL NO SISTEMA EDUCATIVO

    Ao longo da matéria, elaboram-se conceitos de orientação e tutoria, assim como da função que o tutor desempenha em sua relação com alunos e famílias. Da mesma forma, reúnem-se as funções do tutor referentes aos diferentes agentes educacionais: o centro, especialmente a equipe diretora como dinamizadora da função tutorial; os professores e os alunos como parte especialmente envolvida, sobre a qual recai a própria ação tutorial; e os pais enquanto agentes subsidiários e colaboradores na função tutorial de seus filhos.

  7. INTERCULTURALIDADE E EDUCAÇÃO

    Esta disciplina aborda as diferentes e novas dinâmicas que surgem com a chegada de alunos imigrados aos centros educativos. Do mesmo modo,são contempladas as mudanças sociais que a imigração causa, já que as transformações sociais e culturais incidem necessariamente na escola. Aborda-se a diversidade cultural nos centros educativos, promovida pela procedência dos alunos de diferentes partes do mundo.

  8. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO FORMAL

    Esta disciplina pretende formar profissionais que sejam capazes de elaborar, promover e coordenar processos de educação ambiental para o desenvolvimento sustentável, em diversos campos da atividade social, a partir de perspectivas globais, regionais e locais. A estrutura se centra em quatro campos de ação: a fundamentação conceitual e filosófica, a educação ambiental para a sustentabilidade, a gestão ambiental para o desenvolvimento sustentável e, finalmente, as experiências nacionais e locais.

  9. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: PROCESSOS DE ATENÇÃO À DIVERSIDADE

    Esta matéria estuda os aspectos pedagógicos e educativos da Educação Especial, com a finalidade de introduzir os alunos na natureza e fundamentos desta disciplina. Isto se dá através da análise de seus antecedentes e das diferentes concepções educativas que atualmente a configuram; do conhecimento da atenção à diversidade e das disposições legais vigentes; do planejamento educativo no currículo e da caracterização das necessidades específicas de apoio educativo associado a diferentes deficiências e transtornos.

  10. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE CENTROS EDUCATIVOS

    Esta matéria apresenta e fomenta conhecimento para a gestão e organização de instituições educativas, assim como o desenvolvimento de capacidades associadas a estas tarefas. Analisam-se conceitos e procedimentos característicos da gestão de centros educativos em suas diferentes áreas de aplicação: econômica, curricular, etc.

  11. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

    Esta disciplina explicita que a metodologia de pesquisa científica é um corpo de conhecimento consolidado na atualidade, uma ferramenta com critérios padronizados e transversais que permitem que o saber seja comunicável em diferentes campos disciplinares, contextos e regiões do planeta. É o idioma universal da ciência que possibilita o avanço em todos os campos através do intercâmbio, a transferência de tecnologia, o consenso e o trabalho multidisciplinar.

BLOCO ESPECIALIZAÇÃO

  1. FORMAÇÃO DE PROFESSORES

    1. PROJETO CURRICULAR, PROGRAMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS

      Esta matéria se baseia em três pilares fundamentais: a necessidade que os docentes se situem no contexto da evolução histórica da programação para que possam compreender melhor a realidade social de que serão parte; a disponibilidade de uma descrição atualizada dos diferentes conceitos e sua inter-relação; e a aplicação tanto dos conceitos trabalhados quanto dos procedimentos explicados em relação à realização de uma proposta de ensino-aprendizagem.

    2. A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

      Nesta disciplina considera-se que educar significa ajudar a mudar os hábitos de vida com base em padrões de qualidade aceitos socialmente. Neste contexto, desenvolvem-se os tipos de avaliação e os instrumentos adequados a cada um deles. Abordam-se as considerações gerais em relação à avaliação das aprendizagens, a organização da avaliação e sua comunicação aos estudantes.

    3. METODOLOGIAS DE APRENDIZAGEM NA SALA DE AULA

      Esta disciplina se centra na organização e gestão da sala de aula. Desenvolvem-se algumas das metodologias ativas mais inovadoras, através da análise de casos reais. Abordam-se temas como: a dinâmica e as técnicas de trabalho em grupo, a resolução de problemas na sala de aula, a estruturação da sala de aula e técnicas para atender os alunos com dificuldades de aprendizagem.

    4. CRIAÇÃO, ADAPTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE MATERIAIS

      Esta matéria tem como objetivo familiarizar o formador com a elaboração, a avaliação e a adaptação de materiais didáticos. A informação proporcionada permite avaliar os princípios reitores dos materiais e dos recursos atuais, assim como examinar sua importância em relação ao contexto e ao currículo em que operam. Por outro lado, esta análise permite ao formador tomar decisões, experimentar, conceber, avaliar e revisar os materiais produzidos, por ele ou por outros, em um contexto determinado.

    5. APRENDIZAGEM INTEGRADA DE CONTEÚDO E LÍNGUA (AICLI)

      A AICLI se apresenta como um bom princípio para uma nova revolução na aprendizagem. Suas aplicações alcançam outras áreas do currículo e têm feito que, na sala de aula, se comece a levar em consideração o papel dos conteúdos: como defini-los, escolhê-los e ensiná-los de uma maneira mais eficaz. Também propõe perguntas interessantes sobre a relação entre a língua e a cognição, conceitos que, até agora, tinham sido bastante ignorados.

  2. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE CENTROS EDUCATIVOS

    1. PLANEJAMENTO E GESTÃO DE PROJETOS

      Esta disciplina trata dos conceitos básicos da teoria de projetos e sua gestão. Tem por objetivo fazer conhecer e identificar as diversas fases de um projeto, formular adequadamente seus objetivos e entender a importância do processo de planejamento. Também se explicitará como formar uma equipe de trabalho que se envolva no projeto, como administrar os diferentes recursos humanos e, sobretudo, como planejar, desenvolver e avaliar um projeto ajustado às necessidades do contexto.

    2. PLANEJAMENTO E DIREÇÃO ESTRATÉGICA

      A presente disciplina foi pensada para aqueles que coordenam organizações educativas ou para quem se prepara para estas funções no futuro. Seu objetivo fundamental é propiciar o pensamento estratégico e, ao mesmo tempo, desenvolver ferramentas e mecanismos que facilitem uma direção estratégica na contemporaneidade.

    3. E-BUSINESS E SUA INTEGRAÇÃO COM OS SISTEMAS CORPORATIVOS PARA A GESTÃO

      Esta disciplina expõe, de maneira detalhada, todos os fundamentos da integração corporativa no campo da educação. Estudam-se os sistemas e, ao mesmo tempo, conhecem-se as tecnologias disponíveis para conseguir uma integração empresarial plena, que permita tornar uma organização competitiva, independentemente de seu tamanho, localização geográfica ou quantidade de operações. Também se propõe a revisão de alguns softwares empregados comercialmente, aprofundando detalhes de implantação.

    4. QUALIDADE EDUCATIVA, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO

      Nesta matéria, proporcionam-se os conhecimentos teóricos e práticos necessários para avaliar e administrar a qualidade em instituições educativas. Do mesmo modo, incide especialmente na importância de conhecer os fatores que determinam esta qualidade (tanto positivos quanto negativos) e as características que os centros eficazes têm.

    5. TÉCNICAS DE DIREÇÃO DE EQUIPES DE TRABALHO

      O objetivo principal desta disciplina é fomentar as habilidades na coordenação de equipes de trabalho. Abordam-se as considerações conceituais sobre as equipes de trabalho e o conjunto de ferramentas e procedimentos, conceitos muito valiosos na formação de tais equipes. Oferece-se uma análise da tomada de decisões em equipe em suas diferentes etapas: a geração, o consenso, a organização e a implementação das idéias.

  3. AS TICS NA EDUCAÇÃO

    1. LAS TIC EN LA EDUCACIÓN Y LAS TEORÍAS DEL APRENDIZAJE

      Esta matéria apresenta diferentes aspectos fundamentais em relação à contextualização do e-learning na situação educativa atual e em relação com as principais teorias de aprendizagem. A disciplina tem uma perspectiva predominantemente conceitual, em que se derivam as diferentes concepções existentes sobre educação à distância.

    2. ANÁLISE DE RECURSOS TECNOLÓGICOS E ELABORAÇÃO DE ATIVIDADES CRIATIVAS

      Esta disciplina tem um caráter eminentemente prático, que consiste em oferecer aos alunos critérios e instrumentos de análise de recursos tecnológicos e apresentar diferentes casos reais de atividades criativas, com o objetivo de capacitá-los neste sentido. Baseia-se na motivação dos docentes em formação para colocar em prática os conceitos e as técnicas estudadas em disciplinas anteriores.

    3. O ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

      A presente matéria parte da idéia de que, atualmente, qualquer profissional da educação precisa possuir conhecimentos e capacidades necessários para exercer adequadamente suas funções no ambiente onde se desenvolve principalmente esta modalidade de educação: o campus virtual, também conhecido como “AVA”.

    4. AMBIENTES VIRTUAIS DE TRABALHO COLABORATIVO

      Esta disciplina introduz os conceitos, tecnologias, soluções e ferramentas para o trabalho compartilhado em ambientes virtuais. Seu objetivo é ajudar a compreender o significado e a natureza de trabalhar em espaços compartilhados, de colaboração e de cooperação com suporte de tecnologias da informação e da comunicação (TICs). Por outro lado, permite adquirir uma visão geral das tecnologias, as soluções e as ferramentas para dar suporte ao contexto sociolaboral através do auxílio computacional.

    5. PROJETO E AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE FORMAÇÃO BASEADAS NAS TICS

      Esta disciplina tem um caráter eminentemente prático, que consiste na exposição de diferentes casos reais em contextos diversos: virtual / semipresencial e presencial com uso das TICs. Aborda-se a importância de incluir as TICs nas propostas de formação, a fim de consolidar os saberes e as competências desenvolvidas nas demais matérias desta especialização.

    6. PORTFÓLIO I

      O Portfólio é uma ferramenta didática ou instrumento de aprendizagem que tem como principal objetivo estimular a reflexão por parte dos formandos, como meio de gerar profissionais mais competentes (no caso que nos ocupa, professores da educação). Esta reflexão gira em torno da conscientização, por parte do aluno, das competências e dos conhecimentos que ele está adquirindo, assim como das carências e os aspectos que deve melhorar, bem como a capacidade de autorregular seu próprio processo de aprendizagem.

    7. PORTFÓLIO II

      O Portfólio é uma ferramenta didática ou instrumento de aprendizagem que tem como principal objetivo estimular a reflexão por parte dos formandos, como meio de gerar profissionais mais competentes (no caso que nos ocupa, professores da educação). Esta reflexão gira em torno da conscientização, por parte do aluno, das competências e dos conhecimentos que ele está adquirindo, assim como das carências e os aspectos que deve melhorar, bem como a capacidade de autorregular seu próprio processo de aprendizagem.

    8. PORTFÓLIO III

      O Portfólio é uma ferramenta didática ou instrumento de aprendizagem que tem como principal objetivo estimular a reflexão por parte dos formandos, como meio de gerar profissionais mais competentes (no caso que nos ocupa, professores da educação). Esta reflexão gira em torno da conscientização, por parte do aluno, das competências e dos conhecimentos que ele está adquirindo, assim como das carências e os aspectos que deve melhorar, bem como a capacidade de autorregular seu próprio processo de aprendizagem.

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

A Dissertação de Mestrado é um trabalho escrito de pesquisa, elaboração e/ou criação de material ou propostas didáticas, relacionado com o campo da educação. O documento deve ser individual e original. A importância deste trabalho está no fato de que o aluno deve deixar manifestos os conhecimentos e as competências que adquiriu ao longo do curso de mestrado.

Direção

  • Dr. Jesús Arzamendi Saéz de Ibarra. Departamento de Métodos de Investigación y Diagnóstico Educativo, Facultad de Filosofía y Ciencias de la Educación. Universidad del País Vasco (UPV).
  • Dra. Silvia Pueyo Villa. Coordinadora del Área de Formación del Profesorado de la Fundación Universitaria Iberoamericana
  • Dra. Andresa Sartor Harada. Coordinadora de la Maestría en Educación

Professores e Autores

  • Dra. Juliana Azevedo. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dr. David Didier Bermúdez. Universidad Europea del Atlántico
  • Dra. Michele Borges. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dr. Marcelo Braz Vieira. Área de Formación del Profesorado de FUNIBER
  • Dra. África Mª Cámara Estrella. Universidad de Jaén
  • Dra. Mª Jesús Colmenero. Universidad de Jaén
  • Dr. Yoanky Cordero Gómez. Área de Formación del Profesorado de FUNIBER
  • Dr. Alexander Cordoves. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. Judit García Martín. Universidad Europea del Atlántico
  • Dra. Vanessa Anaya Moix. Universidad Internacional Iberoamericana - UNINI
  • Dr. David Molero López-Barajas. Universidad de Jaén
  • Dra. Nívia Núñez. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dr. Leonardo Ribeiro. Área de Formación del Profesorado de FUNIBER
  • Dra. Viviane Sartori. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. Lilia Stevens. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. Andresa Thomazzoni. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dr. Óscar Ulloa. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. Carmen Varela. Universidad Europea del Atlántico
  • Dr. Mário Vásquez. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Claudia Cataño. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Fernanda Fauth. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Karina Nossar. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Virginia Solana. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Kathilça Souza. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Dra. (c) Sandra Valente. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Ms. Elena Caixal Manzano. Área de Formación del Profesorado FUNIBER
  • Ms. Erik Simões. Área de Formación del Profesorado FUNIBER

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.