Alergias e Intolerâncias Alimentares

Apresentação do Programa

As reações adversas a certos alimentos são cada vez mais comuns na população e representam um problema de saúde pública que pode afetar a qualidade de vida dos indivíduos que sofrem com eles. Razão pela qual uma nutrição adequada é essencial naqueles afetados por essas reações adversas.

Dentro da definição de reação adversa aos alimentos, estão incluídos os termos alergia e intolerância alimentar. A diferença entre os dois é que a alergia alimentar é mediada por mecanismos imunológicos, enquanto a intolerância alimentar não é. Em geral, são atribuíveis à ingestão, contato ou inalação de um alimento ou de alguns de seus componentes. Portanto, ter especialistas com a capacidade de relatar corretamente o conteúdo e a preparação do produto alimentício, seguindo os regulamentos atuais, melhorará a qualidade de vida de pessoas predispostas.

O programa Alergias e Intolerâncias Alimentares oferece treinamento em reações adversas aos alimentos que ajudarão o profissional que estuda ou trabalha no campo da nutrição e saúde a desenvolver estratégias apropriadas para sua correta abordagem teórico-prática, tanto nutricional quanto de gestão de alérgenos na indústria e restauração coletiva.

A quem é dirigido

O programa de Alergias e Intolerâncias Alimentares tem como destinatários:

  • Licenciados ou graduados (ou equivalente) em Ciências da Saúde que desejam atualizar ou consolidar seus conhecimentos em Alergias e Intolerâncias Alimentares, a fim de melhorar suas expectativas de trabalho.
  • Outros licenciados ou graduados (ou equivalente) que, devido à sua prática profissional, desejam se especializar em alergias e intolerâncias alimentares.
  • Pessoas não universitárias que têm interesse em alergias e intolerâncias alimentares.

Titulação

A conclusão bem-sucedida do Programa permitirá obter a qualificação de Experto Universitario en ALERGIAS E INTOLERANCIAS ALIMENTARIAS.

Ao concluir o programa com êxito, o estudante receberá o título expedido pela Universidade na qual se matriculou.

Estrutura do Programa

El programa de Alergias e Intolerâncias Alimentares tem duração de 5 meses.

Em relação a distribuição do tempo, se estabelece que:

  • É um programa a distância que não está sujeito a aulas presenciais, não sendo estabelecida uma data de início específica e, portanto, o aluno pode formalizar a inscrição a qualquer momento, desde que haja vagas disponíveis.
  • Há um tempo máximo de 5 meses para conclusão do programa. Dentro desse período, o aluno deve ter submetido todas as avaliações correspondentes às disciplinas.

A estrutura de créditos do programa Alergias e Intolerâncias Alimentares se estabelece na seguinte tabela:

  CRÉDITOSa DURACIÓNb HORAS
Disciplinas 15 5 150
TOTAL 15 5 150

a. A equivalência em créditos pode varia de acordo com a universidade que faz a titulação. Um (1) crédito ECTS (European Credit Transfer System) equivale a 10 + 15 horas. Se o estudante cursa o programa matriculado em uma universidade não pertencente ao Espacio Europeo de Educación Superior (EEES), a relação entre créditos - horas, pode variar.

b. Duração em meses

Objetivos

Objetivo Geral

  • Formar especialistas capazes de otimizar a atenção nutricional de pessoas que apresentam reações adversas a determinados alimentos e, a gestão de alérgenos na indústria e restauração coletiva.

Objetivos Específicos

  • Fundamentar as bases teórico-práticas envolvidas na detecção, diagnóstico e tratamento de reações adversas a determinados alimentos.
  • Identificar as principais substâncias presentes nos alimentos que causam alergias e intolerâncias para o manuseio adequado.
  • Analisar os regulamentos de rotulagem de alérgenos e a legislação alimentar atual.
  • Revisar as estratégias dietético-nutricionais apropriadas às necessidades específicas da pessoa com alergia e/ou intolerância alimentar.
  • Aplicar o gerenciamento de alergias e intolerâncias na indústria e a restauração coletiva para a prevenção de reações adversas.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais* do programa Alergias e Intolerâncias Alimentares são as seguintes:

  • Assessor dietético que pode fornecer informações viáveis e verdadeiras sobre a escolha certa de alimentos para pessoas predispostas a alergias e intolerâncias alimentares.
  • Docente em programas de ensino regulamentado e não regulamentado.
  • E serviços de restauração coletiva e manufatura de alimentos (hospitais, restaurantes, embaladoras de alimentos).
  • Consultor em serviços de informação ao consumidor e marketing relacionados com a alimentação.

*Nota: O exercício das profissões é regulado de acordo com a legislação de cada país.

Plano de estudos

As disciplinas do curso de Alergias e Intolerâncias Alimentares tem como objetivo conseguir que os estudantes adquiram uma ideia global das reações adversas a determinados alimentos, assim como na gestão de alérgenos na indústria e restauração coletiva.

As disciplinas e horas correspondentes são apresentadas na seguinte tabela:

Alergias e Intolerâncias Alimentares
# DISCIPLINAS HORAS
1 Nutrição e sistema imunológico 50
2 Alergias e intolerâncias alimentares: prevenção, diagnóstico e tratamento 50
3 Gestão de alérgenos na indústria e restauração coletiva 50
TOTAL 150

Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

  • Dr. Maurizio Antonio Battino. Pesquisador em Bioquímica e docente da Scuola di Specializzazione in Scienza dell'Alimentazione. Professor na Università Politecnica delle Marche. Diretor Científico da Universidad Europea del Atlántico.

Coordenação Acadêmica

  • Dra.(c) Irma Domínguez Azpíroz. Doutora candidata em Educação pela UNINI. Coordenadora Internacional da Área de Saúde.
  • Dra (c). Anna Marín. Doutora candidata em Educação pela UNINI. Coordenadora da Área de Nutrição.

Professores e Autores

  • Dr. Francisco José Pérez Cano. Doutor em Farmácia e Professor Titular na Facultad de Farmacia da Universitat de Barcelona.
  • Dra. Margarida Castell Escuer. Doutora em Farmácia e Catedrática de Fisiologia na Universitat de Barcelona.
  • Dra. Àngels Franch Masferrer. Doutora em Farmácia e professora titular na Universitat de Barcelona.
  • Dra. Mª Cristina Castellote Bargalló. Doutora em Farmácia, Catedrática e Diretora do Departamento de Fisiología da Facultad de Farmacia da Universitat de Barcelona.
  • Dra. Elena Aguilar Aguilar. Doutora em nutrição pela Universidad Complutense de Madrid. Nutricionista Investigadora no Instituto Madrileño de Estudios Avanzados (IMDEA).
  • Dr. Miguel Ángel Lurueña Martínez. Doutor em Alimentos e Saúde Humana pela Universidad de Salamanca. Licenciado em Ciência e Tecnologia dos Alimentos pela Universidad de León. Engenheiro Técnico Agrícola (Especialidade Indústrias Agrárias e Alimentares) pela Universidad de Salamanca.
  • Dra. Susana Martínez. Doutora em Biologia. Licenciada em Ciência e Tecnologia dos Alimentos. Pesquisadora no Instituto de Biomedicina (IBIOMED) da Universidad de León.
  • Dra. Priscilla Almeida de Souza. Doutora em Biomedicina pela Universidad de Zaragoza. Licenciada em Nutrição Humana e Dietética e Especialista em Nutrição Esportiva pelo Centro Universitário de Belo Horizonte.
  • Dra. Nelly Orozco. Doutora em Ciências da Saúde Pública e Licenciada em Nutrição pela Universidad de Guadalajara México. Professor-Investigador na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Mercedes Briones Urbano. Doutora em Nutrição Humana e Dietética, no programa internacional entre a Universidad de Granada e o Instituto de Investigaciones Químicas, Biológicas, Biomédicas y Biofísicas da Universidad Mariano Gálvez de Guatemala.
  • Dra. Andrea Arreguin. Doutora e Mestre Universitário em Nutrigenômica e Nutrição Personalizada pela Universidad de las Islas Baleares.
  • Dra. (c) Irma Domínguez Azpíroz. Doutora candidata em Educação. Mestre Internacional em Nutrição e Dietética Aplicada pela Universidad de León. Mestrado em Atividade Física: Treinamento e Gestão Esportiva pelaUNINI. Diplomada em Nutrição e Dietética pela Universidad de Navarra.
  • Dra (c). Anna Marín. Doutora candidata em Educação pela Universidad Internacional Iberoamericana. Mestrado Internacional em Nutrição e Dietética, com especialização em Nutrição e Atividade Física pela Universidad de León. Diplomada em Nutrição Humana e Dietética pela Universidad de Barcelona.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.