Coaching

Apresentação do Programa

O Programa de Coaching integra os conceitos relacionados ao treinamento como um dos métodos mais inovadores e eficazes no desenvolvimento pessoal e das organizações.

Através da articulação pedagógica de fundamentos teóricos e discussão de casos práticos, dentro de um espaço de interação promovido pelos professores e pela utilização de um Campus Virtual, uma pessoa que completar o programa de Coaching estará habilitada para:

  • Ajudar uma pessoa, organização ou equipe a alcançar um resultado desejado através da co-criação de consciência e soluções para os problemas.
  • Ajudar as pessoas a estabelecer metas e a melhor forma de atingi-las.
  • Dar suporte ao cliente para que este faça/seja mais do que poderia ser se estivesse sozinho.
  • Promover a focalização para que os resultados sejam mais rápidos.
  • Proporcionar ao cliente as ferramentas, o suporte e a estrutura para alcançar uma melhor qualidade de vida, desenvolvimento pessoal e profissional.

A quem é dirigido

O programa de Coaching está destinado a profissionais de qualquer área da empresa ou consultoria com experiência em gestão de pessoas.

Profissionais da área de Coaching que queiram complementar a sua formação nas metodologias mais representativas desta especialidade, bem como desenvolver as habilidades necessárias para adquirir a linguagem empresarial que facilite o trabalho com os diretores das empresas.

  • Gestores que desejam melhorar suas habilidades para gerenciar suas equipes.
  • Psicólogos Ocupacionais.
  • Profissionais de recrutamento.
  • "Head Hunters".

E todos os profissionais que queiram estar habilitados em técnicas de Coaching para a vida e para o trabalho.

Titulação

Ao ser aprovado no Programa, o aluno receberá um Diploma expedido pela Universidade em que esteja matriculado com o aval da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).

Estrutura do Programa

A duração estimada do programa de Coaching é de 400 horas (40 créditos).

Referente à distribuição do tempo estabelece-se que:

  • Por ser um programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, de modo que o aluno pode efetuar a matrícula a qualquer momento, sempre que haja vagas disponíveis.
  • Por motivos acadêmicos e pedagógicos estabelece-se uma duração mínima de nove meses para o Programa.
  • O prazo máximo estabelecido para realizar o Programa é de doze meses. Neste período, o aluno deverá ter sido aprovado em todas as atividades avaliadas e aprovado no Caderno de Supervisão.

A estrutura de créditos do programa de Coaching está exposta na tabela seguinte:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
1ª Parte: Fundamentos do Coaching 10 3 100
2ª Parte: Habilidades e Competências do Coach 16 5 160
3ª Parte: Técnicas e Ferramentas de Coaching 4 1 40
4ª Parte: Trabalho Final de Curso ou Projeto 10 3 100
TOTAL 40 12 400

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula
b. Duração em meses.

Objetivos

Objetivos Geral:

  • A formação de profissionais capazes de dirigir processos de Coaching no âmbito organizacional.

Objetivos Específicos

  • Desenvolver Competências básicas de Gestão de Pessoas e Equipes em ambientes altamente competitivos.
  • Identificar pontos fortes e áreas de melhoria nas organizações.
  • Conhecer as técnicas e metodologias aplicáveis ao processo de Coaching.
  • Compreender as ferramentas de linguagem (modelo de conversação), as ferramentas emocionais (controle emocional) e corporais (técnicas e processos de comunicação não-verbal).
  • Agir como motivador de mudanças nas organizações.
  • Gerenciar os processos que envolvam Coaching de Equipes.

Saídas Profissionais

Algumas das áreas de atuação do profissional formado no programa de Coaching, entre outras, são:

  • Coach executivo, de empresas e de equipes.
  • Consultores de empresas.
  • Profissionais e diretores em todos os níveis da pirâmide organizacional.
  • Especialistas no recrutamento de pessoas.

Plano de estudos

O programa de Coaching possui uma estrutura curricular baseada em 3 partes formativas sequenciais e um Trabalho de Final de Curso ou Projeto, com uma carga letiva total de 400 horas:

  • 1ª Parte: Fundamentos do Coaching (100 horas)

As disciplinas e horas correspondentes que compõem a primeira parte estão expostas na seguinte tabela:

  • 2ª Parte: Habilidades e Competências do Coach (160 horas)

As disciplinas e horas correspondentes que compõem a segunda parte estão expostas na seguinte tabela:

  • 3ª Parte: Técnicas e ferramentas de Coaching (40 horas)

As disciplinas e horas correspondentes que compõem a terceira parte estão expostas na seguinte tabela:

  ASIGNATURAS HORAS
1 Inteligência Emocional 20
2 Programação Neurolinguística 20
  TOTAL 40

As disciplinas, apesar de serem independentes entre si, estão ligadas e estruturadas segundo uma ordem pedagógica coerente. Cada uma se divide em unidades temáticas básicas ou capítulos, cujo conteúdo inclui material impresso que se deve estudar para responder satisfatoriamente às diversas atividades de avaliação.

  • 4ª Parte: Trabalho Final de Curso ou Projeto (100 horas)

O Trabalho de Conclusão de Curso ou Projeto, cuja carga letiva é de 10 créditos, tem como objetivo apresentar um documento completo que mostre o desenvolvimento total do projeto proposto, contemplando também a possibilidade de aplicação prática.

  DISCIPLINAS HORAS
1 Trabalho de Conclusão de Curso ou Projeto 100

Descrições dos Cursos

1ª PARTE: FORMAÇÃO NO PROCESSO DE COACHING

  1. FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO COACHING

    Compreender a origem do modelo de desenvolvimento através do Coaching. Reconhecer o que é o Coaching e como, através dele, pode-se desenvolver e capacitar as pessoas. Compreender a natureza e o alcance do Coaching. Identificar as diferenças entre Coaching e outros modelos de desenvolvimento. Conhecer o modelo básico do processo de Coaching. Identificar as competências, habilidades e responsabilidades do Coach.

    O QUE É O COACHING?
    HISTÓRIA DO COACHING
    OBJETIVOS DO COACHING
    BENEFÍCIOS DO COACHING
    NATUREZA DO COACHING
    MODELO DO COACHING
    RESPONSABILIDADES DO COACH E DO COACHEE
  2. ENFOQUES TEÓRICOS DO COACHING

    Conhecer as diferentes correntes do modelo de Coaching. Identificar as principais aplicações dos modelos de Coaching.

    DIFERENTES CORRENTES DE COACHING
    COACHING PESSOAL (ONTOLÓGICO)
    COACHING EXECUTIVO
    COACHING ORGANIZACIONAL OU EMPRESARIAL
    COACHING DE EQUIPE
  3. CAMPOS DE APLICAÇÃO DE COACHING

    Proporcionar aos alunos informações sobre as possíveis áreas de atuação do Coaching, a definição de sujeito de coachee, as diferentes abordagens metodológicas e estilos de coach. Esquema de interação entre coachee, o coach, campo e metodologia.

    CLASSIFICAÇÃO DO COACHING POR SEGMENTAÇÃO: PESSOAL, EXECUTIVO, ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL, ENTRE OUTRAS
    OS DIFERENTES COACHEES: INDIVÍDUO, GRUPO OU ORGANIZAÇÃO
    CLASSIFICAÇÃO DE COACHING POR ABORDAGEM METODOLÓGICA: ONTOLÓGICO, SISTÊMICOS, TRANSFORMACIONAL, INTEGRAL, DE VIDA (LIFE COACHING), AUTOCOACHING, ESPORTIVA, PARA A SAÚDE, DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL/PROFISSIONAL/LABORAL
    CLASSIFICAÇÃO DE ACORDO COM O ESTILO DO COACH: FOCO NO AMBIENTE, NA PESSOA, NO OBJETIVO E NO SISTEMA
    ESQUEMA INTERATIVO: COACHEE-COACH-CAMPO-METODOLOGIA

2ª PARTE: HABILIDADES E COMPETÊNCIAS DO COACH

  1. TÉCNICAS DE DIREÇÃO E LIDERANÇA ORGANIZACIONAL

    Conhecer as funções e princípios básicos da direção e da liderança, assim como os modelos mais importantes e suas aplicações.

    INTRODUÇÃO À IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA E DA DIREÇÃO EMPRESARIAL
    O principal recurso humano: as pessoas. A personalidade: a integração das esferas cognitiva e afetiva. A administração e a psicologia social. Alguns comentários sobre liderança. Funções do líder. Definição, diferenças e funções do líder e do diretor. A cultura empresarial, valores e os processos de mudança. Importância da liderança organizacional.
    ABORDAGENS TEÓRICAS NO ESTUDO DA DIREÇÃO E DA LIDERANÇA, SUA EVOLUÇÃO
    Pré-história da liderança. A Revolução Industrial. Escolas e teorias no estudo da liderança e da direção.
    ESTILOS DE LIDERANÇA
    Definições. Autoridade, controle e poder. Estilos de liderança. Princípios básicos dos líderes.
    COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO LÍDER E DO DIRETOR
    As competências e habilidades do líder. Enfoques das competências. Avaliação das características pessoais. Chaves para a liderança contemporânea. Técnicas para o estudo das competências pessoais. Descrição da personalidade.
  2. TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

    Interpretar a comunicação como um processo integrador e sistêmico. Caracterizar a esfera cognitiva, afetiva e autorreguladora na comunicação interpessoal. Interpretar as expressões emocionais na comunicação interpessoal. Diferenciar as habilidades e competências na comunicação interpessoal. Determinar e otimizar as comunicações interpessoais.

    INTRODUÇÃO À COMUNICAÇÃO
    Conceito de comunicação. Funções da comunicação. O conteúdo ético da comunicação. Características da comunicação. O modelo do processo de comunicação como um sistema. Importância da comunicação no local de trabalho. Barreiras na comunicação. Tipos e níveis da comunicação.
    A PERSONALIDADE E A COMUNICAÇÃO
    A esfera cognitiva e afetiva na comunicação. Assertividade. Estilos comunicativos.
    AS COMUNICAÇÕES NA VIDA PROFISSIONAL
    Conceitos de comunicação interpessoal. Características da comunicação interpessoal. Leis básicas da comunicação interpessoal. Tipos de comunicação interpessoal. Comunicação verbal e não-verbal. Funções das mensagens não-verbais.
    A COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NA VIDA PROFISSIONAL
    Objetivos de comunicação interpessoal no trabalho. Comunicação formal e informal.
    AS COMPETÊNCIAS E A COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL
    As habilidades diretivas. As competências na comunicação interpessoal. Saber escutar. Fluência Verbal. Capacidade de expor suas ideias de forma coerente e convincente.
  3. TÉCNICAS DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO

    Aportar conhecimentos teóricos e práticos referentes aos conflitos, estratégias de resolução e habilidades básicas para a resolução.

    INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE CONFLITOS
    Compreender os conceitos básicos e fundamentos teóricos que permitam identificar, descrever e analisar casos práticos relacionados ou vinculados aos conflitos.
    ESTRATÉGIAS OU MÉTODOS PARA RESOLVER CONFLITOS
    Contribuir para a compreensão de um conjunto de conceitos e técnicas relacionadas com o processo de negociação, alcançando uma aprendizagem propícia à realização de negociações eficientes. Conhecer os passos e as voltas da resolução e estilos de enfrentamento na gestão de conflitos. Conhecer estratégias e técnicas para resolução de conflitos: negociação, mediação e arbitragem.
    COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA A RESOLUÇÃO DE CONFLITOS
    Dominar e desenvolver as competências e habilidades associadas à resolução de conflitos.
    ÉTICA EMPRESARIAL
    O que se entende por ética? Definição e objetivo. Autores mais representativos no estudo da ética. Fundamentos empíricos da ética.
  4. TÉCNICAS DE DIREÇÃO DE EQUIPES DE TRABALHO

    Conhecer os elementos teóricos e práticos sobre os grupos e equipes de trabalho, suas Características, Técnicas e Ferramentas para uma gestão eficaz.

    AS EQUIPES DE TRABALHO
    Expor e argumentar as principais considerações teóricas que sustentam o trabalho em equipe. Aplicar criativamente essas considerações na prática diária. Transformar sua equipe para que seja considerada eficiente e autodirigida. Interpretar e aplicar as regras de trabalho em equipe, assim como obter o consenso.
    PRINCIPAIS FERRAMENTAS PARA APERFEIÇOAR A EQUIPE
    Expor e discutir as ideias fundamentais que sustentam o trabalho das redes sociométricas. Aplicar criativamente à sua equipe uma metodologia validada para as reuniões e sessões de trabalho em equipe. Aplicar no seu campo de ação as ferramentas estudadas para alcançar eficiência no trabalho em equipe. Interpretar e aplicar a direção por objetivos e por resultados.
    A TOMADA DE DECISÕES DA EQUIPE. TÉCNICAS PARA O TRABALHO EM EQUIPE
    Aplicar as técnicas estudadas para garantir a qualidade da tomada de decisões. Capacitar de forma prática nas diferentes técnicas que permitem gerar mais ideias e escolher as melhores para a sua aplicação. Cultivar sua criatividade e da sua equipe.
  5. ESTRESSE E BURNOUT

    Conhecer e saber gerir as situações de estresse e burnout dentro da organização empresarial, dotar dos conhecimentos teórico-práticos necessários sobre este amplo tema.

    SAÚDE ORGANIZACIONAL
    Higiene, segurança e qualidade de vida profissional. Os efeitos negativos do trabalho. Motivação, satisfação e frustração. O processo de conflito.
    O ESTRESSE NO TRABALHO
    Contexto histórico e conceituação de estresse. Fisiopatologia do estresse. As doenças causadas pelo estresse. Mediadores psicológicos da resposta ao estresse. Epidemiologia e consequências do estresse profissional. Algumas regras, estratégias e exercícios para a gestão do estresse. Estresse em profissionais da saúde e ensino.
    SÍNDROME DE BOURNOUT
    Antecedentes e conceituação da síndrome de bournout. Abordagens e modelos sobre a síndrome de bournout. Relação entre estresse no trabalho e a síndrome de bournout. Relação da síndrome de bournout com a motivação, satisfação no trabalho, frustração e tipos de estrutura. Fatores organizacionais e interpessoais que influenciam na sua ocorrência. Quadro evolutivo da síndrome de bournout. A síndrome de Bournout em profissionais da saúde. Consequências da síndrome de bournout na qualidade de vida profissional e na qualidade dos cuidados médicos. Prevenção e tratamento da síndrome de bournout.
  6. MARKETING DE COACHING E DE COACH

    Consolidar nos alunos conceitos de marketing genéricos utilizados em vários setores econômicos, de modo que possam aplicar no seu próprio campo de coaching. Ensinar os estudantes a identificar seu target e a definir estratégias que focam as necessidades dos seus "clientes", respondendo a um plano de ação através de uma combinação eficaz de marketing (marketing-mix). Proporcionar aos alunos e futuros especialistas em coaching as ferramentas comerciais práticas que permitam reduzir o risco, aumentar as chances e as oportunidades de sucesso neste mercado, alcançando êxito profissional e pessoal.

    FUNDAMENTOS DE MARKETING
    MARKETING ESTRATÉGICO
    MARKETING OPERACIONAL
    PLANO ESTRATÉGICO DE MARKETING
    O MARKETING E O COACHEE: IDENTIFICAÇÃO DE NECESSIDADES, COMPORTAMENTO DO COACHEE, O CUMPRIMENTO DAS EXPECTATIVAS
    O MARKETING E O COACH: MIX DE MARKETING, FERRAMENTAS E ESTRATÉGIAS COMERCIAIS
    O MARKETING E COACHING. COMUNICAÇÃO E COACHING: PERSONAL BRANDING, IMAGEM CORPORATIVA, A EMPATIA COMERCIAL – ESTRATÉGIAS
    NOVAS TECNOLOGIAS, MARKETING E COACHING: PERFIL DIGITAL
    A PRESENÇA DA WEB: PÁGINA WEB, BLOGS, REDES SOCIAIS, NETWORKING, DIRETÓRIOS

3ª PARTE: COACHING EXECUTIVO

  1. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

    Tem como objetivo conhecer e compreender as ferramentas da inteligência emocional.

    INTRODUÇÃO À INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
    A INTELIGÊNCIA HUMANA
    AS EMOÇÕES
    A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA EMPRESA
  2. PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA

    Apresenta ao estudante um tema interessante, prático e atual. Além disso, mostra os modelos de comportamento humano, através dos quais algumas pessoas e profissionais, em especial, obtêm níveis máximos de excelência, enquanto outras pessoas, aparentemente fazendo o mesmo, não alcançam.

    A PSICOTERAPIA COMO ANTECEDENTE HISTÓRICO DA PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA (PNL)
    SURGIMENTO DA PNL
    CONCEITO DE PNL
    SISTEMAS REPRESENTACIONAIS
    REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE
    PNL E COMUNICAÇÃO

4ª PARTE: TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO OU PROJETO

A última parte do programa está destinada à realização do Trabalho de Conclusão de Curso ou Projeto.

A elaboração do Trabalho de Conclusão pode iniciar paralelamente ao estudo das disciplinas do Programa, de acordo com as possibilidades e disponibilidades do aluno. No entanto, aconselha-se dedicar os últimos três meses do programa para prepará-lo e redigi-lo.

O trabalho será supervisionado por um professor-tutor, que será designado de acordo com o tema escolhido.

Direção

  • Dra. Silvia Aparicio. Doctora en Ciencias Económicas por la Universidad Autónoma de Madrid y Licenciada en Administración y Dirección de Empresas por la Universidad de Cantabria. Directora Académica Internacional del Área de Desarrollo Directivo, Organización Empresarial y Recursos Humanos de la Fundación Universitaria Iberoamericana, FUNIBER.
  • Dra. Cristina Hidalgo González. Doutora em Ciências Empresariais pela Universidad de León. Professora Titular do Departamento de Economia Aplicada da Universidad de León.
  • Dr. Rubén Calderón Iglesias. Doutor em Economia pela Universidad Antonio de Nebrija, Espanha. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.

Professores e Autores

  • Dr. Luis Alfredo Rojas Cruz. Psicólogo consultor e Coach Gerencial. Docente da pós-graduação das universidades ICESI, Javeriana, do Valle e Autónoma del Occidente, Colômbia.
  • Dr. Ramón Alzate Saez de Heredia. Doutor em Filosofia e Ciências da Educação pela Universidad del País Vasco. Catedrático de Psicologia da Universitad del País Vasco.
  • Dr. Alberto Jorge Acosta. Professor convidado Cátedra UNESCO de Direção Universitária na Universidad Politécnica de Cataluña. Professor Associado na Escuela de Alta Dirección y Administración (EADA).
  • Dr. Saxa Stefani Irizar. Doutorado em Psicologia Social pela Universidad de Barcelona. Mestrado em Educação em Formação de Professores. Diretor do Centro de Estudios de Psicología Social. Psicólogo e coach profissional.
  • Dra (c). Julién Brito Ballester. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de Habana, Cuba. Mestrado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidad Autónoma de Barcelona. Mestrado em Coaching Sistêmico pela Universidad Autónoma de Barcelona. Consultora Internacional e Expert em Gestão de Recursos Humanos, Formação, Desenvolvimento e Competências Profissionais. Coach profissional.
  • Dr (c). Saúl Domingo Soriano. Doutor candidato pela Universidad de León. Mestre em Direção Geral de Empresas pelo Institut Català de Tecnologia de Barcelona. Mestre em Consultoria e Tecnologias da Informação e-Business pela Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha. Diretor de Projetos Finais de Mestrado e Especializações, FUNIBER.
  • Ms. Carles Labraña Miret. Máster Program for Management Development por ESADE. Lic. Administração de Empresas. Sócio consultor Idealive Consulting. Consultor especialista em gestão e desenvolvimento das relações profissionais.
  • Ms. Juanita Acevedo Segura. MBA - Entrepreneurship & Family Business. Mestrado em Marketing. Licenciada em Administração de Empresas.
  • Ms. Antonio Vega. Diplomado em Administração e Direção de Empresas por ESADE. Mestrado em Direção de Recursos Humanos e Consultoria nas Organizações pela Universidad de Barcelona. Coach e Consultor em Planificação Estratégica, Liderança e Desenvolvimento Organizacional. Presidente na Fundación Humaniza.
  • Ms. María Eugenia Luna Borgaro. Mestrado em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento da Universidad de León, Espanha. Expert em Gestão de Recursos Humanos e Habilidades Diretivas. Professora da FUNIBER.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente uma partida econômica com caráter extraordinário para o oferecimento de Bolsas de estudo em Formação FUNIBER. 

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez finalizado o Programa Acadêmico, os alunos que assim o desejarpoderão ingressar na Bolsa de Trabalho Ambiental. Para isso, deverãoremeter currículum vitae, indicando dados pessoais, acadêmicose de experiência profissional. Assim, o aluno estará informado dasofertas de trabalho que venham a surgir e que se ajustem a seu perfilprofissional.