Doutorado em Nutrição

Apresentação

O programa de doutorado permite cursar disciplinas e realizar o trabalho de pesquisa dentro de uma das linhas oferecidas, seguindo um programa de estudos na modalidade a distância. Deste modo, o doutorando realiza um estudo de pós-graduação avançado e adaptado ao seu ritmo e estilo de trabalho.

Durante a realização do programa, o doutorando conta com a presença e o apoio de professores, tutores e orientadores, cujo objetivo acompanhá-lo é facilitar e o cumprimento acadêmico do programa, aproveitando as novas tecnologias.

A comissão de doutorado atribuirá e supervisionará o plano de estudos mais adequado à formação prévia e ao tema da tese escolhido pelo doutorando. Deste modo, nomeia um orientador que dará suporte e facilitará a realização dos estudos e da tese.

Estrutura

DURAÇÂO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
Fase I, Docência
1 ano Adquirir o conhecimento e as competências necessárias para proporcionar soluções que contribuam para o desenvolvimento humano, científico e tecnológico na linha de pesquisa do doutorando ou doutoranda. Cursar a distância uma série de disciplinas definidas de acordo com os estudos prévios à temática da tese. Nesta fase, o doutorando deve cursar disciplinas adequadas ao tema escolhido para a tese.
Fase II, Tutorias
3 meses Orientar e definir o tema da tese, os objetivos, a hipótese e a metodologia. Com o suporte de um tutor, o doutorando elabora a proposta do esquema da tese. .
Fase III, Pesquisa
1 ano Elaborar o projeto da tese. Com o suporte do Orientador, realiza atividades de pesquisa que conduzem à realização do projeto.
Fase IV, Realização da Tese
1 a 2 anos Redação do trabalho de tese. Sob a supervisão do Orientador, desenvolve a pesquisa: análise e resultados alcançados.

Metodologia Educativa

O modelo educativo promove a colaboração e a cooperação para enriquecer a formação das pessoas. Assim, garante um processo que promove resultados efetivos à relação entre o investimento assumido e o retorno em formação e conhecimentos, e aprendizagem pessoal e organizacional. O modelo educativo é composto de muitas inovações em educação e pedagógicas que facilitam e potencializam e impulsionam um processo de formação em um ambiente de aprendizagem muito eficaz. Isto compreende:

  • Facilitar o contato entre estudantes, entre professores e entre os dois grupos.
  • Fomentar a cooperação e a reciprocidade: a aprendizagem como esforço coletivo.
  • Considerar o estudante como o centro do processo do qual participa ativamente.
  • Estimular e potencializar a comunicação e a interação entre professores e estudantes.
  • Demonstrar que o processo de formação implica e exige a dedicação contínua de tempo e esforço.
  • Usar a motivação como estímulo constante para que o estudante perceba que os resultados esperados da aprendizagem estejam ao seu alcance.
  • Personalizar a aprendizagem, levando em consideração as diferenças entre estudantes e suas diversas formas de aprender.

Titulação

O doutorando ou doutoranda que conclui os requisitos acadêmicos e supera a defesa de sua tese de doutorado, segundo a normativa da universidade de ministra o programa, pode optar pelo grau de:

  • Doutor em Nutrição pela Universidade Internacional Ibero-americana, indicando a linha de pesquisa na qual realizou a tese.

Plano de estudos

Doutorado em Nutrição > Fase docência

O programa de Doutorado em Nutrição tem como finalidade formar pesquisadores líderes no campo da nutrição, que, de modo independente, sejam capazes de contribuir à geração e disseminação de conhecimentos, tecnologia e metodologias estratégicas.

O trabalho do docente será promover a saúde e o desenvolvimento do capital humano, tanto nacional como internacionalmente, desenvolvendo, difundindo e transferindo pesquisas de alto nível na área de nutrição, enfatizando o campo da pesquisa experimental em temas como a obesidade, a nutrição em saúde pública e os alimentos funcionais, nutracêuticos e a nutrigenética.

A fase docente do doutorado baseia-se na pesquisa científica de excelência, preparando o doutorando na aquisição de conhecimentos que enriquecem o seu processo de formação, aprofundando-se de maneira colaborativa no desenvolvimento e na inovação da linha de pesquisa escolhida..

O Doutorado em Nutrução consta das seguintes fases:

FASE INICIAL

Durante este primeiro período, pretende-se sensibilizar o aluno quanto ao manejo do Campus Virtual e suas ferramentas, além de informar-lhe sobre o programa acadêmico e o cronograma de estudos.

Além disso, nesta fase, inicia-se o estudo da primeira disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica.

FASE I – Docência: Cursos Gerais
Novas Tendências no Consumo Alimentar
Inflamação e Nutrição
Bases Moleculares do Câncer e Anticancerígenos Potenciais
Ritmos Circadianos, Homeostase Energética e Integração Metabólica
Informática Aplicada à Pesquisa em Nutrição
Seminário de Pesquisa I
FASE II – Docência: Módulo Optativo 
(o doutorando cursa aquelas que escolher)
Obesidade e Síndrome Metabólica
Delineamento Experimental em Nutrição
Obesidade e Regulação Metabólica
Seminário de Pesquisa II
Estratégias em Nutrição Comunitária
Delineamento Experimental em Nutrição Comunitária
Delineamento e Estratégias de Publicidade e Comunicação em Nutrição Comunitária
Seminário de Pesquisa II
Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Nutrigenética
Compostos Bioativos da Dieta
Nutrigenética e Nutracêuticos
Seminário de Pesquisa II
FASE III – Pesquisa
Trabalho de Pesquisa I
Trabalho de Pesquisa II
Projeto de Tese
FASE IV – Realização da Tese
Elaboração da Tese
Redação da Tese

Linhas de pesquisa

DOUTORADO EM NUTRIÇÃO. LINHAS DE PESQUISA 
Obesidade e Síndrome Metabólica
Função Endócrina da Obesidade
Estudos Clínicos no Tratamento da Obesidade
Alteração e Regulação Metabólica na Obesidade
Estratégias em Nutrição Comunitária
Intervenção Comunitária em Populações de Risco
Estudos Populacionais em Alimentação e Nutrição
Educação e Comunicação em Saúde e Nutrição
Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Nutrigenética
Análise e Composição de Alimentos
Compostos Bioativos dos Alimentos e Efeitos sobre a Saúde
Elaboração, Desenvolvimento e Produção de Alimentos com Valor Nutricional Agregado
Compostos Bioativos e Patologias Cardiovasculares
Compostos Bioativos e Câncer
Alimentos Funcionais
Nutrição em Etapas da Vida
Nutrição Infantil
Nutrição no Idoso
Nutrição e Atividade Física
Nutrição Clínica

Direção

  • Dra. Mercedes Montserrat Echeto. Doutora em Qualidade, Segurança e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade de Saragoça (Espanha). Mestre Universitária em Nutrigenômica e Nutrição Personalizada. Diplomada em Nutrição Humana e Dietética. Professora na Universidade Europeia do Atlântico.
  • Dr. Maurizio Antonio Battino. Doutor em pesqusia pela Universidade de  Catania, Itália. Doutor Honoris Causa pela Universidade de Medicina e Farmácia “Carol Davila” de Bucareste, Romênia. Professor na Universidade de Ancona, Itália.

Professores e Autores

  • Dr. Cristian Abelairas Gómez. Doutor em Pesquisa em Atividade Física, Esporte e Saúde pela Universidade de Vigo, Espanha. Coordenador Acadêmico e Professor da Graduação de Ciências da Atividade Física e do Esporte da Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dr. José Miguel Álvarez Suárez. Doutor em Alimentação e Saúde pela Universidade Politécnica de Marche, Itália. Pesquisador.
  • Dr. Ángel Rafael Barreiro Maymí. Doutor em Ciências Naturopáticas pela Universidade Paladi. Dedicado à prática profissional da Naturopatia Clínica, Porto Rico.
  • Dr. Maurizio Antonio Battino. Doutor em pesqusia pela Universidade de  Catania, Itália. Doutor Honoris Causa pela Universidade de Medicina e Farmácia “Carol Davila” de Bucareste, Romênia. Professor na Universidade de Ancona, Itália.
  • Dra. Noelia Bofanti.  Doutora em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidade Politécnica de Madri, Espanha. Professora na Universidade San Jorge, na Escola Real Madrid e na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dr. Antonio Jesús Borez Cerezal. Doutor em Ciências da Atividade Física e Esporte pela Universidade de Vigo, Espanha. Diretor de Graduação na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.  
  • Dra. Mercedes Briones Urbano. Doutora Internacional em Nutrição pela Universidade de Granada, Espanha. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dra. María Mercedes Cano Rodríguez. Doutora em Farmácia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora.
  • Dr. David Casamichana Gómez.  Doutor em Ciências da Atividade Física e Esporte pela Universidade do País Basco, Espanha. Professor na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dra. María Jesús Cejudo Bastante. Doutora em Ciência e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade de Castilla la Mancha, Espanha. Membro da Junta de Andaluzia para a Universidade de Sevilha, Espanha.
  • Dr. Jorge Luis Chávez Servín. Doutor em Medicamentos, Alimentação e Saúde pela Universidade de Barcelona, Espanha. Provessor Pesquisador na Universidade Autônoma de Querétaro, México.
  • Dra. Andrea Corrales Pardo. Doutora em Biologia Molecular e Biomedicina pela Universidade da Cantábria, Espanha. Professora na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha. 
  • Dra. Anna Costa Corredor. Doutora em Ciência e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade de Girona, Espanha. Cofundadora de empresa privada em Segurança Alimentar e Nutrição, Espanha.
  • Dra. Gloria Domènech Avaria. Doutora em Nutrição pela Universidade de Valência, Espanha. Pesquisadora e coordenadora de pesquisa na Universidade Técnica de Manabí (Equador).
  • Dr. Nuri El azem De haro. Doutor em Farmácia pela Universidade de Granada, Espanha. Pesquisador na Abbott Nutrition, Espanha.
  • Dra. María Luisa Escudero Gilete. Doutora em Farmácia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora. 
  • Dra. Nivia Fernández Hernández.  Doutora em Educação com Especialidade em Currículo e Ensino em Ciências da Saúde pela Universidade de Porto Rico. Vice-presidente auxiliar para assuntos acadêmicos na Universidade de Porto Rico. 
  • Dra. Mar García Aloy. Doutora em Alimentação e Nutrição pela Universidade de Barcelona, Espanha, e pesquisadora.
  • Dra. Sofía García-Mauriño Ruiz-Berdejo. Doutora em Ciências Biológicas pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora.
  • Dra. Francesca Giampieri. Doutora em Alimentos, Saúde e Fármacos e em Biologia pela Universidade Politécnica de Marche, Itália. Pós-doutoranda na Faculdade de Medicina e Cirurgia.
  • Dr. John Michael González Guzmán. Doutor em Nutrição Humana e Bioquímica pela Universidade Estadual de Michigan, EUA. Professor na Universidade de Western States, EUA.
  • Dra. Sofía Guillén Asín. Doutora em Qualidade, Segurança e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade de Saragoça, Espanha. Professora na Universidade Europeia do Atlântico.
  • Dr. José Miguel Hernández Hierro. Doutor em Química pela Universidade de Salamanca, Espanha. Bolsista de Pós-doutorado pela Universidade de Sevilha, Espanha.
  • Dr. Roberto Carlos Leonardo Mendonça. Doutor em Nutrição pela Universidade de Granada, Espanha. Professor na Universidade Atlântica, Portugal.
  • Dra. Susana Martínez Flórez. Doutora em Biomedicina pela Universidade de León. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dra. Isabel Martorell Mariné. Doutora em Biomedicina pela Universidade Rovira i Virgili, Espanha. Professora e Coordenadora do Doutorado em Nutrição da Universidade Internacional Ibero-americana. Professora na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dr. Antonio Jesús Meléndez Martínez. Doutor em Farmácia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professor.
  • Dra. Marta Mesías García. ´Doutora em Nutrição Humana pela Unviersidade de Granada, Espanha. Pesquisadora no Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos e Nutrição, Espanha. 
  • Dra. Olga Molinero González. Doutora em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidade de León, Espanha, e professora.
  • Dra. Mercedes Montserrat Echeto. Doutora em Qualidade, Segurança e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade de Saragoça (Espanha). Mestre Universitária em Nutrigenômica e Nutrição Personalizada. Diplomada em Nutrição Humana e Dietética. Professora na Universidade Europeia do Atlântico.
  • Dra. Virginia Motilva Sánchez. Doutora em Farmácia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora.
  • Dra. María Niculcea. Doutora em Biologia pela Universidade de Navarra, Espanha. 
  • Dr. Juan Antonio Nieto Fuentes. Doutor em Ciência e Tecnologia dos Alimentos e Engenharia Química pela Universidade Autônoma de Madri. Pesquisador na ANIA, Espanha.
  • Dra. Mireia Peláez Puente. Doutora em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidade Politécnica de Madri, Espanha. Professora na Universidade Europeia do Atlântico.
  • Dra. Gemma Perelló Berenguer. Doutora em Toxicologia e Segurança Alimentar pela Universidade Rovira i Virgili, Itália, e pesquisadora.
  • Dra. Ledicia Rey Salgueiro. Doutora em Qualidade, Segurança e Tecnologia Alimentar pela Universidade de Vigo, Espanha, e pesquisadora.
  • Dr. Guillermo Rodríguez Navarrete. Doutor em Nutrição Humana pela Universidade de Granada, Espanha. Educador nutricional e professor associados da Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dra. María Aparecida Santos e Campos. Doutora em Atividade Física e Saúde pela Universidade de Jaén, Espanha. Pesquisadora na Associação de Fibromialgia de Jaén.
  • Dr. Jesús Simal Gandara. Doutor em Farmácia pela Universidade de Santiago de Compostela, Espanha. Professor na Universidade de Vigo, Espanha.
  • Dr. José Enrique Sirvent Belando. Doutor em Ciências dos Alimentos pela Universidade de Alicante, Espanha, e professor.
  • Dra. Amélia Cristina Stein. Doutora em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidade de León, Espanha. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Antonio Jesús Sánchez Oliver. Doutor em Nutrição Humana pela Universidade de Granada, Espanha. Professor na Universidade Pablo Olavide e na Universidade de Sevilha, Espanha.
  • Dra. Elena María Talero Barrientos. Doutora em Farmacologia e Farmacoterapia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora.
  • Dra. Laura Vera Ramírez. Doutora em Biologia Celular pela Universidade de Granada, Espanha. Bolsista de Pós-doutorado da Junta de Andaluzia para a Universidade de Granada, Espanha.
  • Dra. Isabel María Vicario Romero. Doutora em Farmácia pela Universidade de Sevilha, Espanha, e professora.
  • Dr. Francesco Visioli. Doutor em Química e Tecnologia Farmacêutica pela Universidade de Milão e em Biotecnologia pela Universidade de Brescia, Itália. Professor na Universidade Estadual do Oregon, EUA.
  • Dr. Luis Benigno Vivanco Sierralta. Doutor em Medicina Molecular Aplicada pela Universidade CEU San Pablo, Espanha. Coordenador da Plataforma de Pesquisa em Bioética e Educação Médica para o Centro de Pesquisa Biomédica de Rioja, Espanha. Professor na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Miguel Román Vázquez Martí. Doutor e Cultura Física pela Universidade de Jaén, Espanha. Professor na Universidade de Ciências da Cultura Física e do Esporte Manuel Fajardo, Cuba.
  • Dr. Jaime Antonio Yáñez Farfán. Doutor em Farmacologia e Toxicologia pela Universidade Estadual de Washington, EUA. Cientista Sênior na Alcon Research Laboratory, EUA. 
  • Dra. Rosa Elena Yáñez García. Doutora em Nutrição e Metabolismo pela Universidade Rovira i Virgili, Espanha, e avaliadora de artigos. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana. 
  • Dra. Priscilla Almeida de Souza.  Doutora em Biomedicina pela Universidade de Saragoça. Licenciada em Nutrição Humana e Dietética, e Especialista em Nutrição Esportiva pelo Centro Universitário de Belo Horizonte. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana. 

Bolsas de Estudo

A Fundação Universitária Iberoamericana – FUNIBER criou o programa “Bolsas de Doutorado” destinado a pessoas com um excelente currículo acadêmico. Fazem parte deste programa outras fundações, instituições e universidades. Orienta-se tanto a docentes universitários, com o objetivo de contribuir para o aumento da porcentagem de doutores nas universidades, como a profissionais do mundo empresarial e da administração pública, com o fim de contribuir para a criação de departamento de PD&I e gerar um espírito de inovação.