Doutorado em Projetos

Apresentação

O programa de doutorado permite cursar disciplinas e realizar o trabalho de pesquisa dentro de uma das linhas oferecidas, seguindo um programa de estudos na modalidade a distância. Deste modo, o doutorando realiza um estudo de pós-graduação avançado e adaptado ao seu ritmo e estilo de trabalho.

Durante a realização do programa, o doutorando conta com a presença e o apoio de professores, tutores e orientadores, cujo objetivo acompanhá-lo é facilitar e o cumprimento acadêmico do programa, aproveitando as novas tecnologias.

A comissão de doutorado atribuirá e supervisionará o plano de estudos mais adequado à formação prévia e ao tema da tese escolhido pelo doutorando. Deste modo, nomeia um orientador que dará suporte e facilitará a realização dos estudos e da tese.

Estrutura

DURAÇÂO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
Fase I, Docência
1 ano Adquirir o conhecimento e as competências necessárias para proporcionar soluções que contribuam para o desenvolvimento humano, científico e tecnológico na linha de pesquisa do doutorando ou doutoranda. Cursar a distância uma série de disciplinas definidas de acordo com os estudos prévios à temática da tese. Nesta fase, o doutorando deve cursar disciplinas adequadas ao tema escolhido para a tese.
Fase II, Tutorias
3 meses Orientar e definir o tema da tese, os objetivos, a hipótese e a metodologia. Com o suporte de um tutor, o doutorando elabora a proposta do esquema da tese.
Fase III, Pesquisa
1 ano Elaborar o projeto da tese. Com o suporte do Orientador, realiza atividades de pesquisa que conduzem à realização do projeto.
Fase IV, Realização da Tese
1 a 2 anos Redação do trabalho de tese. Sob a supervisão do Orientador, desenvolve a pesquisa: análise e resultados alcançados.

Metodologia Educativa

O modelo educativo promove a colaboração e a cooperação para enriquecer a formação das pessoas. Assim, garante um processo que promove resultados efetivos à relação entre o investimento assumido e o retorno em formação e conhecimentos, e aprendizagem pessoal e organizacional. O modelo educativo é composto de muitas inovações em educação e pedagógicas que facilitam e potencializam e impulsionam um processo de formação em um ambiente de aprendizagem muito eficaz. Isto compreende:

  • Facilitar o contato entre estudantes, entre professores e entre os dois grupos.
  • Fomentar a cooperação e a reciprocidade: a aprendizagem como esforço coletivo.
  • Considerar o estudante como o centro do processo do qual participa ativamente.
  • Estimular e potencializar a comunicação e a interação entre professores e estudantes.
  • Demonstrar que o processo de formação implica e exige a dedicação contínua de tempo e esforço.
  • Usar a motivação como estímulo constante para que o estudante perceba que os resultados esperados da aprendizagem estejam ao seu alcance.
  • Personalizar a aprendizagem, levando em consideração as diferenças entre estudantes e suas diversas formas de aprender.

Titulação

O doutorando ou doutoranda que conclui os requisitos acadêmicos e supera a defesa de sua tese de doutorado, segundo a normativa da universidade de ministra o programa, pode optar pelo grau de:

  • Doutor em Projetos pela Universidade Internacional Iberoamericana (EUA e México), indicando a linha de pesquisa na qual realizou a tese.

Plano de estudos

Doutorado em Projetos > Fase docência

O objetivo da fase docente em Projetos é estabelecer a base para responder à complexa realidade da resolução de problemas a partir de um nível de doutorado.

A sociedade moderna precisa resolver diversos e variados problemas. Isto demanda conhecimentos extensos, diversos e emergentes do próprio processo de resolução e uma pessoa isolada não pode fazê-lo sem um alto consumo de tempo e energia.

O programa de doutorado coloca o doutorando ou doutoranda de frente com esta realidade e o submete a um exercício de trabalho colaborativo-cooperativo para resolver um problema da temática de sua linha de pesquisa ou área de conhecimento com base em três eixos:

  • (a) Geração de conhecimento;
  • (b) Produção e uso de metodologias de pesquisa científico-profissionais; e
  • (c) Produção de soluções através de redes de agentes.

Disciplinas

# DISCIPLINAS
1 Gestão de Projetos
2 Planejamento e Programação de Projetos
3 O Controle do Projeto
4 Metodologia da Pesquisa Científica
5 Seminário de Pesquisa
6 Ambientes Virtuais de Trabalho Colaborativo
7 Introdução ao Desenho de Projetos
8 Projeto: do Conflito ao Problema
9 Desenho de Sistemas-Solução em Projetos
10 Serviço Desejado e as Condições de Prestação
11 O Sistema-Solução: Análise Funcional no Projeto
12 As Funções das Pessoas no Projeto
13 A Confiabilidade no Projeto
14 A Viabilidade Ambiental do Projeto
15 A Confiabilidade no Projeto
16 A Proposta do Projeto: Especificações
17 O Anteprojeto e sua Apresentação

Linhas de pesquisa

DOUTORADO EM PROJETOS. LINHAS DE PESQUISA
Ambiente Prevenção e qualidade
Gestão Empresarial Energia
TIC Arquitetura
Comunicação Turismo
Saúde e Nutrição Engenharia

Direção

  • Dr. Luis Alonso Dzul López. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Reitor da Universidade Internacional Ibero-americana, México.
  • Dr. Roberto Marcelo Álvarez. Doutor em Engenharia de Projetos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Diretor acadêmico internacional do Departamento de Projetos, Arquitetura, Desenho e Urbanismo na Fundação Universitária Iberoamericana (Argentina).
  • Dra. Ana Rodríguez Zubiaurre. Doutora em Economia Aplicada pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha. Diretora acadêmica da Universidade Internacional Ibero-americana, Porto Rico. Anteriormente atuou como docente na Universidade de Las Palmas de Gran Canaria e como pesquisadora no projeto SICTUR (Sistema de Informação da Pesquisa Científica em Turismo).

Professores e Autores

  • Dr. Roberto Marcelo Álvarez. Doutor em Engenharia de Projetos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Diretor acadêmico internacional do Departamento de Projetos, Arquitetura, Desenho e Urbanismo na Fundação Universitária Iberoamericana (Argentina).
  • Dr. Edgar Alejandro Barbosa Saucedo. Doutor pela Universidade de León, Espanha. Diretor da cadeira de Engenharia Industrial de Sistemas no Centro Tecnológico de Monterrey, Campus Querétaro, México.
  • Dr. David Barrera Gómez. Doutor em Engenharia de Projetos pela Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais de Barcelona, Espanha.
  • Dra. Brenda Bravo Díaz. Doutora em Engenharia de Projetos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Jorge Crespo Álvarez. Doutor em Engenharia da Construção pela Universidade da Cantábria, Espanha. Professor na Universidade Europeia do Atlântico, Espanha.
  • Dr. Luis Alonso Dzul López. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Reitor da Universidade Internacional Ibero-americana, México.
  • Dr. Salvador Felipe Espinet Vásquez. Doutor em Ciências Técnicas pelo Instituto Superior Politécnico José A. Echeverría, Cuba. Professor no Instituto Tecnológico de Chetumal, México.
  • Dr. Santos Gracia Villar. Doutor em Projetos e Expressão Gráfica em Engenharia pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Presidente da Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Yuri O. Kogan Schmukler. Doutor em Ciências Econômicas pela Universidade Lemonosov, Rússia. Coordenador acadêmico e professor do Programa de Especialização em Administração de Projetos no Centro Tecnológico da Costa Rica.
  • Dra. Isel Marez López. Doutora em Engenharia de Projetos: Ambiente e Qualidade pela Universidade Politécnica da  Catalunha, Espanha. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Jesús Hugo Meza Puesto. Doutor em Engenharia Informática pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professor da Faculdade de Engenharia na Universidade Autônoma do México.
  • Dr. Alfredo Pereira. Doutor em Ciências da Informática pela Universidade Fernando Pessoa, Portugal. Professor na Universidade Agostinho Neto e na Escola Superior do Bengo, Angola.
  • Dra. María Sol Quiroga. Doutora em Engenharia de Projetos em Ambiente, Segurança e Qualidade pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professora na Universidade de Lanus, Argentina, e na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dr. Evaristo Andrés Román Martínez. Doutor em Engenharia Industrial pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professor na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dra. María Elena Sánchez Gutiérrez. Doutora em Ciências Técnicas pela Universidade de Camagüey, Cuba. Professora no Instituto Tecnológico de Chetumal, México.
  • Dr. Johnny Alexander Tamayo Arias. Doutor em Engenharia de Projetos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professor na Universidade Nacional da Colômbia.
  • Dr. Santiago Tejedor Calvo. Doutor em Engenharia de Projetos (Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação) pela Universidade Politécnica da Catalunha e Doutor em Jornalismo e Ciências da Comunicação pela Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Professor na Universidade Autônoma de Barcelona.
  • Dr. Alberto Gaspar Vera. Doutor em Integração e Desenvolvimento Econômico e Territorial pela Universidade de León, Espanha. Professor na Universidade Nacional de Quilmes, Argentina e Professor na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dr. Arturo Ortega Mansilla. Doutor em Engenharia Eletrônica pela Universidade de Barcelona, Espanha. Responsável por projetos PD&I na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Jon Arambarri Basañez. Doutor em Direção de Projetos de Engenharia pela Universidade Politécnica da Catalunha e pela Universidade de Córdoba, Espanha. Professor da Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Hadi Harb. Doutor em Ciência da Computação pela Escola Central de Lyon, França. Fundador e CEO da Ghanni SARL.
  • Dr. Oscar Alfredo Arizpe Covarrubias. Doutor em Ciências Marinhas pelo Centro de Pesquisa e de Estudos Avançados do Instituto Politécnico Nacional, México. Professor na Universidade Autônoma da Baixa Califórnia do Sul, México.
  • Dra. Brenda Bravo Díaz. Doutora em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação da Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dra. Olga Capó Iturrieta. Doutora em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação da Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Profissional da Unidade de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação no Instituto de Pesquisas Agropecuárias, México.
  • Dra. Alina Celi Frugoni. Doutora em Direito Ambiental pela Universidade de Alicante, Espanha. Professora Pesquisadora na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dr. Lázaro Vicente Cremades Oliver. Doutor em Ciências Químicas pela Universidade das Ilhas Baleares, Espanha, e Doutor pelo INPT, Instituto Nacional Politécnico de Tolouse, França. Professor na  Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha.
  • Dr. Oscar Emilio Dada Hutt. Doutor em Economia do Emprego e do Desenvolvimento Econômico Agropecuário pela Universidade de Ciências Sociais de Granobra, França.
  • Dr. Eduardo García Villena. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Coordenador da área de Ambiente na Fundação Universitária Iberoamericana, Espanha.
  • Dra. María Margarita González Benítez. Doutora em Ciências Químicas pela Universidade de Barcelona, Espanha. Professora na Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha.
  • Dra. María de Lourdes Hernández Rodríguez. Doutora em Ciências: Estratégias para o Desenvolvimento Agrícola Regional pelo Colégio de Pós-graduados, México. Professora Pesquisadora no Colégio de Tlaxcala, México.
  • Dr. Víctor Jiménez Argüelles. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professor na Universidade Autônoma Metropolitana, México.
  • Dr. Miguel Ángel López Flores. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Consultor, especialista e auditor em auditoria e impacto ambiental e de segurança industrial pelo CONAII e auditor ambiental reconhecido pela EMA e PROFEPA, México.
  • Dra. Izol Emilia Marez López. Doutora em Teoria e História da Arquitetura e em Urbanismo pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha.
  • Dr. Julio César Martínez Espinosa. Doutor em Engenharia Mecânica pela Universidade Autônoma do México. Consultor em projetos de engenharia, ecotécnicas, ambiente e gestão para Consultoria Ambiental e Serviços Técnicos, México.
  • Dr. Sergio Javier Meléndez García. Doutor em Projetos de Inovação Tecnológica sobre Arquitetura Bioclimática e solar pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Diretor geral da empresa de consultoria M & Arquitectos (desarrollo inmobiliario, edificación, urbanismo e impacto ambiental), México.
  • Dra. Norma Patricia Muñoz Sevilla. Doutora em Oceanografia Biológica pela Universidade d'Aix, Marselha, França. Coordenadora da Rede Ambiental do Instituto Politécnico Nacional, México.
  • Dra. Alina Eugenia Pascual Barrera. DocDoutora em Ciências do Mar pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Professora na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dra. Ana Rodríguez Zubiaurre. Doutora em Economia Aplicada pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha. Diretora acadêmica da Universidade Internacional Iberoamericana (Porto Rico).
  • Dra. Heidi Rohwer. Doutora em Química Inorgânica Computacional pela Universidade de Heidelberg, Alemanha. Colaboradora na Universidade Euripeia do Atlântico, Espanha.
  • Dr. Héctor Antonio Solano Lamphar. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Qualidade, Segurança e Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha.
  • Dr. Kilian Tutusaus Pifarré. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e  Comunicação pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Diretor de e-Learning na Fundação Universitária Iberoamericana.
  • Dra. Martha Elena Velasco Becerra. Doutora em Projetos de Inovação Tecnológica em Engenharia de Produdos e Processos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha.

Bolsas de Estudo

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) oferece um programa de Bolsas de Estudos de Doutorado com a colaboração de outras fundações, universidades e instituições. Estas bolsas são focadas às pessoas que disponham de um currículo acadêmico excelente.

O objetivo destas bolsas oferecidas pela FUNIBER é formar pesquisadores e pesquisadoras que contribuam para o crescimento intelectual da sociedade a partir de sua linha de especialização.

Todos aqueles que desejam ter acesso às bolsas devem preencher o formulário de Solicitação de Informação no Portal FUNIBER para que um consultor entre em contato para oferecer a você todas as especificações.