Doutorado em Saúde Pública

Apresentação

O programa de doutorado permite cursar disciplinas e realizar o trabalho de pesquisa de doutorado em uma das linhas de pesquisa oferecidas seguindo um programa de estudo sob medida na modalidade a distância. Dessa maneira, o doutorando realiza um estudo avançado de pós-graduação adaptado ao seu ritmo e estilo de trabalho.

Durante a realização do programa, o doutorando contará com o apoio e a presença de professores, tutores e orientadores de tese que facilitam o acompanhamento acadêmico e o cumprimento dos programas, aproveitando as novas tecnologias.

A comissão de doutorado atribuirá e supervisionará o plano de estudo que será apropriado à formação prévia e ao tema da tese de doutorado escolhido pelo doutorando. Da mesma maneira, nomeará um orientador de tese que apoiará e facilitará seus estudos e sua tese de doutorado.

Estrutura

FASE I - DOCÊNCIA
DURAÇÃO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
1 ano Adquirir o conhecimento e as competências necessárias para fornecer soluções que contribuam para o desenvolvimento humano, científico e tecnológico na linha de pesquisa do(a) doutorando(a). Cursar a distância várias disciplinas definidas de acordo com os estudos prévios e o tema da tese. Nessa fase, o doutorando deve cursar disciplinas adequadas ao tema da tese escolhida.
FASE II - TUTORIAS
DURAÇÃO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
3 meses Orientar a definição do tema da tese, objetivos, hipóteses e metodologia. Com o apoio de um tutor, elaborar a proposta de um esquema de tese de doutorado.
FASE III - PESQUISA
DURAÇÃO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
1 ano Elaborar o projeto de tese de doutorado. Com o apoio do orientador de tese, realizar trabalhos de pesquisa que levem à conclusão do projeto.
FASE IV - REALIZAÇÃO DA TESE
DURAÇÃO FINALIDADE PLANO DE TRABALHO
1 -2 anos Escrever a tese de doutorado. Sob a supervisão do orientador de tese, desenvolver a pesquisa: análise e resultados alcançados.

Metodologia Educativa

O modelo educacional promove a colaboração e a cooperação para enriquecer a formação das pessoas. Dessa forma, garante um processo que proporciona resultados efetivos em relação ao investimento educacional assumido versus o retorno em formação de conhecimentos e aprendizado pessoal e organizacional. O modelo educacional é composto por muitas inovações educacionais e pedagógicas que facilitam, aprimoram e promovem um processo de formação em um ambiente de aprendizagem altamente eficaz. Isso compreende:

  • Facilitar o contato entre estudantes, entre professores e entre ambos os grupos.
  • Fomentar a cooperação e a reciprocidade: a aprendizagem como um esforço coletivo.
  • Considere o estudante como o centro do processo no qual ele participa ativamente.
  • Estimular e potencializar a comunicação e a interação contínuas entre professores e estudantes.
  • Demonstrar que o processo de formação implica e exige dedicação temporária e esforço contínuo.
  • Utilizar a motivação como um estímulo constante para que o estudante perceba que os resultados esperados da aprendizagem estão ao seu alcance.
  • Personalizar a aprendizagem, levando em consideração as diferenças entre estudantes e suas diferentes formas de aprender.

Titulação

O(A) doutorando(a) que atender aos requisitos acadêmicos e ser aprovado na defesa de sua tese de doutorado de acordo com as regras das universidades que ministram o programa de doutorado, poderá optar pelo grau de:

  • Doutor em Saúde Pública pela Universidade Internacional Iberoamericana do México

Plano de estudos

O programa de Doutorado em Saúde Pública tem como objetivo formar pesquisadores líderes na área da saúde pública, capazes de contribuir, de forma independente, para a geração e a disseminação de conhecimentos, tecnologias e metodologias estratégicas.

O trabalho do docente será promover a saúde pública e o desenvolvimento do capital humano, nos âmbitos nacional e internacional, desenvolvendo, disseminando e transferindo pesquisas de alto nível na área da saúde pública.

A fase docente do doutorado é baseada em uma pesquisa científica de excelência, preparando o doutorando para adquirir conhecimentos que enriquecem seu processo de formação, aprofundando, de maneira colaborativa, o desenvolvimento e a inovação da linha de pesquisa que ele escolher.

O Doutorado em Saúde Pública é composto pelas seguintes fases:

  • FASE DE INICIAÇÃO
FASE DE INICIAÇÃO
1 Curso propedêutico
2 Preparação do estudo
3 Estatística para ciências da saúde I
4 Epidemiologia I
  • FASE I – DOCÊNCIA: CURSOS GERAIS
FASE I – DOCÊNCIA: CURSOS GERAIS
# DISCIPLINAS
1 Metodologia da pesquisa I
2 Metodologia da pesquisa II
3 Seminário de pesquisa I
  • FASE II – DOCÊNCIA: SAÚDE PÚBLICA
FASE II – DOCÊNCIA: SAÚDE PÚBLICA
# DISCIPLINAS
1 Elaboração de estudos experimentais, epidemiológicos e clínicos
2 Bioestatística II
3 Bioética e experimentação científica
4 Determinantes sociais da saúde pública
5 Gestão da saúde pública
6 Política internacional e saúde global
7 Criação e avaliação de programas
8 Seminário de pesquisa II: saúde pública
  • FASE III - PESQUISA
FASE III - PESQUISA
# DISCIPLINAS
1 Trabalho de pesquisa I
2 Trabalho de pesquisa II
3 Proposta de Tese
  • FASE IV - REALIZAÇÃO DA TESE DE DOUTORADO
FASE IV - REALIZAÇÃO DA TESE DE DOUTORADO
# ASIGNATURAS
1 Elaboración de la Tesis
2 Disertación de Tesis

Linhas de pesquisa

SAÚDE OCUPACIONAL
1 Medicina do trabalho
2 Prevenção de riscos laborais
3 Toxicologia ocupacional
SAÚDE AMBIENTAL
1 Toxicologia ambiental e saúde pública
2 Água, saneamento e higiene
SAÚDE E DOENÇA
1 Zoonoses
2 Doenças transmissíveis
3 Doenças não transmissíveis
4 Nutrição comunitária
PLANEJAMENTO, POLÍTICAS E SISTEMAS DE SAÚDE
1 Política e legislação em saúde
2 Economia e gestão em saúde pública
3 Elaboração, implementação e avaliação de programas de saúde
4 Marketing e comunicação em saúde pública
CIÊNCIAS SOCIAIS E SAÚDE PÚBLICA
1 População e saúde
2 Gênero e saúde
3 Saúde mental e violência
EPIDEMIOLOGIA
1 Epidemiologia clínica
2 Epidemiologia ambiental
3 Epidemiologia laboral

*Contempla-se a criação de novas linhas de pesquisa em consonância com os interesses do corpo estudantil.

Direção

  • Dr. Maurizio Battino. Diretor da Área de Saúde e Nutrição da Fundação Universitária Iberoamericana. Pesquisador e docente da Scuola di Specializzazione in Scienza dell'Alimentazione.
  • Dra. Nelly Orozco. Diretora e Coordenadora do Doutorado em Saúde Pública.

Professores e Autores

  • Dr. Diego Gómez. Doutor em Saúde Pública Internacional pela Universidad de Lisboa. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Ricardo Almeida. Doutor em Educação. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Silvia Quer. Doutora em Psicologia Clínica pela Universitat Autònoma de Barcelona. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Karen Adams. Doutora em Saúde Pública pela Universidad Cayetano Heredia.
  • Dr. Emmanuel Soriano. Doutor em Ciências da Educação Superior. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Óscar Ulloa. Doutor em Educação. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Vivian Lipari. Doutora em Projetos. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Marco Antonio Zavala. Doutor em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara.
  • Dr. Daniel Uribe. Doutor em Ciência e Tecnologia Industrial e Ambiental pela Universidad de Huelva, Espanha.
  • Dra. Alicia Molina. Doutora em Biomedicina pela Universidad Rovira y Virgili.
  • Dr. Aurelio Olmedilla. Doutor em Psicologia. Professor da Universidad Católica San Antonio de Murcia.
  • Dr. Francesc Ponsa. Doutor em Comunicação Social pela Universitat Pompeu Fabra.
  • Dr. Gaspar Berbel. Doutor em Sociologia pela Universitat Autònoma de Barcelona.
  • Dra. Laura Moro. Doutora em Medicina (Epidemiologia, Saúde Pública e Saúde Internacional) pela Universitat de Barcelona.
  • Dr. Carlos Aibar. Doutor em Medicina e Professor Titular de Medicina Preventiva e Saúde Pública pela Universidad de Zaragoza. Chefe do Serviço de Medicina Preventiva do Hospital Clínico Universitario Lozano Blesa.
  • Dr. Ildefonso Grande. Doutor em Ciências Econômicas e Empresariais pela Universidad del País Vasco. Professor Titular e Catedrático da Universidad Pública de Navarra.
  • Dr. Jesús María Aranaz. Doutor em Medicina. Chefe do Serviço de Medicina Preventiva e Saúde Pública do Hospital Universitario Ramón y Cajal de Madri.
  • Dr. Julián Vitaller. Doutor em Medicina. Chefe da Seção de Inspeção Médica de Serviços Sanitários em Alicante. Professor Associado do Departamento de Saúde Pública da UMH de Elche.
  • Dr. Conrado Avendaño. Doutor em Ciências da Saúde na Universidad Nacional de Córdoba, Argentina. Professor da Universidad Nacional de Córdoba.
  • Dr. Fidel Ortiz. Doutor em Ciências Econômicas. Pesquisador e Consultor Empresarial Universidad Hermanos Saíz de Pinar del Río.
  • Dra. Yamile Celis. Doutora em Saúde Pública pela Universidad Nacional de Colombia.
  • Dra. Laura Cortés. Doutora em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara, México.
  • Dra. Cristina Jardí. Doutora em Nutrição e Metabolismo pela Universidad Rovira y Virgili
  • Dr. Pedro Zayas. Doutor em Ciências Psicológicas. Professor Auxiliar e Pesquisador do Centro de Estudios de Gestión Empresarial da Universidad de Holguín.
  • Dra. Ana Teresa Marcos. Doutora em Ciências Biológicas pela Universidad de León.

Bolsas de Estudo

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) criou o programa: “Bolsas Doutorado” orientado a pessoas que tenham um excelente histórico acadêmico. Outras fundações, instituições e universidades aderiram a esse programa de bolsas. Ele destina-se tanto a docentes universitários (com o objetivo de contribuir para o aumento do percentual de doutores nas universidades) quanto a profissionais do mundo empresarial e da administração pública (a fim de contribuir para a criação de departamentos de PD&I e gerar um espírito de inovação).