Gerontología Sanitaria

Apresentação do Programa

Devido ao envelhecimento da população e a uma maior qualidade de vida têm-se começado a delinear novos problemas sócio-sanitários e aumentando-se outros. Os idosos são o grupo de população que mais sofre com as doenças, apresentando uma evolução mais lenta, maior facilidade de cronificação e incrementando-se o grau de dependência. Esta situação exige dos profissionais novos cuidados preventivos, progressivos e continuados.

Mediante o Curso de Gerontologia Sanitária, pretende-se proporcionar aos profissionais em ciências da saúde os recursos necessários para administrar o melhor trato sócio-sanitário aos idosos. 

A quem é dirigido

La metodología de formación propuesta sumada a la claridad, amplitud y didáctica del diseño de los contenidos, permite dirigir el programa de Gerontología Sanitaria a:

  • Profissionais licenciados em Psicologia, Medicina, Enfermaria, Terapia Ocupacional, Trabalho Social, Sociologia, Fisioterapia, Kinesiólogos, Animadores socioculturais, Economia e Direto.
  • Outros licenciados/graduados universitários interessados.
  • Profissionais sem titulação universitária com experiência e interesse no campo da gerontologia.

O curso de Gerontologia Sanitária será um complemento ideal para enriquecer qualquer formação de graduação ou de pós-graduação para alguém interessado em especializar-se em temas gerontológicos.

Titulação

O título será expedido pela universidade na qual esteja matriculado o aluno com o patrocínio da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).

Estrutura do Programa

A duração estimada para a realização do curso de Gerontologia Sanitária é de 55 créditos.

Quanto à distribuição do tempo se estabelece que:

  • Por ser um curso a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, razão pela qual o aluno pode formalizar a matrícula em qualquer momento, desde que haja vagas disponíveis.
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem, dispõe-se de uma duração mínima do curso de 6 mses.
  • O tempo máximo do qual se disponibiliza para realizar o curso é de 12 meses. Neste período de tempo, o aluno deve entregar todas as avaliações correspondentes às disciplinas.

A estrutura de créditos do curso de Gerontologia Sanitária se apresenta na seguinte tabela:

  CREDITOS
Disciplinas 45
Trabalho Final do Curso 10
TOTAL 55

Objetivos

Objetivo geral:

  • Proporcionar conhecimentos para a avaliação, o diagnóstico e a intervenção no processo de envelhecimento, bem como obter as ferramentas necessárias para oferecer uma melhor qualidade de vida.

Objetivos específicos:

  • Adquirir uma visão global dos diferentes aspectos relacionados à gerontologia.
  • Aprender sobre os diferentes tipos de programas sociais (ajuda em domicílio, assistência telefônica, serviços comunitários, programas de animação sociocultural, etc.).
  • Aprender sobre as grandes síndromes gerontológicas, assim como sobre as patologias mais freqüentes, a reabilitação, os cuidados paliativos, etc.
  • Programar protocolos de intervenção e de gestão de qualidade em gerontologia.
  • Conhecer os aspectos legais, sociais, políticos, econômicos e arquitetônicos relacionados à terceira idade.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais do curso em Gerontologia Sanitária:

  • Profissionais que desejam especializar-se nos temas relacionados aos idosos.
  • Profissionais que atuam como assessores ou consultores em temas de gestão econômica, arquitetônicos ou legais de centros da Terceira Idade.
  • Pessoal de serviços sociais comunitários.
  • Avaliador clínico dos processos de envelhecimento.
  • Trabalhadores em Centros Residenciais em diferentes níveis.
  • Colaboradores de Associações de idosos (Alzheimer, etc.)
  • Docente de Aulas de Terceira Idade.
  • Colaboradores em ONGs que trabalham com idosos.

Plano de estudos

O programa de Gerontologia Sanitária tem uma estrutura curricular baseada em 2 Partes formativas que pretendem situar o estudante em um marco real de acordo com uma contínua mudança

  • 1ª PARTE: DISCIPLINAS (45 CRÉDITOS)

A primeira parte permite conhecer e compreender toda complexidade com relação ao campo da Gerontologia, partindo de seus fundamentos teóricos, conceituais e históricos, até sua implementação organizacional, social e tecnológica.

O objetivo das Disciplinas é fazer com que os alunos adquiram uma idéia global da Gerontologia e que possam ser capazes de dominar técnicas básicas de avaliação, diagnóstico, intervenção em processos de envelhecimento e ter uma visão da multidisciplinariedade na assistência gerontológica.

As disciplinas e créditos correspondentes que compõem a 1ª Parte: Disciplinas se apresentam na seguinte tabela:

  • 2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE CURSO OU PROJETO (10 CRÉDITOS)
  2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE CURSO OU PROJETO (10 CRÉDITOS) CRÉDITOS
1 Trabalho Final de Curso 10

A última Fase do curso está destinada à realização do Trabalho Final de Curso, o qual se pode iniciar antes de finalizar a 1ª Parte: Disciplinas, pois nesse momento o aluno contará com os elementos desenvolvidos necessários para dar início ao trabalho.

O objetivo é apresentar um documento completo que mostre o desenvolvimento total do trabalho proposto, contemplando a possibilidade de sua execução concreta, de acordo com os lineamentos e detalhes do Trabalho Final de Curso apresentado. O trabalho deve ser uma contribuição para alguns dos campos estudados ou a sua relação, tanto teórica quanto aplicada e respeitando as doutrinas, teorias e disciplinas relacionadas.

Descrições dos Cursos

1ª PARTE: DISCIPLINAS

  1. INTRODUÇÃO À GERONTOLOGIA

    Ter um conhecimento dos novos perfis da disciplina de Gerontologia Social, bem como de sua evolução histórica em nível nacional e internacional, conhecendo as variáveis que influenciam no envelhecimento, bem como nas formas de otimizar este processo.

    INTRODUÇÃO À GERONTOLOGIA
    DADOS EPIDEMIOLÓGICOS
  2. ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DO ENVELHECIMENTO

    Descrever o processo de regressão que afeta cada um dos sistemas sensoriais e motores como conseqüência dos processos de envelhecimento não patológicos. Compreender a evolução da comunicação e da linguagem durante o processo de envelhecimento, bem como suas principais dificuldades. Apresentar informações atualizadas sobre os componentes psicológicos básicos da memória e sua evolução nos idosos, bem como descrever os programas sobre sua melhoria.

    FUNCIONAMENTO SENSORIAL
    PSICOMOTRICIDADE E TERCEIRA IDADE
    COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO
    FUNCIONAMENTO INTELECTUAL
    PSICOLOGÍA DE LA MEMORIA EN PERSONAS MAYORES
    TEORIAS PSICOSSOCIAIS. PERSONALIDADE
    CASAL E IDOSOS
    VELHICE COM ÊXITO. ESTILOS DE VIDA
  3. NUTRICIÓN Y ENVEJECIMIENTO

    Conhecer os processos de envelhecimento biológico e a incidência sobre a nutrição.

    INTRODUÇÃO, DEFINIÇÕES E CONCEITOS
    TENDÊNCIA DEMOGRÁFICA E INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO
    INTER-RELAÇÃO ENTRE ENVELHECIMENTO E ALIMENTAÇÃO-NUTRIÇÃO
    INGESTÕES RECOMENDADAS DE ENERGIA E DE NUTRIENTES
    AS PAUTAS ALIMENTARES NO ENVELHECIMENTO. RECOMENDAÇÕES
    AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL NO ENVELHECIMENTO
    A ALIMENTAÇÃO EM SITUAÇÕES ESPECIAIS DO IDOSO
    A ALIMENTAÇÃO - NUTRIÇÃO E O TRATAMENTO FARMACOLÓGICO
  4. ENFERMARIA GERIÁTRICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL

    Determinar a forma de integração de um modelo de cuidados nos diferentes níveis, bem como os diferentes papéis da equipe de intervenção gerontológica. Conhecer as técnicas e os meios terapêuticos de uso geral em fisioterapia e os diferentes campos de atuação da Terapia Ocupacional.

    A GERONTOLOGIA COMO DISCIPLINA MULTIDISCIPLINAR
    ENFERMARIA GERONTOLÓGICA
    FISIOTERAPIA EM GERONTOLOGIA
    TERAPIA OCUPACIONAL EM GERONTOLOGIA
  5. GERIATRIA. GRANDES SÍNDROMES GERIÁTRICAS. DEMÊNCIAS

    Conhecer os principais componentes e os campos de atuação da geriatria. Identificar as diferentes síndromes geriátricas, bem como abordar sua intervenção.

    GERIATRIA
    GRANDES SÍNDROMES GERIÁTRICAS
    DEMÊNCIAS
  6. ARQUITETURA E AJUDAS TÉCNICAS

    Estudar como a arquitetura do meio influencia a vida cotidiana dos idosos.

    GRUPOS DE PESSOAS COM INCAPACIDADE E DIFICULDADES NA UTILIZAÇÃO DO MEIO FÍSICO
    CONCEITOS, PESSOA E MEIO FÍSICO: SOLUÇÃO SATISFATÓRIA AOS PROBLEMAS, PESSOAS COM INCAPACIDADE, MEIO FÍSICO ACESSÍVEL, REALIDADE DAS PESSOAS COM INCAPACIDADE
    GRUPOS DE PESSOAS COM INCAPACIDADE E DIFICULDADES NA UTILIZAÇÃO DO MEIO FÍSICO
    PRINCIPAIS FERRAMENTAS PARA ATUAR: IDOSOS E MEIO FÍSICO
    ANÁLISE DAS NECESSIDADES
  7. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA APLICADA À GERONTOLOGIA

    Mostrar os detalhes do conhecimento científico, bem como os tipos e as estratégias de pesquisa.

    O CONHECIMENTO CIENTÍFICO
    CARACTERÍSTICAS DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO
    ETAPAS DO TRABALHO CIENTÍFICO
    PUBLICAÇÃO: FORMAS DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA
    TIPOS DE PESQUISA CIENTÍFICA
    ESTRATÉGIAS DE PESQUISA
    OUTROS PROCESSOS RELACIONADOS COM A PESQUISA CIENTÍFICA
    COMO ESCREVER UM PROJETO DE PESQUISA: PROCESSOS E ETAPAS
    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE CURSO OU PROJETO

A última Fase do curso está destinada à realização do Trabalho Final de Curso, o qual se pode iniciar antes de finalizar a 1ª Parte: Disciplinas, pois nesse momento o aluno contará com os elementos desenvolvidos necessários para dar início ao trabalho.

Apresentar um documento completo que demonstre o desenvolvimento total do projeto proposto, contemplando a possibilidade de sua execução concreta, de acordo com os delineamentos e detalhes da Tese Final de Mestrado da FUNIBER apresentada. A tese deve ser uma contribuição para alguns dos campos estudados ou relacionados a eles, tanto teórica como aplicadamente e respeitando as doutrinas, teorias, disciplinas relacionadas.


Nota: O conteúdo do curso acadêmico pode estar submetido a leves modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

Direção Geral Acadêmica

  • Dr. Maurizio Battino. Director del Área de Salud yNutrición de la Fundación Universitaria Iberoamericana. Ricercatore diBiochimica e docente della Scuola di Specializzazione in Scienzadell'Alimentazione.

Coordinação Geral Acadêmica

  • Sra. Irma Domínguez Azpíroz. Coordenadora Internacional.

Professores e Autores

Introdução à Gerontologia

  • Dra. Ramona Rubio Herrera. Catedrática de Psicogerontologia da Universidad de Granada.
  • Dra. Mª del Pino Sánchez Hernández. Professora de Pós-graduação da Universidad de Granada.

Aspectos Psicossociais do Envelhecimento

  • Dra. Ramona Rubio Herrera. Catedrática de Psicogerontologia da Universidad de Granada.
  • Dr. Onésimo Juncos Rabadán. Professor Titular da Universidad de Santiago de Compostela.
  • Dr. Nazario Yuste Rosell. Catedrático da Universidad de Almería.
  • Dra. Adelina Jimeno Collado. Catedrática da Universidad de Valencia.
  • Dr. José Ignacio Navarro Guzmán. Professor da Universidad de Cádiz.
  • Dra. Mª del Pino Sánchez Hernández. Professora de Pós-graduação da Universidad de Granada.
  • Sr. Antonio Martos Martín. Professor de Pós-graduação da Universidad de Granada.
  • Dra. Misericordia Camps Llauradó. Professora Titular do Departamento de Psicologia, Área Psicologia Evolutiva e da Educação da Universidad Rovira i Virgili.
  • Dra. María Dolores García Olalla. Professora Colaboradora do Departamento de Psicologia, Área Psicologia Evolutiva e da Educação da Universidad Rovira i Virgili.

Nutrição e Envelhecimento

  • Sra. Gloria Arbonés Vilà. Licenciada em Farmácia. Universidad de Barcelona.
  • Dra. Assumpció Roset Elías. Coordenadora do Programa de Educação para a Saúde na Escola do Departamento de Educação da Generalitat de Catalunya.

Enfermaria Geriátrica, Fisioterapia e Terapia Ocupacional

  • Dr. José Carlos Millán Calentí. Coordenadora do Programa de Educação para a Saúde na Escola do Departamento de Educação da Generalitast de Catalunha.

Enfermaria Geriátrica, Fisiologia e Terapia Ocupacional

  • Sr. Antonio Huete Allut. Licenciado en Medicina. Universidad de Granada.
  • Dr. Gabriel de Febrer Martínez. Professor Associado do Departamento de Medicina e Cirurgia da Universidade  de Rovira e Virgili e diretor do centro sociosanitário do Hospital Universitário Sant Joan de Reus.
  • Sr. Miguel A. Vázquez Vázquez. Professor associado da Universidad de Vigo e Diretor da Residência Assistida de Vigo.

Arquitetura e Ajudas Técnicas

  • Dr. David Padilla Gángora. Professor Titular da Universidad de Almería.
  • Dra. Consuelo Del Moral Ávila. Professora da Universidad de Granada.

Metodología de Investigación Científica aplicada à Gerontologia

  • Dra. Ramona Rubio Herrera. Catedrática de Psicogerontologia da Universidad de Granada

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.