Habilidades Diretivas

Apresentação do Programa

Neste programa se integram os conceitos fundamentais vinculados à atividade diretiva, no âmbito das organizações e das diferentes técnicas e ferramentas que podem ser úteis para uma condução eficaz das pessoas nas organizações

É evidente a importância que tem a direção de pessoas em qualquer setor no qual se desempenham, pois todas elas têm uma contribuição decisiva na criação de valor, da competitividade sustentada e das mudanças permanentes, tornando-se necessário que os participantes no projeto empresarial se adaptem de forma flexível em intervalos muito curtos.

Sem os diretores seria impossível obter os objetivos empresariais e para isso é necessário que os profissionais vinculados à gestão empresarial adquiram uma visão integral daqueles aspectos mais determinantes na direção de pessoas e organizações, e dominem os instrumentos, técnicas e habilidades operativas específicas de cada área. Todo este empenho seria impossível caso não se descubra a necessidade das vantagens de um compromisso ético e coerente, para a apresentação de um serviço profissional eficiente.

Com programas formativos desta natureza e mediante a articulação pedagógica de fundamentos teóricos e casos práticos, o participante estará capacitado para o uso de ferramentas, conhecimentos, técnicas e os procedimentos fundamentais na direção de equipes humanas e das organizações.

A quem é dirigido

A metodologia de formação proposta, somada à clareza, à amplitude e à didática do desenho dos conteúdos, permite dirigir o programa de Habilidades Diretivas a profissionais com responsabilidades de direção nas organizações, com ou sem experiência, que desejam ampliar e consolidar seus conhecimentos para aplicá-los em qualquer dos níveis de direção dentro da organização e em qualquer setor de atividade empresarial pública e privada.

Titulação

Conforme mencionado anteriormente, o Programa de Habilidades Diretivas conta com diferentes titulações em cada um dos países no qual se insere, de forma que cada uma delas apresenta algumas características e requisitos acadêmicos particulares:

  • Os Diplomas serão expedidos pela Universidade onde se matriculou com o Patrocínio da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).
  • No Diploma será especificada a natureza do Programa (Especialização, Pós-Graduação ou Extensão Universitária) em função da nomenclatura vigente em cada país.

Estrutura do Programa

O título e a duração estimada do Programa de Habilidades Diretivas dependem do perfil acadêmico do aluno e dos requisitos da Universidade correspondente:

PERFIL ACADÊMICO DO ALUNOa TÍTULO OUTORGADO DURAÇÃOb CRÉDITOS
Pessoas sem titulação acadêmica prévia Extensão Universitária 190 19
Licenciados Especialização, Pós-graduação 300 30

a. Em alguns países, por exemplo, na Espanha, não se faz nenhuma distinção entre o perfil acadêmico do aluno, razão pela qual o título expedido será sempre o de Graduação ou Especialização. Em todo caso, o aluno pode-se dirigir à sede FUNIBER de seu respectivo país para esclarecer qualquer dúvida neste sentido.
b. Duração em horas
c. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula.

Com relação à distribuição do tempo se estabelece que:

  • Por ser um Programa a distância e não estar sujeito à formação de classes presenciais, não se estabelece uma concreta data de início, razão pela qual o aluno possa formalizar sua matrícula a qualquer momento, sempre que haja vagas disponíveis.
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem, dispõe-se de uma duração mínima do Programa de três meses.
  • O tempo máximo do qual se dispõe para realizar o Programa é de 12 meses. Neste período de tempo, o aluno tem que haver superado com êxito todas as avaliações correspondentes às disciplinas e, no caso da Especialização, Pós-graduação ou Especialista, o Trabalho Final de Curso ou Projeto.

A estrutura de créditos do Programa de Habilidades Diretivas para o título de Extensão Universitária ou Graduação, apresenta-se na seguinte tabela:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
Disciplinas 19 6 190

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula
b. Duração em meses

En el caso del Especialización, Postítulo o Experto, la estructura de créditos queda como sigue:

  CRÉDITOSa DURACIÓNbb HORAS
1ª Parte: Disciplinas 19 6 190
2ª Parte: Trabalho Final de Curso ou Projeto 11 3 110
TOTAL 30 9 300

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula
b. Duração em meses

Objetivos

Objetivo geral:

  • Formar profissionais que possuam um pensamento diretivo fundamentado no conhecimento e no manejo de técnicas e ferramentas para a gestão de equipes humanas e organizações no âmbito da gestão integrada e sistêmica das organizações, com o apoio das novas tecnologias da informação e da comunicação.

Objetivos específicos:

  • Conhecer e dominar as técnicas mais adequadas para a área de direção, para potencializar a capacidade de gestão e tomada de decisões.
  • Desenvolver as funções e os procedimentos para o planejamento, organização, execução e controle das habilidades diretivas na empresa.
  • Elaborar as bases estratégicas com os objetivos da empresa, que permitindo planejar e antecipar os movimentos futuros no âmbito da direção de equipes humanas e organizações.
  • Determinar e analisar as atividades e responsabilidades dos Diretores em cada um de seus âmbitos de competência, e assim propor ferramentas para cumprir cada uma das fases dos processos de direção abrangendo cada uma das áreas de conhecimento.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais do programa de Habilidades Diretivas são:

  • Qualquer setor empresarial, público ou privado, onde se desempenham funções diretivas.

Plano de estudos

O programa de Habilidades Diretivas é composto de 7 disciplinas, e no caso da Especialização, Pós-graduação ou Especialista, de um Trabalho Final de Curso ou Projeto denominado Trabalho Final de Especialização.

  • 1ª PARTE: DISCIPLINAS (190 HORAS)

O programa permite ampliar as habilidades diretivas a todos aqueles profissionais com responsabilidades de direção em seu âmbito de trabalho.

O objetivo é conseguir uma visão global do tema que prepare adequadamente os especialistas para um melhor desempenho no âmbito diretivo.

As disciplinas e as horas correspondentes que compõem o programa se apresentam na seguinte tabela:

Estas disciplinas, apesar de serem independentes entre si, estão estruturadas segundo uma ordem pedagógica coerente. Cada uma se divide em unidades temáticas básicas ou capítulos, cujo conteúdo inclui material impresso que se deve estudar para responder satisfatoriamente aos testes de avaliação.

  • 2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE ESPECIALIZAÇÃO (110 HORAS)
# DISCIPLINAS HORAS
1 Trabalho Final de Especialização 110

No caso da Especialização, Pós-graduação ou Especialista, a última fase do Programa será destinada à elaboração do Trabalho Final de Especialização, que será uma monografia sobre um tema estudado no curso e aplicado ao entorno do estudante.

Descrições dos Cursos

  1. TÉCNICAS DE DIREÇÃO E LIDERANÇA ORGANIZACIONAL

    Conhecer as funções e princípios básicos da direção e a liderança, bem como os modelos mais importantes e sua aplicação.

    INTRODUÇÃO A IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA E A DIREÇÃO EMPRESARIAL
    O principal recurso humano: as pessoas. A personalidade: integração das esferas cognitiva e afetiva. A administração e a psicologia social. Alguns comentários sobre a liderança. Funções do líder. Definição, diferenças e funções do líder e do diretor. A cultura empresarial, valores e os processos de mudança. Importância da liderança organizacional.
    ENFOQUES TEÓRICOS NO ESTUDO DA DIREÇÃO E DA LIDERANÇA, SUA EVOLUÇÃO
    Pré-história da liderança. A Revolução Industrial. Escolas e teorias no estudo da Liderança e da Direção.
    ESTILOS DE LIDERANÇA
    Definições. Autoridade, direção e poder. Estilos de liderança. Princípios essenciais dos líderes.
    COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO LÍDER E DO DIRETOR
    As competências e habilidades do líder. Enfoques das competências. Avaliação das características pessoais. Chaves para a liderança contemporânea. Técnicas para o estudo das competências pessoais. Inventário de personalidade.
  2. TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

    Interpretar a comunicação como um processo integrador e sistêmico. Caracterizar a esfera cognitiva, afetiva e auto-reguladora na comunicação interperssoal. Interpretar as expressões emocionais na comunicação interpessoal. Diferenciar as habilidades e as competências na comunicação interpessoal. Determinar e otimizar as comunicações interpessoais.

    INTRODUÇÃO À COMUNICAÇÃO
    Conceito de comunicação. Funções da comunicação. O conteúdo ético da comunicação. Características da comunicação. O modelo do processo de comunicação como um sistema. Importância da comunicação no trabalho. Barreiras na comunicação. Tipos e níveis da comunicação.
    A PERSONALIDADE E A COMUNICAÇÃO
    A esfera cognitiva e afetiva na comunicação. Assertividade. Estilos comunicativos.
    AS COMUNICAÇÕES NA ATIVIDADE PROFISSIONAL
    Conceitos de comunicação interpessoal. Características da comunicação interpessoal. Leis básicas da comunicação interpessoal. Tipos de comunicação interpessoal. Comunicação verbal e extraverbal. Funções das mensagens extraverbais.
    A COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NA ATIVIDADE PROFISSIONAL
    Objetivos da comunicação interpessoal na atividade profissional. Comunicação formal e informal.
    AS COMPETÊNCIAS E A COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL
    As habilidades diretivas. As competências na comunicação interpessoal. Saber escutar. Fluidez verbal. Capacidade de expor as idéias de forma coerente e convencer.
  3. TÉCNICAS DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO

    Fornecer conhecimentos teóricos e práticos relativos aos conflitos, estratégias de resolução e habilidades básicas para sua resolução.

    INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE CONFLITOS
    Conhecer as noções teóricas e os conceitos fundamentais que permitam identificar, descrever e analisar casos práticos relacionados ou vinculados aos conflitos.
    ESTRATÉGIAS OU MÉTODOS PARA RESOLVER CONFLITOS
    Contribuir para a compreensão de um conjunto de conceitos e técnicas relacionados com o processo negociador, obtendo uma aprendizagem que propicie a realização de negociações efetivas. Conhecer as fases, curvas de resolução e estilos de enfrentamento para o manejo de conflitos. Conhecer estratégias e técnicas para a resolução de conflitos: negociação, mediação e arbitragem.
    COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA RESOLVER CONFLITOS
    Dominar e desenvolver as competências e habilidades associadas à resolução de conflitos.
    ÉTICA EMPRESARIAL
    Que se entende por ética? Definição e seu objeto. Autores mais representativos no estudo da ética. Fundamentos empíricos da ética.
  4. TÉCNICAS DE DIREÇÃO DE EQUIPES DE TRABALHO

    Conhecer os elementos teóricos e práticos sobre os grupos e equipes de trabalho, Suas características, Técnicas e Ferramentas para sua gestão eficaz.

    AS EQUIPES DE TRABALHO
    Expor e argumentar as principais considerações teóricas que sustentam o trabalho em equipe. Aplicar criativamente às equipe estas considerações na prática cotidiana. Transformar sua equipe até que chegue a ser considerada eficiente e autodirigida. Interpretar e executar as regras de trabalho em equipe, bem como chegar ao consenso.
    PRINCIPAIS FERRAMENTAS PARA APERFEIÇOAR EQUIPES
    Expor e argumentar as reflexões-chave nas quais descansa o trabalho das redes sociométricas. Aplicar criativamente a sua equipe uma metodologia validada para as reuniões e sessões de trabalho em equipe. Implantar em seu raio de ação as ferramentas estudadas visando obter a eficiência do trabalho em equipe. Interpretar e pôr em prática a direção por objetivos e por resultados.
    A TOMADA DE DECISÕES EM EQUIPE. TÉCNICAS PARA O TRABALHO EM EQUIPE
    Aplicar as técnicas estudadas para garantir a qualidade da tomada de decisões. Treinar-se de forma prática nas diferentes técnicas que permitem gerar mais idéias e selecionar as melhores para sua implementação. Cultivar sua criatividade e a de sua equipe.
  5. GESTÃO DE TEMPO E DIREÇÃO DE REUNIÕES

    Esta disciplina mostra como otimizar as reuniões de trabalho mediante uma boa preparação e o desenvolvimento dessas reuniões, assim como as habilidades para conduzir a equipe. Também fornece critérios e técnicas para a gestão do próprio tempo dentro do âmbito da função diretiva.

    GESTÃO EFICAZ DO TEMPO
    O tempo e seus atributos. Planejamento e organização do tempo de trabalho. Um enfoque de efetividade para o controle do tempo. As regras de ouro do uso do tempo
    AS REUNIÕES DE TRABALHO
    As reuniões. Mitos e realidades. Enfoque tradicional no desenvolvimento das reuniões. Tipos de reuniões e seus propósitos. Processo necessário para elevar sua efetividade nas diferentes fases. A dinâmica grupal e suas técnicas em função da efetividade das reuniões.
  6. ESTRESSE E BURNOUT

    Conhecer e saber gerir as situações de estresse e burnout na organização empresarial, dotar dos conhecimentos teórico-práticos necessários sobre este amplo tema.

    SAÚDE ORGANIZACIONAL
    Higiene, segurança e qualidade de vida profissional. Efeitos negativos do trabalho. Motivação, satisfação profissional e frustração. O processo de conflito.
    O ESTRESSE PROFISSIONAL
    Antecedentes históricos e conceitualização do estresse. Fisiopatologia do estresse. Enfermidades ocasionadas pelo estresse. Mediadores psicológicos da resposta ao estresse. Epidemiologia e conseqüências do estresse profissional. Algumas regras, estratégias e exercícios para o controle do estresse. O estresse nas profissões de saúde e de educação.
    SÍNDROME DE BOURNOUT
    Antecedentes e conceitualização da síndrome de bournout. Enfoques e modelos sobre a síndrome de bournout. Relação do estresse profissional e a síndrome de bournout. Vínculo da síndrome de bournout com a motivação, satisfação profissional, frustração e tipos de estrutura. Fatores organizacionais e interpessoais que influenciam no seu aparecimento. Quadro evolutivo da síndrome de bournout. A síndrome de bournout entre os profissionais da saúde. Conseqüências da síndrome de bournout na qualidade de vida profissional e na qualidade da atenção médica. Prevenção e tratamento da síndrome de bournout.
  7. TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO

    Desenvolver as capacidades dos participantes para preparar e realizar apresentações profissionais, para a obtenção da influência desejada no auditório.

    COMUNICAÇÃO ORAL EFETIVA
    Conceito de comunicação oral, chaves do discurso público, o orador e seus desafios.
    AS FERRAMENTAS DO ORADOR
    A voz e suas particularidades: tom, volume, articulação. Trabalho gestual e corporal.
    A MENSAGEM
    Tipos e estrutura básica do discurso, formulação de idéias centrais e acessórios, desenvolvimento e execução do roteiro, recursos retóricos a serem empregados.
    A APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO
    Elementos de apoio audiovisual, imprevistos e improvisação, uso do humor, recursos humanos e técnicos, conclusões finais.

Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a leves modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

  • Dra. Silvia Aparicio. Doctora en Ciencias Económicas por la Universidad Autónoma de Madrid y Licenciada en Administración y Dirección de Empresas por la Universidad de Cantabria. Directora Académica Internacional del Área de Desarrollo Directivo, Organización Empresarial y Recursos Humanos de la Fundación Universitaria Iberoamericana, FUNIBER.
  • Dra. Cristina Hidalgo González. Doutora em Ciências Empresariais pela Universidad de León. Professora Titular do Departamento de Economia Aplicada da Universidad de León.
  • Dr. Rubén Calderón Iglesias. Doutor em Economia pela Universidad Antonio de Nebrija, Espanha. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.
  • Dra (c). Diana Patricia Cortés Díaz. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento da Universidad de León (Espanha). Consultora especializada em Direito Laboral e Segurança Social. Coordenadora Acadêmica do Programa Mestrado em Direção Estratégica do Conhecimento e suas Especializações.

Professores e Autores

  • Dr. David Barrera Gómez. Doutor Engenheiro pela Universidad Politécnica de Cataluña e MBA pela Escuela Técnica Superior de Ingenieros Industriales de Barcelona, UPC. Consultor de negócio, tecnologia e soluções empresariais. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Roberto M. Álvarez. Doutor em Engenharia de Projetos pela Universidad Politécnica de Cataluña, Espanha. Mestrado em Gerenciamento de Projeto e de Desenho pela Politécnica de Milão, Itália. Professor da Universidad de Buenos Aires, Argentina. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Sergio Balarezzo Saldaña. Reitor de Pesquisa da Universidad de Piura. Peru.
  • Dr. Francisco J. Hidalgo Trujillo. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação, pela Universidad Politécnica de Cataluña. Assessor e consultor de organizações. Analista de processos estratégicos e de desenvolvimento empresarial.
  • Dr. Manuel Maeda Takeuchi. Professor de Programas de Engenharia e Administração de Empresas, Universidad de Piura, Peru. Experiência Gerencial em Administração, Projetos de Corporação, Administração de Operações e Administração e Finanças.
  • Dra. Cristina Hidalgo González. Doutora em Ciências Empresariais pela Universidad de León. Professora Titular do Departamento de Economia Aplicada da Universidad de León.
  • Dra. Olga Capó Iturrieta. Doutorado em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação, pela Universidad Politécnica de Cataluña. Responsável da Área de Projetos do Instituto de Investigaciones Agropecuarias (INIA), Chile.
  • Dr. Eduardo García Villena. Doutor em Engenharia de Projetos: Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação, pela Universidad Politécnica de Cataluña. Diretor Acadêmico da Área de Meio Ambiente da Fundación Universitaria Iberoamericana.
  • Dr. Rubén Calderón Iglesias. Doutor em Economia pela Universidad Antonio de Nebrija, Espanha. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Salvador Rus Rufino. Doutor em Filosofia, pela Universidad de Navarra. Doutor em História, pela Universidad de León. Professor Titular da Universidad de León. Diretor da Cátedra de História da Empresa Familiar, Universidad de León.
  • Dr (c). Saúl Domingo Soriano. Doutor candidato pela Universidad de León. Mestre em Direção Geral de Empresas pelo Institut Català de Tecnologia de Barcelona. Mestre em Consultoria e Tecnologias da Informação e-Business pela Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha. Diretor de Projetos Finais de Mestrado e Especializações, FUNIBER.
  • Dr (c). Diego J. Kurtz. Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento pelo PPGEGC – UFSC (em processo). Mestrado em International Business - Wiesbaden Business School, Alemanha. Pesquisador do Núcleo de Gestão para a Sustentabilidade (www.ngs.ufsc.br) e Pesquisador Junior do Projeto Dynamic SME (www.dynamic-sme.org). Coordenador de Programas e Professor da FUNIBER.
  • Dra (c). Julién Brito Ballester. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de Habana, Cuba. Mestrado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidad Autónoma de Barcelona. Mestrado em Coaching Sistêmico pela Universidad Autónoma de Barcelona. Consultora Internacional e Expert em Gestão de Recursos Humanos, Formação, Desenvolvimento e Competências Profissionais.
  • Dra (c). Diana Patricia Cortés Díaz. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento da Universidad de León (Espanha). Consultora especializada em Direito Laboral e Segurança Social. Coordenadora Acadêmica de Programas e Especializações.
  • Dra (c). Andrea Gutiérrez Jiménez. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestre em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento da Universidad de León (Espanha). Coordenadora de Programas e Professora da FUNIBER.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.
  • Dra (c). Daniela Torrico Villarroel. Doutorado em Projetos, pesquisa e Marketing, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Máster in Business Adiminsitration (La Salle Business Administration). Máster en Marketing y Distribución Comercial (Universidad Politécnica de Cataluña). Coordenadora de Programas e Professora da FUNIBER.
  • Dra (c). Lina Pulgarín Osorio. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Gestão Integrada: Prevenção, Ambiente e Qualidade, pela Universidad Politécnica de Cataluña. Coordenadora de Programas e Professora da FUNIBER.
  • Ms. Antonio Vega. Diplomado em Administração e Direção de Empresas por ESADE. Mestrado em Direção de Recursos Humanos e Consultoria nas Organizações pela Universidad de Barcelona. Coach e Consultor em Planificação Estratégica, Liderança e Desenvolvimento Organizacional. Presidente na Fundación Humaniza.
  • Ms. María Eugenia Luna Borgaro. Mestrado em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento da Universidad de León, Espanha. Expert em Gestão de Recursos Humanos e Habilidades Diretivas. Professora da FUNIBER.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente uma partida econômica com caráter extraordinário para o oferecimento de Bolsas de estudo em Formação FUNIBER. 

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez finalizado o Programa Acadêmico, os alunos que assim o desejarpoderão ingressar na Bolsa de Trabalho Ambiental. Para isso, deverãoremeter currículum vitae, indicando dados pessoais, acadêmicose de experiência profissional. Assim, o aluno estará informado dasofertas de trabalho que venham a surgir e que se ajustem a seu perfilprofissional.