Mestrado em Criminalística

Apresentação do Programa

Mestrado em Criminalística, com suas três especializações, forma especialistas na obtenção de prova físicas relacionadas com os processos penais para que possam desenvolver relatórios periciais criminalísticos e possam apresentá-los em juízo, realizando sua defesa com a segurança de ter feito um bom trabalho.

A Criminalística reúne um conjunto de disciplinas cujo objetivo comum é, por meio de uma metodologia científica, materializar a prova para fins judiciais. Trata-se, pois, de fornecer provas à Justiça a fim de esclarecer os delitos e averiguar a responsabilidade das pessoas. Hoje em dia, o peso das decisões em um Tribunal é dado pelas provas que, basicamente, devem ser obtidas por meios científicos. Neste sentido, o técnico em Criminalística é quem se encarrega desse tipo de trabalho.

Há cada vez mais laboratórios privados de Criminalística e especialistas que oferecem seus serviços neste setor em crescente demanda. As forças e os organismos policiais dos diversos países têm especialistas qualificados, mas, no âmbito privado, empresarial e de investigação, cada vez mais é necessário o serviço do técnico privado em Criminalística. Este especialista não é um criminalista, cabe salientar. O criminalista é um cientista, um profissional de laboratório especializado em diversas técnicas para identificar o autor dos fatos baseando-se em evidências materiais existentes, determinando suas causas, contextos e consequências.

A formação neste mestrado permite obter uma titulação universitária com um enfoque profissionalizante. O Mestrado propõe-se a oferecer uma formação muito conectada com o contexto do exercício da profissão. A concepção do programa responde a essa intenção a partir do planejamento didático das disciplinas e por meio de seus professores e tutores, detentores de uma trajetória consolidada no ramo.

As saídas profissionais são específicas do profissional que trabalha no mundo judicial, elaborando relatórios periciais propostos por uma parte ou por ordem judicial, assessorando juristas ou trabalhando em laboratórios privados de Criminalística.

O profissional que concluir satisfatoriamente este programa encontra-se qualificado para:

  • Colocar em prática conhecimentos aplicados avançados e especializados em um corpo de conceitos, procedimentos, técnicas e atitudes que permitam o desenvolvimento do aluno no âmbito da Criminalística.
  • Determinar se uma arma apreendida pela polícia está em condições de ser usada com efetividade.
  • Determinar se um projétil foi disparado por uma arma específica ou se dois projéteis foram disparados pela mesma arma.
  • Determinar se uma imitação de arma sofreu modificações para possibilitar o disparo.
  • Possibilitar a identificação de suspeitos por meio de suas impressões digitais.
  • Determinar a autenticidade ou não de um documento manuscrito ou assinatura.
  • Determinar a autenticidade de diversos tipos de documentos, como passaportes, identidades, cheques, notas bancárias, etc.
  • Possibilitar o esclarecimento das causas de um incêndio.
  • Possibilitar o esclarecimento de diversos delitos, como homicídio e roubo.

A quem é dirigido

Mestrado em Criminalística capacita o estudante no setor profissional das Ciências Forenses, proporcionando uma formação rigorosa e integral a fim de poder desenvolver suas tarefas de peritagem e assessoria.

O programa está dirigido àqueles que já possuem uma formação universitária superior.

Este mestrado pode ser de grande utilidade para advogados, criminalistas, procuradores, detetives, chefes ou diretores de unidades de segurança privada, responsáveis policiais, etc.

Titulação

A conclusão com sucesso do Programa permitirá que você obtenha a titulação do Mestrado em Criminalística.

Após a conclusão com êxito do Programa, o aluno receberá o diploma emitido pela Universidade em que se matriculou.

Estrutura do Programa

Mestrado em Criminalística tem uma carga de 90 créditos. Com relação à distribuição do tempo, estabelece-se que:

  • Por ser um programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início. Desta maneira, o aluno pode formalizar a matrícula em qualquer momento, sempre que houver vagas disponíveis.
  • O tempo máximo de que se dispõe para concluir o Mestrado é de 24 meses. Neste período, o aluno deve ter concluído com êxito todas as avaliações correspondentes, assim como o Projeto Final ou Dissertação de Mestrado.
MÓDULOS CRÉDITOSa HORAS
1º BLOCO: Criminalística (obrigatório) 38 950
2º BLOCO: Especialização em Investigação Criminal (optativo) 39 975
3º BLOCO: Especialização em Armamento (optativo) 39 975
4º BLOCO: Especialização em Balística (optativo) 39 975
5º BLOCO: Metodologia da Pesquisa Científica e Projeto Final de Mestrado (Obrigatório) 13 325
TOTAL 90 2250

a. Um (1) crédito ECTS (European Credit Transfer System) equivale a 25 horas (10h letivas + 15 horas de estudo). Se o aluno cursa o programa em uma universidade que não pertence ao Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES), a relação entre créditos e horas pode variar.

Objetivos

Objetivo geral

  • A missão do Mestrado em Criminalística é capacitar e formar alunos para trabalharem como perito judicial e serem designados pelas cortes e tribunais como criminalistas e peritos judiciais com a capacidade de reunir provas, listá-las em relatórios periciais e defendê-las em processos judiciais, integrando recursos e somando métodos e técnicas para chegar a uma sentença global conjunta.

Objetivos específicos

  • Dominar a documentologia forense ou documentoscopia e, especificamente, assuntos onde se possa discutir um possível plágio, conhecendo os princípios da propriedade intelectual e industrial e realizando um parecer documentoscópico acerca de documentos impressos, marcas e patentes.
  • Capacitar-se em investigação lofoscópica e balística, aplicando a engenharia e as técnicas avançadas das ciências forenses.
  • Capacitar-se na realização de inspeções técnicas oculares.
  • Empregar as capacidades dos laboratórios tecnológicos para identificar impressões digitais, comparar projéteis ou cápsulas, estudos de trajetórias, etc.
  • Dominar as técnicas de grafoanálise de assinaturas ou manuscritos duvidosos.
  • Identificar e dominar as técnicas de investigação criminal.
  • Determinar o tipo de armas de fogo envolvidas em processos judiciais e desenvolver a peritagem sobre a aptidão das mesmas para obter disparos efetivos.

Saídas Profissionais

Os profissionais que concluem satisfatoriamente o programa de Mestrado em Criminalística poderão atuar profissionalmente como:

  • Perito Judicial em Criminalística
  • Perito Judicial em Balística e/ou Armamento
  • Perito Grafólogo Judicial
  • Perito Judicial em Documentoscopia
  • Assessor de Advogados Criminalistas

Plano de estudos

O programa de Mestrado em Criminalistas é composto por um bloco comum (Criminalística, com oito disciplinas), especializações (com oito disciplinas cada uma) e um bloco referente ao Projeto Final.

O mestrado tem três especializações ou itinerários a escolher segundo o perfil e os interesses dos profissionais matriculados:

  • Especialização 1: Investigação Criminal
  • Especialização 2: Armamento
  • Especialização 3: Balística

Esses itinerários integram-se à estrutura do MESTRADO, juntamente com os outros módulos que compõem o programa, sendo cursados da seguinte maneira:

Itinerario
1º BLOCO: CRIMINALÍSTICA (OBRIGATÓRIO)
# DISCIPLINAS
1 Criminalística: técnicas de identificação
2 Criminalística aplicada à investigação criminal
3 Técnicas de inspeção ocular
4 Gemologia
5 Documentoscopia
6 Grafoanálise
7 Grafonomia: espaço e forma
8 Pressão, movimento e traços em grafonomia
2º BLOCO: ESPECIALIZAÇÃO EM INVESTIGAÇÃO CRIMINAL (OPTATIVO)
# DISCIPLINAS
1 Investigação de homicídios
2 Investigação criminal
3 Balística policial
4 Generalidades da investigação de incêndios
5 Técnicas de investigação de incêndios e incêndios florestais
6 Incêndios e construção de edifícios
7 Explosivos
8 Medicina legal
3º BLOCO: ESPECIALIZAÇÃO EM ARMAMENTO (OPTATIVO)
# DISCIPLINAS
1 Armamento
2 Armas antigas
3 Armas longas
4 Armas curtas
5 Armas de guerra
6 Tiro
7 Balística policial
8 Balística forense
4º BLOCO: ESPECIALIZAÇÃO EM BALÍSTICA (OPTATIVO)
# DISCIPLINAS
1 Armamento
2 Balística geral
3 Balística externa
4 Balística interna
5 Balística forense
6 Balística policial/td>
7 Balística terminal
8 Cartucharia
5º BLOCO: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA E PROJETO FINAL DE MESTRADO (OBRIGATÓRIO)
# DISCIPLINAS
1 Metodologia da Pesquisa Científica
2 Projeto Final/Dissertação de Mestrado

Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhoras efetuadas.

Direção

Direção Acadêmica

  • Luis Jiménez Romero. Diretor geral da Escola de Criminologia da Catalunha desde 1995. De 1980 a 1992, atuou como funcionário do Estado Espanhol, como especialista em segurança, desativação de explosivos e investigação criminal. Desde 1994, também é psicólogo forense autônomo, com experiências na elaboração de relatórios periciais sobre imputabilidade, credibilidade de depoimentos, capacidade processual, capacidade civil, avaliação de vítimas, etc. Na área acadêmica, possui diploma superior em Criminologia e Investigação Privada pela Universidad Europea Miguel de Cervantes e é Graduado em Psicologia pela Universidad Nacional de Educación a Distancia.

Professores e Autores

  • Dr. Miguel Ángel Soria Verde. Doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona. Professor de Psicologia Jurídica, Criminal e Criminologia Avançada nas faculdades de Psicologia e Direito da Universitat de Barcelona (UB). Coordenador do Mestrado em Investigação Criminal (UB) e do Mestrado em Psicologia Jurídica e Forense na Universidad Autónoma de Barcelona (UAB). Desde 1990, participa como especialista forese em casos de homicídios, violações e abuso sexual infantil. Publicou mais de 70 artigos e capítulos e uma dezena de livros sobre o tema. Pesquisador sobre delitos violentos (homicídios familiares, pornografia infantil e violações em série).
  • Dr. Tomás Salás Darrocha. Doutor em Direito pela Universitat de Barcelona e Graduado em Ciências Políticas pela mesma universidade. Possui longa e prestigiada trajetória na magistratura, é magistrado-juiz em exercício da Vara Criminal de Barcelona e foi chefe de gabinete técnico do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC), entre outros cargos.
  • Dra. Laura Natalia Pérez. Doutora (Cum Laude) e Mestre em Ciências Cognitivas e Linguagem pela Universitat de Barcelona, Espanha. Diretora Acadêmica do Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde e professora na Universidad Internacional Iberoamericana do México. Psicóloga e coach, fundadora do Florescimento Humano. Possui experiência como pesquisadora na Universitat de Barcelona. Experiência como psicóloga nos hospitais San Juan de Dios e La Inmaculada, Colômbia.
  • Dr. Eduardo Silva. Doutor em Projetos pela Universidad Internacional Iberoamericana. Mestre em Direção e Gestão de Empresas Internacionais pela Universidad Autónoma de Barcelona. Advogado e Notário pela Universidad Rafael Landívar. Advogado do Departamento Jurídico-Legal da Fundação Universitária Iberoamericana. Diretor Executivo da Fundação Universitária Iberoamericana, sede Guatemala.
  • Dr. (c) Pablo Eisendecher. Advogado, mestre em Direto Público, mestre em Resolução de Conflitos e Mediação, doutorando em Direto pela Universidad de Chile, com mais de 15 anos de experiência profissional e acadêmica nas áreas de direito corporativo, administrativo e ambiental. Atuou como professor adjunto de Direito Administrativo Ambiental, Direito de Minas e Águas na Universidad Austral de Chile e como professor de graduação e pós-graduação em várias universidades chilenas. Durante mais de 10 anos foi advogado de litígio e atualmente atua como Diretor da Fundação Universitária Iberoamericana no Chile e no Paraguai.
  • Dra (c). Mariacarla Martí González. Doutorado em Educação pela Universidad de Zaragoza (em processo). Mestrado em Educação Artística pela Universidad de las Artes, Cuba. Graduada em Psicologia e Pedagogia das Artes. Licenciatura em Psicologia pela Universidad de la Habana. Promotora da Metodologia dos Processos de Correção Comunitários. Professora de psicologia na Universidad de las Artes e pesquisadora convidada na Universidad de Zaragoza. É autora de vários textos de apoio à docência na área da psicologia grupal e na análise e intervenção de processos sociais e comunitários. Professora de psicologia dos Grupos e Psicologia Social na Universidad Euorpea del Atlántico e membro do Departamento de Assessoramento Psicológico da universidade. Sua linha de pesquisa centra-se nos temas de psicologia dos grupos, o gênero e os processos de transformação social.
  • Ma. Alejandra Sandoval Villalobos. Diretora e professora da Especialização em Grafologia e Neuroescritura da FUNIBER. Licenciada em Pedagogia e Psicologia. Professora no Ensino Primário e psicopedagoga (US). Grafoanalista. Perita Grafóloga Judicial, com mestrado em Grafoanálise, Grafopatologia e Grafologia Forense. É Grafopsicóloga em Orientação familiar e Profissional pela Universidad Autónoma de Barcelona.
  • Ma. Alba Hernández Santana. Professora e diretora de projetos finais na Fundação Universitária Iberoamericana e docente na Universidad Internacional Iberoamericana. Mestre em Psicologia Social e Graduada em Psicologia pela Universidad de Havana. Especialista em resolução de conflitos com mais de 20 anos de experiência em pesquisa e consultoria organizacional.
  • Ma. Sonia Juliana Pérez Pérez. Professora e diretora de projetos finais na Fundação Universitária Iberoamericana e docente na Universidad Internacional Iberoamericana. Mestra em Musicoterapia pela Universidad Nacional de Colombia. Graduada em Antropologia pela Universidad de Los Andes, Colômbia; Graduada em Psicologia pela Universidad Nacional Abierta y a Distancia, Colômbia.
  • David Martínez Bautista. Secretário-Geral da Escuela de Criminología de Catalunya desde 1995. Desde essa data, também atua como perito judicial em balística e armamento e em investigação de incêndios. No contexto acadêmico, é doutorando em História da Farmácia e Graduado em Farmácia pela Universidad Complutense de Madrid, possui formação superior em Criminologia e Investigação Privada e “Expertus in Paleontologia” pelo Museo Geológico del Seminario Diocesano de Barcelona.
  • Nuria Alba Quintero.  Advogada em exercício (cível e criminalista) com uma ampla experiência tanto no âmbito privado quanto público. Também atua como professora na Escuela de Criminología de Catalunya. Graduada em Direito pela Universidad Autónoma de Barcelona.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.