Mestrado em Formação de Professores de Educação Secundária Obrigatória e Ensino Médio, Formação Profissionalizante e Ensino de Idiomas

Apresentação do Programa

O Mestrado em Formação de professores de educação secundária obrigatória e ensino médio, formação profissionalizante e ensino de idiomasé um mestrado em orientação profissional presencial que visa à formação inicial de professores em competências básicas e necessárias para a prática da educação secundária obrigatória, ensino médio, formação profissionalizante e ensino de idiomas em centros de ensino públicos e privados.

O mestrado é regulamentado a nível nacional pela Ordem ECI/3858/2007 e habilita o acesso a profissões como Professor de Educação Secundária Obrigatória e Ensino Médio, Formação Profissionalizante e Ensino de Idiomas.

O programa oferece formação psicopedagógica e didática de excelência, totalmente ligada à realidade educacional dos contextos mencionados acima e de acordo com o alto impacto social e educacional da profissão para a qual se forma. Para isso, conta com uma equipe de ensino altamente qualificada e com ampla experiência prática para enfrentar os desafios que surgem diariamente em tais situações educacionais.

O mestrado oferece uma parte de formação geral e outra parte de formação específica que consiste nas seguintes especializações:

  • Línguas Estrangeiras - Inglês
  • Tecnologia e Informática
  • Economia de Empresas
  • Educação Física e Esporte
  • Indústria Alimentar

Para mais informação a respeito, consulte o plano de estudos na seção “Programa”.

A quem é dirigido

O Mestrado em Formação de professores de educação secundária obrigatória e ensino médio, formação profissionalizante e ensino de idiomas dirige-se a profissionais que, após receberem formação específica em uma área do conhecimento em seus estudos de graduação, desejam desempenhar o papel de professor na área de Educação Secundária Obrigatória e Ensino Médio, Formação Profissionalizante ou Ensino de Idiomas.

Para acessar o mestrado, é necessário possuir um dos seguintes graus, dependendo da especialidade escolhida:

  • Especialização em Língua Estrangeira: Inglês:
    • Licenciatura em Filologia inglesa
    • Graduado / Licenciado em Filologia Moderna: Inglês
    • Graduado / Licenciado em Tradução e Interpretação (Inglês)
    • Graduado / Licenciado em Tradução e Comunicação intercultural (inglês)
    • Graduado em Línguas Modernas (inglês)
    • Graduado em Línguas Modernas e suas Literaturas (inglês)
    • Graduado em Línguas Modernas e Gestão (inglês)
    • Graduado em Línguas Modernas, Cultura e Comunicação (inglês)
    • Graduado em Línguas Modernas e Tradução (inglês)
    • Graduado em Línguas Aplicadas (inglês)
    • Graduado em Línguas Estrangeiras (inglês)
    • Graduado em Estudos Ingleses, Literatura e Cultura
  • Especialização em Tecnologia e Informática:
    • Diplomado em Informática
    • Graduado em Engenharia Informática
    • Engenharia em Tecnologias da Informação
    • Engenharia Técnica em Informática de Gestão
    • Engenharia Técnica em Informática de Sistemas
  • Especialização em Economia de Empresas:
    • Licenciado em Economia e Administração de Empresas
    • Licenciado em Ciências Econômicas
    • Licenciado em Ciências Empresariais
    • Licenciado em Ciências Atuariais
    • Licenciado em Pesquisa e Técnicas de Mercado
    • Graduado / Licenciado em Administração e Direção de Empresas
    • Graduado em Economia
    • Graduado em Estatísticas e Empresas
    • Graduado em Turismo
    • Graduado em Direção Internacional de Empresa de Turismo e Ócio
    • Graduado em Administração de Organizações e Recursos Turísticos
    • Graduado em Comércio
    • Graduado em Marketing e Direção Comercial
    • Graduado em Desenvolvimento, Gestão Comercial e Estratégias de Mercado
    • Graduado em Finanças e Contabilidade
    • Graduado em Gestão de Negócios
  • Especialização em Educação Física e Esporte
    • Graduado/Licenciado em Ciências da Atividade Física e do Esporte
    • Licenciado em Educação Física
    • Licenciado em Medicina acreditando estar em posse do Diploma de Especialista em Medicina Esportiva
  • Especialização em Tecnologia dos Alimentos
    • Graduado em Nutrição Humana e Dietética
    • Graduado/ Licenciado em Ciência e Tecnologia dos Alimentos
    • Graduado/Licenciado em Engenharia das Indústrias Agrárias e Alimentares
    • Graduado/Licenciado em Química
    • Graduado em Gastronomia e Artes Culinárias
    • Graduado/Licenciado em Engenharia Química
    • Graduado/Licenciado em Biologia
    • Graduado/Licenciado em Biotecnologia
    • Graduado/Licenciado em Veterinária
    • Graduado/Licenciado em Engenharia Biomédica
    • Graduado/Licenciado em Engenharia Técnica Industrial na especialização em Química Industrial
    • Graduado/Licenciado em Bioquímica 

Também serão aceitos graduados universitários de qualquer grau assimilável aos anteriores, sejam eles graus de futura implantação no sistema universitário espanhol, sejam eles graus existentes nos sistemas universitários de outros países.

Da mesma forma, os graduados universitários de graus não relacionados à especialidade serão aceitos desde que cumpram uma das seguintes condições:

  • Ter concluído um número mínimo de 60 créditos em uma titulação de graduação ou equivalente, correspondente à especialização que você deseja cursar e, portanto, mostrar a aquisição das habilidades relacionadas à especialização.
  • Passar em um teste de admissão elaborado pela Universidad Europea del Atlántico especificamente para aquelas pessoas que, possuindo um diploma não afim, para acessar o mestrado, devem provar o domínio das habilidades da especialização para a qual se candidatam.

Além dos requisitos legais, a Universidade exige acesso a este diploma:

  1. Acreditar conhecimento B1 de uma língua estrangeira. Se não puder ser acreditado pela titulação, deve ser feito por meio de documentos emitidos por instituições oficialmente reconhecidas, como as Escolas Oficiais, que garantem que o aluno tenha pelo menos esse nível em algum idioma ou outros assimiláveis na opinião do órgão competente da Universidad Europea del Atlántico.
  2. Acreditar na especialidade em Língua Estrangeira - inglês mediante titulação de grau de domínio suficiente do inglês como língua veicular no campo acadêmico. Se não puder ser acreditado pelo diploma, deve ser feito por meio de documentos emitidos por instituições oficialmente reconhecidas, como as Escolas Oficiais, que garantem que o aluno tenha pelo menos um nível C1 do QECR ou outro assimilável na opinião do órgão competente da Universidad Europea del Atlántico.

Titulação

A conclusão bem sucedida do Programa permitirá obter a titulação de Mestrado em Formação de professores de educação secundária obrigatória e ensino médio, formação profissionalizante e ensino de idiomas.

Após a conclusão bem-sucedida do Programa, o aluno receberá o título emitido pela Universidade onde se matriculou.

 

Estrutura do Programa

Enfoque pedagógico

O programa é baseado no seguinte modelo pedagógico:

  • Modelo de formação de tipo colaborativo.
  • Baseado em uma concepção dinâmica e socioconstrutivista da formação e da aprendizagem.
  • Avaliação dos processos de aprendizagem com relação aos conteúdos.
  • Relevância do processo de aprendizagem frente ao produto ou ao resultado.
  • Estímulo à reflexão crítica e autorreguladora dos professores em relação à sua prática docente e pensamento pedagógico.
  • Inter-relação entre prática e teoria.
  • Envolvimento e atenção à totalidade da pessoa em processo de aprendizagem (dimensão afetiva, motivação, etc.).
  • Método de trabalho próximo ao da pesquisa-ação.

Esse modelo é baseado em quatro eixos: alunos, professores e materiais e atividades.

Competências gerais

Que os estudantes sejam capazes de:

  • Conhecer os conteúdos curriculares das disciplinas relacionadas à especialização docente correspondente, bem como o corpo de conhecimentos didáticos em relação aos respectivos processos de ensino e aprendizagem. Para a formação profissional, será incluído o conhecimento das respectivas profissões.
  • Planejar, desenvolver e avaliar o processo de ensino e aprendizagem, promovendo processos educacionais que facilitem a aquisição das competências dos respectivos ensinos, atendendo ao nível e formação prévia dos alunos, bem como a orientação dos mesmos, individualmente e em colaboração com outros professores e profissionais do centro.
  • Buscar, obter, processar e comunicar informações (orais, impressas, audiovisuais, digitais ou multimídia), transformá-las em conhecimento e aplicá-las nos processos de ensino e aprendizagem nas disciplinas da especialização cursada.
  • Especificar o currículo a ser implementado em um centro de ensino participando de seu planejamento coletivo; desenvolver e aplicar metodologias didáticas em grupo e personalizadas, adaptadas à diversidade de alunos.
  • Elaborar e desenvolver espaços de aprendizagem com atenção especial à equidade, educação e valores emocionais, igualdade de direitos e oportunidades entre homens e mulheres, formação cidadã e respeito aos direitos humanos que facilitam a vida na sociedade, tomada de decisões e construção de um futuro sustentável.
  • Adquirir estratégias para estimular o esforço do estudante e promover sua capacidade de aprender por si e com os outros e desenvolver habilidades de pensamento e decisão que facilitem a autonomia, a confiança e a iniciativa pessoais.
  • Conhecer os processos de interação e comunicação na sala de aula, dominar as destrezas e habilidades sociais necessárias para promover o aprendizado e a convivência na sala de aula e abordar problemas de disciplina e resolução de conflitos.
  • Conceber e realizar atividades formais e não formais que contribuam para tornar o centro um local de participação e cultura no ambiente onde está localizado; desenvolver as funções de tutoria e orientação dos alunos de maneira colaborativa e coordenadora; participar da avaliação, pesquisa e inovação dos processos de ensino e aprendizagem.
  • Conhecer a normativa e organização institucional do sistema educacional e modelos de melhoria da qualidade com aplicação nos centros de ensino.
  • Conhecer e analisar as características históricas da profissão docente, sua situação atual, perspectivas e inter-relação com a realidade social de cada época.
  • Informar e aconselhar as famílias sobre o processo de ensino e aprendizagem e sobre a orientação pessoal, acadêmica e profissional de seus filhos.

Plano de estudos

O plano de estudos do mestrado dura um ano acadêmico e é composto por 60 créditos distribuídos em três módulos: o módulo geral, o módulo específico e o módulo prático. Estão detalhados a seguir:

  • 1ª PARTE: MÓDULO GERAL
1ª PARTE: MÓDULO GERAL
  MATÉRIAS DISCIPLINAS CARÁTER CRÉDITOS
1o Semestre Aprendizagem e Desenvolvimento da personalidade Desenvolvimento psicológico e aprendizagem OB 3
Fundamentos da educação especial: processos de atenção à diversidade OB 3
Processos e contextos educativos História e antropologia da educação: Teorias e práticas OB 3
Didática geral OB 3
2o Semestre Sociedade, família e educação Organização e Gestão de centros educativos OB 3
Orientação familiar e tutoria OB 3
TOTAL 18
  • 2ª PARTE: MÓDULO ESPECÍFICO
2ª PARTE: MÓDULO ESPECÍFICO
  MATÉRIAS DISCIPLINAS CARÁTER CRÉDITOS
2o Semestre Complementos para a formação disciplinar básica As TIC nos processos educativos da especialização* OP 3
Resolução e transformação de conflitos no âmbito escolar da especialização OP 3
1er Semestre Complementos para a formação disciplinar específica História, contexto e conteúdos da especialização da especialização OP 3
Aprendizagem e ensino das matérias correspondentes da especialização Desenho curricular e programação da especialização OP 3
Metodologia da especialização OP 3
Recursos didáticos da especialização OP 3
Estratégias de aprendizagem da especialização OP 3
2o Semestre Inovação docente e iniciação à pesquisa educativa Inovação, pesquisa e Desenvolvimento profissional da especialização OP 3
TOTAL 24

* O aluno deverá cursar a disciplina que corresponde à especialização selecionada.

  • 3ª PARTE: MÓDULO PRÁTICO
3ª PARTE: MÓDULO PRÁTICO
  MATÉRIAS DISCIPLINAS CARÁTER CRÉDITOS
2o Semestre Práticas da especialização Práticas na área da especialização PR 12
Trabalho final de mestrado TFM na área da especialização TFM 6
TOTAL 18

Descrições dos Cursos

1ª PARTE: MÓDULO GERAL

  1. DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO E APRENDIZAGEM

    A transição da infância para a vida adulta: a importância do desenvolvimento evolutivo na educação. Desenvolvimento cognitivo. Desenvolvimento da personalidade. Desenvolvimento social e emocional. Problemas mais frequentes e sinais de alerta. O professor diante da diversidade: resolução de situações educacionais. Programas para o desenvolvimento de destrezas e habilidades individuais.

  2. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: PROCESSOS DE ATENÇÃO À DIVERSIDADE

    Evolução histórica da educação especial. Assistência educacional a pessoas com deficiência sensorial na era da institucionalização. Integração escolar. Atenção à diversidade. A escola inclusiva. Currículo e diversidade: a garantia da igualdade de oportunidades. Estruturas organizacionais para atender à diversidade. Formação de professores em resposta a processos de atenção à diversidade. Educação inclusiva e TIC. Recursos para educação inclusiva. A avaliação em Educação Inclusiva.

  3. HISTÓRIA E ANTROPOLOGIA DA EDUCAÇÃO: TEORIAS E PRÁTICAS

    Aspectos gerais da teoria da educação. Autores clássicos da pedagogia ocidental. Correntes pedagógicas ligadas a metodologias educacionais específicas. Temas relevantes relacionados à prática educacional de nosso tempo.

  4. DIDÁTICA GERAL

    Fundamentos teóricos do ensino: conceituação do termo didática, ensino, aprendizagem e comunicação didática. O desenho curricular: sistema educacional, currículo e níveis de concretização curricular. O papel do professor. Competências no ensino obrigatório. Os objetivos do ensino. Os conteúdos e a metodologia na Educação Secundária.

  5. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE CENTROS EDUCATIVOS

    O estudo das Organizações e a Organização e Gestão de centros educacionais. O sistema educacional. Tipologia escolar e Gestão de centros na Espanha. A Direção Escolar. A organização dos elementos pessoais do centro educacional. A organização temporal e espacial escolar.

  6. ORIENTAÇÃO FAMILIAR E TUTORIA

    Educar e educar-se. Princípios pedagógicos fundamentais. Liberdade e o Princípio do Crescimento Pessoal. A autoridade e o Princípio da Intervenção Educacional. Comunicação e o princípio da cooperação. A família como ambiente educacional. Famílias e centros educacionais. A ação do tutorial e o tutor. Alguns recursos de ação do tutorial.

2ª PARTE: MÓDULO ESPECÍFICO

  1. AS TIC nos PROCESSOS EDUCATIVOS na ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    TIC na educação aplicadas ao ensino de línguas estrangeiras. Mídia audiovisual. Mídia informática. Mídias telemáticas e línguas estrangeiras. Sites colaborativos: wikis, podcasts e redes sociais. Programa Estatal Escola 2.0. TIC como paradigma de inovação docente no ensino de línguas estrangeiras - inglês.

  2. AS TIC nos PROCESSOS EDUCATIVOS na ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    TIC na educação. Mídias audiovisuais. Mídias informáticas. Meios telemáticos. Sites colaborativos: wikis, podcasts e redes sociais. Programa Estatal Escola 2.0. As TIC como paradigma de inovação docente.

  3. AS TIC nos PROCESSOS EDUCATIVOS na ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    TIC na educação na economia empresarial. Mídia audiovisual. Mídia informática. Mídias telemáticas e educação na área de economia empresarial. O site colaborativo: wikis, podcasts e redes sociais. Programa Estatal Escola 2.0. As TIC como paradigma de inovação docente no ensino da economia empresarial.

  4. AS TIC nos PROCESSOS EDUCATIVOS na ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    TIC na educação física e esporte. Uso de mídia audiovisual e informática. Sites colaborativos: wikis, podcasts e redes sociais. Programa Estatal Escola 2.0. As TIC como paradigma de inovação no ensino de educação física e esporte.

  5. AS TIC nos PROCESSOS EDUCATIVOS na ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    TIC na educação na indústria alimentar. Uso dos meios audiovisuais e informáticos. A web colaborativa: wikis, podcast e redes sociais. Programa estatal Escola 2.0.. As TIC como paradigma de inovação docente no ensino da indústria alimentar.

  6. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS no ÂMBITO ESCOLAR na ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Convivência e conflito no âmbito escolar. Tipos de conflito e problemas de convivência no âmbito do ensino de línguas estrangeiras. Educação em resolução de conflitos. Modelo global de convivência escolar. Currículo de resolução de conflitos para a educação secundária, com ênfase em Línguas estrangeiras. Mediação escolar. Outros processos de resolução de conflitos na escola. Disciplina positiva. Plano de convivência escolar para o ensino de Línguas estrangeiras - inglês.

  7. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS no ÂMBITO ESCOLAR na ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Convivência e conflito no âmbito escolar. Tipos de conflito e problemas de convivência no âmbito do ensino de tecnologia e informática. Educação em resolução de conflitos. Modelo global de convivência escolar. Currículo de resolução de conflitos para o ensino médio, com ênfase em tecnologia e ciência da computação. Mediação escolar. Outros processos de resolução de conflitos na escola. Disciplina positiva. Plano de convivência escolar para o ensino de tecnologia e informática.

  8. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS no ÂMBITO ESCOLAR na ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    Coexistência e conflito no âmbito escolar. Tipos de conflito e problemas no campo do ensino de economia empresarial. Educação em resolução de conflitos. O modelo global de convivência escolar. Currículo de resolução de conflitos para a educação secundária, com ênfase em economia empresarial. Mediação escolar. Outros processos de resolução de conflitos na escola. Disciplina positiva. Plano de convivência escolar para o ensino de economia empresarial.

  9. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS NO ÂMBITO ESCOLAR NA ESPECIALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO ESPORTE

    Convivência e conflito no âmbito escolar. Tipo de conflito e problemas de convivência no âmbito do ensino da educação física e do esporte. Modelo global de convivência escolar. Currículo de resolução de conflitos para a educação secundária com ênfase em educação física. Mediação escolar. Resolução de problemas no trabalho de equipes e práticas realizadas na educação com ênfase na educação física.

  10. RESOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE CONFLITOS no ÂMBITO ESCOLAR na ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Convivência e conflito no âmbito escolar. Tipo de conflito e problemas de convivência no âmbito de ensino da indústria alimentar. Modelo global de convivência escolar. Currículo de resolução de conflitos para a educação secundária, com ênfase na indústria alimentar. Mediação escolar. Resolução de problemas no trabalho de equipes e práticas realizadas na educação, com ênfase na indústria alimentar.

  11. HISTÓRIA, CONTEXTO E CONTEÚDOS DA ESPECIALZAÇÃO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Breve história do ensino de idiomas. Compreensão oral. Semelhanças e diferenças entre compreensão oral e compreensão escrita. Interação e expressão oral. Estratégias de expressão oral. Compreensão de leitura. Expressão escrita. Habilidade de escrita.

  12. HISTÓRIA, CONTEXTO E CONTEÚDOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    História da tecnologia na educação. História da ciência da informática na educação. Tecnologia como um campo do conhecimento. A evolução das TIC na escola. Informática na sociedade. Objetivos da área de tecnologia e informática. Exemplos de organização e contextualização dos objetivos. Contextualização e Organização dos conteúdos de tecnologia e informática.

  13. HISTÓRIA, CONTEXTO E CONTEÚDOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    História do ensino da economia. O ensino de conteúdos econômicos desde a Lei Moyano até os planos de estudo da Guerra Civil. A economia no sistema educacional atual. O conteúdo curricular da economia empresarial. Organização e bases para a seleção do conteúdo da economia empresarial no ensino médio. O ensino de uma ciência social: a economia. A construção do mundo econômico pelos estudantes.

  14. HISTÓRIA, CONTEXTO E CONTEÚDOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    Epistemologia da Educação Física. O conteúdo da Educação Física no ESO, Ensino Médio e Formação Profissional. História da Educação Física e evolução em direção às tendências atuais. Aplicação da Educação Física a diferentes contextos e situações do sistema educacional (escola rural, escola inclusiva). Contextos profissionais relacionados à atividade física.

  15. HISTÓRIA, CONTEXTO E CONTEÚDOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    História do ensino da indústria alimentar. História da indústria alimentar na educação. Ensino de conteúdo desde as descobertas de Louis Pasteur até os dias atuais na indústria alimentar. Mudanças no sistema alimentar ao longo dos anos. Políticas alimentares no setor industrial. A indústria de alimentos no século XX.

  16. DESENHO CURRICULAR E PROGRAMAÇÃO DA ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Diretrizes para a elaboração de unidades didáticas. Modelos para a elaboração de unidades didáticas. Determinação do conteúdo e objetivos da unidade. A unidade didática: compreensão e produção dirigidas. Planejamento e processos de aprendizagem de idiomas. Sistema de avaliação.

  17. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Aprender a ensinar. Motivação: quero ser professor de inglês. O que e como devemos ensinar: docência na etapa de assimilação. Semântica da gramática. O tratamento do erro. Apontamentos de classe, diagramas e resumos em inglês. Habilidades e atitudes pessoais que facilitam ou dificultam a comunicabilidade.

  18. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Aprender a ensinar. Motivação: quero ser professor de inglês. O que e como devemos ensinar: docência na etapa de assimilação. Semântica da gramática. O tratamento do erro. Apontamentos de classe, diagramas e resumos em inglês. Habilidades e atitudes pessoais que facilitam ou dificultam a comunicabilidade.

  19. RECURSOS DIDÁTICOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    A aula como contexto de aprendizagem. Tipologia de materiais para o ensino de línguas estrangeiras. Materiais didáticos para trabalho, apoio e consulta. O livro didático: vantagens e desvantagens do uso de manuais. Documentos orais e escritos. Sugestões para criar seus próprios materiais.

  20. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Teorias sobre a aquisição e aprendizagem de segundas línguas. Noção de competências comunicativas. Apropriação das línguas no ambiente natural e no ambiente institucional. Diferenças entre a aquisição de uma L2 e uma LE em um ambiente institucional. Incidência de fatores individuais nos processos de aprendizagem. Crenças do professor e seu envolvimento no processo de ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras.

  21. DESENHO CURRICULAR E PROGRAMAÇÃO DA ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA:

    O currículo de Tecnologia em ESO e Ensino Médio. O currículo de informática em ESO e Ensino Médio. O currículo na Formação Profissional. Competências básicas. Avaliação do processo de aprendizagem. Unidades didáticas: diretrizes para a elaboração de unidades didáticas em tecnologia e informática. Articulação da Unidade Didática na programação.

  22. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Métodos pedagógicos em tecnologia e informática. Teoria e prática do processo ensino-aprendizagem. Metodologia didática: considerações epistemológicas e docentes. Organização de espaços, recursos e tempo. Inovação didática e formação de professores. Formadores perante a sociedade da informação.

  23. RECURSOS DIDÁTICOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Recursos didáticos: funções e seleção de materiais didáticos. A tecnologia em nossas vidas. O projeto tecnológico. Cortes sucessivos e análise de produtos. Aplicações práticas das redes sociais. Recursos em ciclos de formação.

  24. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Estratégias de suporte (condicionantes) e receptivas. Estratégias para a transformação da informação em conhecimento. Estratégias reativas. Tecnologia como área educacional. Os fundamentos didáticos da tecnologia e da informática. Trabalho com redes sociais.

  25. PROJETO CURRICULAR E PROGRAMAÇÃO DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    Introdução ao desenho curricular. Planejamento de ensino para a aprendizagem. Objetivos e programação em economia empresarial. Objetivos e competências educacionais. Programação de atividades.

  26. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    Métodos de ensino: rumo a uma metodologia funcional. Estratégias de ensino personalizadas: principais procedimentos de ensino. Estratégias de motivação. Estratégias de avaliação. O professor como diretor da turma. Metodologia e avaliação no ensino de economia empresarial.

  27. RECURSOS DIDÁTICOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMÍA EMPRESARIAL

    Meios e recursos didáticos: conceitos. Classificação dos recursos didáticos. Recursos didáticos no ensino de economia empresarial. Oficina de economia. TIC como recurso didático. Mudanças sociais e educação. Ensino e aprendizagem de economia empresarial e TIC.

  28. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA DE EMPRESAS

    Estratégias de suporte (condicionantes) e receptivas. Estratégias para a transformação da informação em conhecimento. Estratégias de caráter reativo. Estratégias de aprendizagem em ambientes virtuais. Estratégias de aprendizagem da economia empresarial.

  29. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA DE EMPRESAS

    Estratégias de suporte (condicionantes) e receptivas. Estratégias para a transformação da informação em conhecimento. Estratégias de caráter reativo. Estratégias de aprendizagem em ambientes virtuais. Estratégias de aprendizagem da economia empresarial.

  30. DESENHO CURRICULAR E PROGRAMAÇÃO DA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    Diretrizes para a elaboração de unidades didáticas ensino. Modelos para a elaboração de unidades didáticas. Determinação dos conteúdos e objetivos da unidade. Unidade didática: compreensão e produção dirigidas. Recursos didáticos e metodológicos no ensino em Educação Física. Programação em Educação Física. Sistema de avaliação.

  31. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DEPORTE

    Aprender a ensinar. Estilos de ensino em Educação Física. O que e como devemos ensinar: docência na fase de assimilação. Níveis de concreção curricular na educação física secundária.

  32. RECURSOS DIDÁTICOS DA ESPECIALIZAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    A sala de aula como contexto de aprendizagem. Tipologia de materiais para o ensino de educação física e esporte. Aprendizagem motora. Diversidade de materiais educacionais para Educação Física - Comunicação audiovisual e recursos multimídia na área de Educação Física - Avaliação em Educação Física.

  33. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    Estratégias de suporte (condicionante) e estratégias receptivas. Estratégias para cada esporte, para jogos e integração. Tempo de aprendizagem, organização e controle de aulas de educação física. Comunicação e ensino. Recursos didáticos. Estratégia na prática. Técnica de ensino e diretrizes metodológicas. Estilos de ensino. Programação a longo, médio e curto prazo. Elaboração de atividades em educação física e atenção à diversidade.

  34. DESENHO CURRICULAR E PROGRAMAÇÃO DA ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Introdução ao desenho curricular para a formação em indústria alimentar. Fundamentos básicos sobre suporte, bioquímicos e microbiológicos, da biotecnologia. Aplicações de biotecnologia na indústria alimentar. Objetivos e competências educacionais. Programação de atividades.

  35. METODOLOGIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Métodos de ensino na indústria alimentar. Matérias-primas na indústria alimentar. Manipulação e armazenamento de matérias-primas. Tratamentos de transformação, preservação, processamento e embalagem de alimentos. Processos tecnológicos na indústria alimentar. Manejo de equipamentos e instalações. Normas de higiene e segurança na manipulação de alimentos.

  36. RECURSOS DIDÁTICOS DA ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Meios e recursos didáticos: conceitos. Classificação dos recursos didáticos. Recursos didáticos para o ensino da área de alimentos. Oficina de indústria alimentar. TIC como recurso didático. Mudanças sociais e educação. Ensino e aprendizagem da indústria alimentar e TIC.

  37. ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DA ESPECIALIZAÇÃO DE INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Estratégias de aprendizagem na indústria alimentar. Aula expositiva, conteúdo: estudo de problemas, projeto de soluções e implementação e controle de soluções na indústria alimentar. Classe de aplicativo e classe de problemas. Oficinas voltadas para a indústria alimentar.

  38. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - INGLÊS

    Fundamentos da pesquisa em línguas estrangeiras. Elaboração de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado em Línguas Estrangeiras. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em Línguas Estrangeiras. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino de Línguas estrangeiras.

  39. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Fundamentos de pesquisa em tecnologia e informática. Desenho de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado em tecnologia e informática. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em Tecnologia e Informática. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino de tecnologia e informática.

  40. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

    Fundamentos de pesquisa em tecnologia e informática. Desenho de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado em tecnologia e informática. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em Tecnologia e Informática. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino de tecnologia e informática.

  41. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA EMPRESARIAL

    Fundamentos da pesquisa em economia empresarial. Elaboração de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado em economia empresarial. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em economia empresarial. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino de economia empresarial.

  42. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE

    Fundamentos da pesquisa em educação física. Elaboração de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado em educação física e esporte. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em educação física e esporte. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino da educação física e do esporte.

  43. INOVAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL na ESPECIALIZAÇÃO EM INDÚSTRIA ALIMENTAR

    Fundamentos de pesquisa na indústria alimentar. Elaboração de propostas e objetivos. Contextualizar a pesquisa para um Trabalho Final de Mestrado na indústria alimentar. Argumentação acadêmica. Apresentação dos resultados da pesquisa em contextos do Trabalho Final de Mestrado em educação na indústria alimentar. Análise do sistema educacional atual. Necessidade de inovação: globalização no ensino da indústria alimentar.

3ª PARTE: MÓDULO ESPECÍFICO

  1. PRÁTICAS

    O aluno desenvolve tarefas docentes como professor, em um autêntico contexto de trabalho, com responsabilidade pelo planejamento e desenvolvimento das aulas, sob a supervisão de um tutor da instituição em que as práticas são realizadas. A empresa ou instituição determinará o nível e o grupo em que o professor em formação executará as práticas. As práticas devem ser realizadas na área da especialização em curso.

  2. TRABALHO FINAL DE MESTRADO

    O aluno deverá elaborar um trabalho de integração dos conhecimentos e habilidades adquiridos ao longo dos estudos de mestrado em um aspecto relevante da área da educação secundária obrigatória, ensino médio, formação profissionalizante, ensino de idiomas e educação artística.

    O trabalho será compilado em uma memória escrita e terá uma orientação fundamentalmente aplicada e prática. No entanto, além do caráter prático, o trabalho também deve incluir uma revisão detalhada do estado da temática e dos conceitos e fundamentos teóricos relacionados ao tópico selecionado Além disso, na medida do possível, o trabalho prático estará relacionado a um contexto de ensino específico e será baseado na experiência prática do aluno como professor, por exemplo, nas práticas do programa.


Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhoras efetuadas.

Direção

  • Dra. Silvia Pueyo Villa. Doutora em Ciências da Educação pela Universidad de Barcelona. Com mais de 15 anos de experiência em formação de professores, especialmente de línguas estrangeiras, tanto em programas presenciais como a distância. Suas áreas de especialização são: formação de professores, prática reflexiva e didática de línguas estrangeiras.
  • Prof. Gonzalo Silió Sáiz. Licenciado em Psicopedagogia pela Universidad de Cantabria e titulado em Magistério com especialização em Educação Física. Trabalhou como educador em todas as etapas e em diferentes contextos na Espanha, Brasil, Alemanha e EUA. Os campos dos quais mais se ocupa são: Educação física, habilidades para a vida, TICs que já devem ser TACs e G-Suite da Google.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.