Mestrado em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde

Apresentação do Programa

O Mestrado em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde é um programa que busca formar pessoas com alto nível de competência técnica, ética profissional e compromisso social; atualizando e aprofundando o conhecimento dos profissionais para que eles contribuam para a identificação e solução de problemas de saúde e gestão relacionados à atenção primária, melhorando, assim, seu desempenho no trabalho e na pesquisa.

As instituições de saúde são muito importantes para as comunidades, porque oferecem seus serviços, promovem e protegem a saúde individual e coletiva das pessoas. A atenção primária de saúde faz parte desses serviços e, portanto, é particularmente relevante, pois ajuda a controlar as variáveis que afetam tanto os sistemas de saúde como o bem-estar das pessoas. Sua principal função é alcançar cobertura universal e acesso à saúde, sendo seu objetivo principal aproximar os serviços de saúde de todos os indivíduos e famílias que deles necessitam.

Desde a reunião de Alma Ata, em 1978, na qual uma visão ampla da saúde é consagrada e ela foi reconhecida como resultado das condições de vida e de trabalho das comunidades e dos grupos sociais, foi amplamente difundida a ideia da atenção primária de saúde como uma estratégia muito importante para reorganizar os serviços de saúde, sendo considerada uma estratégia racional, viável e factível que busca garantir maior equidade no acesso aos serviços de saúde. Ainda estamos em dívida com esse propósito, mas seguimos no caminho certo para alcançá-lo. É necessário, portanto, fornecer aos profissionais de saúde, responsáveis por esses estabelecimentos, o conhecimento e as ferramentas necessários para realizarem seu trabalho da melhor maneira possível.

A gestão adequada desses serviços é de suma importância para atingir os objetivos e para fornecer uma atenção em saúde adequada e de qualidade à população.

O Mestrado proposto é uma resposta à ruptura de paradigmas. Ele busca proporcionar ao estudante um nível de pensamento estratégico atual, tornando-o capaz de enfrentar o inesperado, identificar corretamente os problemas e oferecer as soluções mais adequadas.

A quem é dirigido

Profissionais da área da saúde que desejam obter formação e capacitação para o desempenho de funções na gestão de serviços de atenção primária em qualquer uma de suas áreas (laboral ou investigativa).

Titulação

A conclusão bem-sucedida do programa permitirá a obtenção do título de Mestre em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde.

Ao final do programa, o aluno receberá o diploma emitido pela Universidade na qual se matriculou.

Estrutura do Programa

O Mestrado em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde tem uma duração de 102 créditos.

Com relação à distribuição do tempo, fica estabelecido que:

  • Por se tratar de um Programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não há data específica de início, e por esse motivo o aluno pode se inscrever a qualquer momento, desde que haja vagas disponíveis.
  • O tempo máximo disponível para a realização do Programa é de 24 meses. Neste período, o aluno deverá ter sido aprovado com sucesso em todas as avaliações correspondentes ao programa, assim como no Projeto Final.

A estrutura de créditos do Mestrado em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde é mostrada na tabela a seguir:

MÓDULOS CRÉDITOSa HORASa
1a Parte: Atenção primária de saúde 34 544
2a Parte: Pesquisa sanitária 15 240
3a Parte: Gestão sanitária 30 480
4a Parte: Practicum e Projeto Final/Dissertação de Mestrado 23 368
TOTAL 102 1632

a. A equivalência em créditos e horas pode variar de acordo com a universidade que for titular.

Objetivos

Objetivo geral

  • Formar especialistas com perfil multidisciplinar que adquiram conhecimentos e ferramentas destinada a interpretar, adequadamente, os elementos conceituais da saúde no âmbito primário da atenção em saúde visando aplicá-los de acordo com a realidade de cada organização e comunidade, desenvolvendo, além disso, pesquisas que contribuam para melhorar a qualidade do serviço prestado à população.

Objetivos específicos

  • Fortalecer a base teórico-metodológica da atenção primária em saúde.
  • Avaliar a importância e introduzir o processo educacional na prática profissional, tanto em ações individuais como coletivas.
  • Contribuir para a melhoria contínua dos serviços de saúde nos quais trabalha dando ênfase à qualidade dos processos e à inovação.
  • Desenvolver habilidades, aptidões, atitudes e habilidades para a implementação de uma gestão eficaz na área da saúde.
  • Estabelecer uma comunicação e liderança eficazes com indivíduos, família e comunidade; e também com a equipe de saúde sob sua responsabilidade.
  • Contribuir para a melhoria dos serviços de saúde a fim de responder às necessidades reais e potenciais de saúde das pessoas.
  • Promover o desenvolvimento da pesquisa orientada à prática profissional.

Saídas Profissionais

O profissional formado neste programa poderá trabalhar na área da gestão da atenção primária de saúde primários em diferentes organizações de saúde, tais como hospitais, centros de atenção primária e centros sociossanitários públicos ou privados. Por outro lado, podem atuar como professores e pesquisadores.

Plano de estudos

O programa de Mestrado em Gestão de Serviços de Atenção Primária de Saúde possui uma estrutura curricular baseada em quatro partes formativas complementares que visam alcançar uma formação integral:

  • 1a PARTE: ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE (34 CRÉDITOS)

As disciplinas e as horas correspondentes que compõem a primeira parte são mostradas na tabela a seguir:

1a PARTE: ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE
# DISCIPLINAS CRÉDITOSa HORASa
1 Fundamentos da atenção primária em saúde 4 64
2 Determinantes sociais em saúde 4 64
3 Sistemas de saúde baseados em atenção primária 4 64
4 Estratégias de intervenção na atenção primária de saúde 4 64
5 Comunicação assistencial 4 64
6 Educação para a saúde 5 80
7 Concepção e avaliação de projetos em atenção primária de saúde 5 80
8 Promoção da saúde e participação cidadã 4 64
  TOTAL 34 544

a. O número de horas e créditos pode variar de acordo com a universidade que for titular.

  • 2a PARTE: PESQUISA EM SAÚDE (15 CRÉDITOS)

A segunda parte promove o desenvolvimento de capacidades voltadas à formulação de perguntas de pesquisa relevantes e à aquisição de habilidades e ferramentas úteis para o desenvolvimento de estratégias de pesquisa que permitam responder a tais perguntas.

As disciplinas e as horas correspondentes que compõem a segunda parte são mostradas na tabela a seguir:

2a PARTE: PESQUISA EM SAÚDE
# DISCIPLINAS CRÉDITOSa HORASa
1 Metodologia da pesquisa científica 5 80
2 Epidemiologia 1 5 80
3 Seminário de Pesquisa 5 80
  TOTAL 15 240

a. O número de horas e créditos pode variar de acordo com a universidade que for titular.

  • 3a PARTE: GESTÃO SANITÁRIA (30 CRÉDITOS)

A terceira parte busca fornecer conhecimentos e ferramentas para desenvolver uma gestão sanitária eficiente, de acordo com as diferentes realidades que podem se apresentar.

As disciplinas e as horas correspondentes que compõem a segunda parte são mostradas na tabela a seguir:

3a PARTE: GESTÃO SANITÁRIA
# DISCIPLINAS CRÉDITOSa HORASa
1 Gestão de serviços de saúde 4 64
2 Gestão estratégica de RH 4 64
3 Planejamento sanitário 4 64
4 Estrutura e mudança organizacional 4 64
5 Atenção integrada em saúde 4 64
6 Resolução/Transformação de conflitos na área da saúde 3 48
7 Qualidade assistencial e segurança dos pacientes 4 64
8 Técnicas de direção de equipes de trabalho 3 48
  TOTAL 30 480

a. O número de horas e créditos pode variar de acordo com a universidade que for titular

  • 4a PARTE: PRACTICUM E PROJETO FINAL/DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (23 CRÉDITOS)

O objetivo do Projeto Final/Dissertação de Mestrado é apresentar um trabalho completo que demonstre o desenvolvimento total de um projeto, contemplando a possibilidade de sua execução concreta, de acordo com as diretrizes e detalhes da proposta apresentada.

4a PARTE: PRACTICUM E PROJETO FINAL/DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
# DISCIPLINAS CRÉDITOSa HORASa
1 Practicum 8 128
2 Projeto Final/Dissertação de Mestrado 15 240
  TOTAL 23 368

a. O número de horas e créditos pode variar de acordo com a universidade que for titular.


Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

Direção Acadêmica

  • Dr. Maurizio Antonio Battino. Pesquisador em Bioquímica e docente da Scuola di Specializzazione in Scienza dell'Alimentazione. Professor na Università Politecnica delle Marche. Diretor Científico da Universidad Europea del Atlántico.

Coordenação Geral Acadêmica

  • Dra. (c) Irma Domínguez Azpíroz. Coordenadora Internacional da Área de Saúde. Doutora candidata em Educação. Mestrado Internacional em Nutrição e Dietética. Mestrado em Atividade Física: Treinamento e Gestão Esportiva.

Coordenação do Programa

  • Dra. (c) Vivian Lipari Zegarra. Doutora candidata. Mestre em Saúde Pública pela Universidade do Chile e Mestra candidata em Administração de Serviços de Saúde da Universidad Federico Villarreal do Peru.

Professores e Autores

  • Dr. Diego Gómez. Doutor em Saúde Pública Internacional pela Universidade de Lisboa. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Ricardo Almeida. Doutor em Educação. Professor da Universidade Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Silvia Quer. Doutora em Psicologia Clínica pela Universidad Autónoma de Barcelona. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Karen Adams. Doutora em Saúde Pública pela Universidad Cayetano Heredia.
  • Dr. Emmanuel Soriano. Doutor em Ciências do Ensino Superior. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Oscar Ulloa. Doutor em Educação. Professor da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Vivian Lipari. Doutora em Projetos. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Marco Antonio Zavala. Doutor em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara.
  • Dr. Fidel Ortiz. Doutor em Ciências Econômicas. Pesquisador e consultor empresarial, Universidad Hermanos Saíz de Pinar del Río.
  • Mg. Verónica Lopes. Mestra em Enfermagem Comunitária e Saúde Pública pelo Instituto Politécnico de Setúbal - Escola Superior de Saúde, Setúbal de Portugal. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Mg. Stefanía Carvajal. Mestra em Gestão Estratégica de Organizações de Saúde. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. María Guadalupe Ramírez. Doutora em Ciências da Saúde Pública e Graduada em Psicologia pelo Centro Universitario de Ciencias de la Salud da Universidad de Guadalajara.
  • Dr. Alexis Chávez. Doutor em Ciências da Saúde Pública e Médico Cirurgião pela Universidad de Guadalajara.
  • Dra. María del Pilar Gómez. Doutora em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara. Mestra em Epidemiologia pela Universidad del Valle. Especialista em Gestão de Instituições de Saúde e Especialista em Epidemiologia pela Fundación Universitaria del Área Andina.
  • Dra. Laura Elisa Gutiérrez. Doutora em Ciências da Saúde Pública, Mestra em Ciências da Saúde e Graduada em Nutrição pela Universidad Autónoma del Estado de México.
  • Dra. María Angélica Alonso. Doutora em Ciências da Saúde Pública e Graduada em Saúde Pública.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.