Mestrado em Nutrição Materna e Infantil

Apresentação do Programa

O bom estado nutricional e de saúde antes e durante as condições da gravidez; desenvolvimento fetal ideal durante a gravidez. Por outro lado, a manutenção de hábitos alimentares adequados na infância e adolescência é essencial para o crescimento e desenvolvimento adequados.

Neste programa, por meio de uma abordagem acadêmica de alto nível e com uma clara abordagem inovadora, cada uma das etapas relacionadas à maternidade, infância e adolescência é aprofundada, considerando o estado nutricional anterior à concepção como a pedra angular que determinará o bom desenvolvimento subsequente. Por sua vez, serão estudados os diferentes fenômenos que influenciam a fertilidade, tanto feminina como masculina, bem como aqueles que impactam direta e indiretamente o estado nutricional geral.

Para a correta abordagem médica/nutricional desse grupo populacional, é necessário entender as necessidades nutricionais antes, durante e após a gravidez, bem como durante a amamentação e em diferentes idades pediátricas. Da mesma forma, torna-se essencial entender os fatores que condicionam o padrão normal de crescimento e desenvolvimento e saber identificar patologias ou erros metabólicos associados à dieta.

Assim, por um lado, a prevenção, promoção e preservação da saúde desempenham um papel essencial, sem esquecer que, por outro lado, a recuperação e reabilitação da saúde de pais e filhos, em estados de doença, manifesta-se essencial, sendo a principal nutrição e protagonista de cada um deles.

Por todas essas razões, é apresentado o Mestrado em Nutrição Materna e Infantil para os profissionais que desejam concluir seu treinamento e se especializarem em nutrição materna e infantil, aprofundando aspectos relevantes relacionados à fertilidade e saúde, a importância da atividade física e nutrição em cada uma dessas etapas da vida e em estratégias nutricionais voltadas para as principais patologias pediátricas, entre outras.

A quem é dirigido

A metodologia de formação proposta, somada à clareza, amplitude e didática do desenho dos conteúdos, permite direcionar o Mestrado em Nutrição Materna e Infantil para profissionais que exercem sua atividade em cargos relacionados à saúde, indústria ou empresas de alimentos e que desejam especializar-se no campo da nutrição materna e infantil.

O Mestrado em Nutrição Materna e Infantil tem como destinatários:

  • Graduados universitários em Nutrição que desejam melhorar seu desempenho profissional, especializado em nutrição voltada para gestantes e lactantes, crianças e adolescentes.
  • Outros graduados universitários de Ciências da Saúde que desejam estudar nutrição materna e infantil em profundidade para expandir suas oportunidades de emprego.
  • Outros graduados universitários com experiência na área e interesse em atualizar e consolidar seus conhecimentos sobre nutrição materna e infantil.

Titulação

A aprovação bem-sucedida do programa permitirá a obtenção do Mestrado em Nutrição Materna e Infantil.

Após concluir com êxito o Programa, o aluno receberá o título emitido pela Universidade onde se matriculou.

Estrutura do Programa

A duração estimada para a conclusão do Mestrado em Nutrição Materna e Infantil é de 2 anos.

Quanto à distribuição do tempo, é estabelecido que:

  • Por se tratar de um programa a distância e não sujeito a aulas presenciais, não é estabelecida uma data de início específica, pelo que o aluno possa formalizar a matrícula a qualquer momento, desde que haja vagas disponíveis.
  • O tempo máximo disponível para concluir o programa é de 24 meses. Nesse período, o aluno deve ter superado todas as avaliações correspondentes ao programa.

A estrutura de crédito do Mestrado em Nutrição Materna e Infantil é mostrada na tabela a seguir:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
Módulo 1: Nutrição Materno-Infantil 29 9 290
Módulo 2: Metodologia e Pesquisa 15 4 150
Módulo 3: Nutrição Clínica Pediátrica 24 7 240
Módulo 4: Projeto Final 12 4 120
Total 80 24 800

a. A equivalência em créditos pode variar dependendo da universidade que se titule. Um (1) crédito ECTS (European Credit Transfer System/Sistema Europeu de Transferência de Créditos) equivale a 10 + 15 horas. Se o aluno cursa o Programa matriculado em uma universidade que não pertença ao Espaço Europeu de Ensino Superior (EEES), a relação entre créditos - horas pode variar.
b. Duração em meses

Nota: Antes de iniciar o Mestrado, é apresentada a Fase Preliminar, composta pela disciplina Alimentação e vida saudável. Aqueles estudantes que não possuem formação suficiente em nutrição devem cursá-la.

Objetivos

Objetivo geral

  • Formar especialistas com capacidade para responder às necessidades detectadas em um determinado contexto profissional real relacionado à nutrição materna e infantil.

Objetivos específicos

  • Avaliar a influência do estado de saúde de homens e mulheres na fertilidade, bem como de fatores externos (tóxicos, atividade física, horas de sono, etc.).
  • Determinar o estado nutricional de mulheres grávidas, lactantes, crianças e adolescentes.
  • Propor recomendações de dieta e atividade física para gestantes e lactantes, crianças e adolescentes, adaptadas às suas necessidades fisiológicas e patológicas.

Saídas Profissionais

Algumas das oportunidades profissionais do programa de Mestrado em Nutrição Materna e Infantil são:

  • Assessoria nutricional em centros de saúde (atenção primária, hospitais, clínicas, etc.).
  • Equipe ativa de ONGs humanitárias e/ou de desenvolvimento, onde são realizadas atividades de saúde e nutrição materna e infantil.
  • Agente de saúde em entidades públicas e privadas dedicadas à promoção da saúde.
  • Assessoria em projetos nutricionais, em instituições públicas e privadas e organizações não-governamentais.
  • Docência em programas de educação formal e não formal voltados ao pessoal de saúde, associações, escolas, centros cívicos, entre outros.
  • Posições de pesquisa em centros de pesquisa relacionados à nutrição materna e infantil.
  • Assessoria no departamento de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), Marketing ou Qualidade de empresas relacionadas à nutrição materna e infantil.

Nota: O exercício das profissões é regulamentado pela legislação de cada país.

Plano de estudos

Para nivelar os conhecimentos em alimentação e nutrição exigido no Mestrado em Nutrição Materna e Infantil, antes de iniciar o Módulo de Nutrição Materno-Infantil os alunos que não possuem a titulação em Nutrição (ou equivalente) devem cursar a disciplina de Alimentação e vida saudável.

O Mestrado em Nutrição Materna e Infantil é composto pelos seguintes módulos que são descritos abaixo:

  • MÓDULO 1: NUTRIÇÃO MATERNA E INFANTIL (290 HORAS)

Este módulo investiga a influência da saúde na fertilidade, feminina e masculina, bem como a importância da dieta e atividade física no estágio de preconceito e gravidez, durante a amamentação, infância e adolescência para garantir o desenvolvimento adequado.

As disciplinas e créditos que compõem o módulo são mostrados na tabela a seguir:

MÓDULO 1: NUTRIÇÃO MATERNA E INFANTIL
# Disciplinas Créditos
1 Fertilidade e Saúde 5
2 Nutrição e Saúde na fase pré-concepcional e gravidez 6
3 Avaliação do estado nutricional em gestantes, crianças e adolescentes 6
4 Amamentação e alimentação complementar do bebê 6
5 Atividade física e nutrição em crianças e adolescentes 6
Total 29
  • MÓDULO 2: METODOLOGIA E PESQUISA (150 HORAS)

Este módulo se determinam os aspectos fundamentais das técnicas e etapas do método científico para o processo de pesquisa e desenvolvimento do Projeto Final.

As disciplinas e créditos que compõem o módulo são mostrados na tabela a seguir:

MÓDULO 2: METODOLOGIA E PESQUISA
# Disciplinas Créditos
1 Evidência Científica e Saúde 6
2 Metodologia de Pesquisa Científica 6
3 Seminário Saúde PF 3
Total 15
  • MÓDULO 3: NUTRIÇÃO CLÍNICA PEDIÁTRICA (240 HORAS)

Este módulo permite conhecer e entender toda a complexidade e relevância da nutrição das patologias pediátricas mais prevalentes, das principais doenças raras, erros metabólicos congênitos, doenças autoimunes e diversas deficiências de crianças e adolescentes. Também determina a influência que a mídia representa no comportamento alimentar e nos hábitos alimentares.

As disciplinas e créditos que compõem o módulo são mostrados na tabela a seguir:

MÓDULO 3: NUTRIÇÃO CLÍNICA PEDIÁTRICA
# Disciplinas Créditos
1 Nutrição em patologias pediátricas prevalentes 5
2 Nutrição em doenças raras, erros metabólicos inatos e doenças autoimunes 6
3 Nutrição nas deficiências 5
4 Influência da mídia no comportamento alimentar 5
5 Seminário de Nutrição Clínica 3
Total 24
  • MÓDULO 4: PROJETO FINAL DE MESTRADO (120 HORAS)

O Projeto Final deve ter uma natureza profissional e estar relacionado ao ambiente de trabalho ao qual o programa cursado está adscrito.

O aluno deve desenvolver seu Projeto Final de acordo com as Normativas do Projeto Final.

Os créditos que compõem o módulo são mostrados na tabela a seguir:

MÓDULO 4: PROJETO FINAL DE MESTRADO
# Asignaturas Créditos
1 Projeto final 12
Total 12

Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

Direção acadêmica

  • Dr. Maurizio Antonio Battino. Pesquisador em Bioquímica e docente da Scuola di Specializzazione in Scienza dell'Alimentazione. Professor na Università Politecnica delle Marche. Diretor Científico da Universidad Europea del Atlántico.

Coordenação Acadêmica Geral

  • Dra. (c) Irma Domínguez Azpíroz. Coordenadora Internacional.
  • Dra. (c) Anna Marín.Coordenadora da Área de Nutrição.

Professores e Autores

  • Dr. Edgar Jair Mendivil Rangel. Doutorado em Biologia Molecular em Medicina pela Universidad de Guadalajara. Professor em tempo integral no Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Occidente (ITESO). Cofundador da Conciencia Alimentos S.A. de C.V.
  • Dra. Laura Leticia Salazar Preciado. Doutorado em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara. Licenciatura em Pedagogia pela Universidad de Guadalajara.. Professora no Centro Universitário de Tonalá, Tecnológico de Monterrey, Campus Guadalajara, Arandas e Tequila.
  • Dra. Clío Chávez Palencia. Doutorado em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara. Professora na Universidad de Guadalajara, Universidad Jesuita de Guadalajara.
  • Dra. Laura Moro. Doutorado em Medicina (Epidemiologia, Saúde Pública e Saúde Internacional) pela Universitat de Barcelona.
  • Dra. Montserrat González Gómez. Doutorado em Ciências da Saúde Pública pelo Centro Universitário de Ciências da Saúde, Universidad de Guadalajara. Professora na Universidad de Guadalajara. Professora no Instituto de Posgrados y Ciencias S.C. Professora na Universidad del Valle de México.
  • Dra. Alejandra María Corona Romero. Doutorado em Ciências da Saúde Pública pelo Centro Universitário de Ciências da Saúde, Universidad de Guadalajara. Professora na Universidad de Guadalajara. Professora na Universidad Autónoma de Guadalajara. Professora no Colégio de Especialidades para a Educação em Diabetes. Professora no Instituto de Estudios Superiores de Occidente. Professora no Instituto de Posgrados y Ciencias S.C. Secretaria Acadêmica da Academia de Seminários de Nutrição da Universidad de Guadalajara.
  • Dra. Elena Aguilar Aguilar. Doutorado em Nutrição pela Universidad Complutense de Madrid. Nutricionista pesquisadora no IMDEA (Instituto Madrileño de Estudios Avanzados).
  • Dra. Tatiana Lacruz Gascón. Doutorado em Psicologia pela Universidad Autónoma de Madrid. Mestrado em Psicologia Geral Sanitária pela Universidad Autónoma de Madrid.
  • Dra. Priscilla Almeida. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de Zaragoza. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Angélica Quintero Flórez. Doutorado em Ciências da Computação. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Andrea Arreguín. Doutorado e Mestrado em Nutrigenômica e Nutrição Personalizada pela Universidad de las Islas Baleares. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Mercedes Briones. Doutorado Internacional em Nutrição Infantil pela Universidad de Granada. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Nohora Milena Martínez. Doutorado no Programa de Saúde Mental: Genética e Ambiente pela Universitat Rovira i Virigili e Universidad de Almería
  • Dra. Susana Martínez. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de León. Professora na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dra. Isabel Martorell. Doutorado em Biomedicina pela Universitat Rovira i Virgili. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Claudia Nelly Orozco. Doutorado em Ciências da Saúde Pública pela Universidad de Guadalajara. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. Iñaki Jordi Elío. Doutorado em Projetos de Saúde e Nutrição pela Universidad Internacional Iberoamericana. Diretor acadêmico da Graduação em Psicologia da Universidad Europea del Atlántico.
  • Dra. Sandra Sumalla. Doutorado em Projetos de Saúde e Nutrição pela Universidad Internacional Iberoamericana. Decana e Professora da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidad Europea del Atlántico.
  • Dra. Angélica Quintero Flórez. Doutorado em Ciências da Saúde pela Universidade de Jaén. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Rosa Elena Yáñez. Doutorado em Biomedicina pela Universitat Rovira i Virgili. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. (c) Jesús Francisco García Gavilán. Doutorado (em andamento ) em Nutrição e Metabolismo pela Universitat Rovira i Virgili. Mestrado Universitário em Nutrição e Metabolismo pela Universitat Rovira i Virgili. Bolsa de estudos pré-doutorais PFIS na Unidade de Nutrição Humana da Universitat Rovira i Virgili.
  • Dra. (c) Estefanía Parejo. Doutorado (em andamento) em Biomedicina e Mestrado em Condicionantes Genéticos, Nutricionais e Ambientais para o Crescimento e Desenvolvimento pela Universidad de Granada.
  • Dra. (c) Irma Domínguez. Doutorado (em andamento) em Educação pela Universidad Internacional Iberoamericana. Professora na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dra. (c) Anna Marín. Doutorado (em andamento) em Educação. Professora na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dra. (c) Thania Chio. Doutorado (em andamento) em Educação. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana e universidades parceiras.
  • Mg. Laura Martín Mestrado em Saúde Internacional e Cooperação, e Especialização em Comunicação e Marketing Digital em Saúde. Consultora/Auditora de Qualidade Alimentícia. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana
  • Mg. María Eugenia Delvaux. Mestrado em Nutrição e Dietética Internacional. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Elena Borregón Rivilla. Mestrado Universitário em Condicionantes Genéticos, Nutricionais e Ambientais para o Crescimento e Desenvolvimento pela Universidad de Santiago de Compostela. Nutricionista da Unidade de Nutrição Infantil e Doenças Metabólicas do Hospital Universitário La Paz (Madri).

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.