Pesquisa em Saúde

Apresentação do Programa

As pesquisas no âmbito sanitário são de extrema importância para a melhoria da saúde em todo o mundo, independente de seu objetivo, identificar problemas para otimizar as condições atuais ou promover a inovação científica em várias áreas de interesse. Em geral, as pesquisas permitem responder perguntas com base científica para ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas.

O curso de Pesquisa em Saúde foi criado para atender a esse propósito de modo a integrar conceitos relacionados à epidemiologia, bioestatística e metodologia da pesquisa científica, promovendo assim o desenvolvimento e interpretação de estudos de pesquisa com uma sólida base de conhecimentos.

A quem é dirigido

A metodologia de formação proposta, juntamente com clareza, amplitude e didática da criação dos conteúdos, permite dirigir o curso de Pesquisa em Saúde a profissionais desta área que desejam realizar e interpretar adequadamente estudos de pesquisas científicas.

Titulação

Diplomas serão emitidos pela universidade em que o aluno tenha se matriculado com o patrocínio da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).

Estrutura do Programa

A duração estimada para a realização do curso de Pesquisa em Saúde é de 180 horas (18 créditos)1.

No que diz respeito à distribuição dos tempos, estabelece-se que:

Por ser um programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, desta maneira, o aluno pode formalizar a matrícula em qualquer momento, sempre que houver vagas disponíveis.

O tempo máximo para concluir o programa é de cinco meses. Neste período de tempo, o aluno deve entregar todas as avaliações correspondentes.

A estrutura de créditos do Programa de Pesquisa em Saúde é apresentada na tabela a seguir:

DISCIPLINA CRÉDITOS DURAÇÃO
Epidemiologia I 5 1
Epidemiologia II 5 1
Bioestatística 5 1
Metodologia da Pesquisa Científica 3 1
TOTAL 18 4

1. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que emite o título.

Objetivos

Objetivo geral:

  • Adquirir uma visão global e abrangente da pesquisa em saúde de modo a permitir a resolução de questões com base científica para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Objetivos específicos:

  • Conhecer e utilizar as ferramentas necessárias para compreender a epidemiologia em estudos sanitários.
  • Realizar buscas de qualidade na internet dentro da área da saúde.
  • Conhecer e utilizar corretamente as ferramentas estatísticas em estudos de saúde e interpretar os resultados de outros estudos.
  • Realizar uma pesquisa científica, levando em consideração a análise entre as variáveis, as orientações para a organização dos dados e o desenvolvimento do raciocínio lógico adequado aos objetivos da pesquisa.
  • Conhecer, compreender e aplicar a metodologia qualitativa, compreendendo em qual contexto seu uso é necessário.

Saídas Profissionais

O curso de Pesquisa em Saúde proporciona ferramentas para ajudar o melhor desenvolvimento profissional enquanto pesquisador e docente.

Plano de estudos

O curso de Pesquisa em Saúde consiste em:

  • 1ª. Parte: Disciplinas
  • 2ª. Parte: Exame Final

O objetivo é obter uma visão integral da pesquisa na área da saúde que permita a elaboração de trabalhos de pesquisa próprios e a correta interpretação de pesquisas existentes.

Las asignaturas y horas correspondientes que componen el programa se muestran en la siguiente tabla:

Estas disciplinas, apesar de serem independentes uma da outra, estão estruturadas segundo uma ordem pedagógica coerente. Cada uma é dividida em unidades temáticas básicas ou capítulos, cujo conteúdo inclui o material impresso que deve ser estudado a fim de solucionar satisfatoriamente as diversas atividades de avaliação.

Descrições dos Cursos

  1. Epidemiologia I

    A disciplina está orientada ao projeto do marco conceitual e metodológico para reconhecer o enfoque sistêmico e estratégico da atual Gestão de Recursos Humanos (GRH) e a importância do Pessoal para atingir os objetivos.

    EPIDEMIOLOGIA CLÍNICA: METODOLOGIA E APLICAÇÕES
    A CONDUÇÃO DE ESTUDOS MÉDICOS BASEADOS NA EVIDÊNCIA
    AVALIAÇÃO DE INSTRUMENTOS
    DOCUMENTAÇÃO CIENTÍFICA E ACESSO À BASE DE DADOS E WEBSITES DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ATRAVÉS DA INTERNET
  2. EPIDEMIOLOGIA II

    Esta disciplina visa proporcionar as ferramentas necessárias para compreender pedagogicamente os vários componentes de estudos qualitativos, deixando em aberto a possibilidade de reflexão do aluno sobre a relevância deste aspecto no seu trabalho diário ou para desenvolver suas próprias ferramentas de pesquisa.

    FUNDAMENTOS TEÓRICOS DA PESQUISA QUALITATIVA
    PROJETOS DE ESTUDOS QUALITATIVOS
    ESTRATÉGIAS PARA COLETA DE DADOS E TRABALHO DE CAMPO
    A OBSERVAÇÃO
    A PREPARAÇÃO DO TRABALHO DE CAMPO
    A ANÁLISE DOS DADOS QUALITATIVOS
    APRESENTAÇÃO E DIFUSÃO DOS RESULTADOS
    OS REGISTROS DAS DESCOBERTAS PESSOAIS
    O RIGOR NA PESQUISA QUALITATIVA
    A COMBINAÇÃO DOS MÉTODOS QUALITATIVOS E QUANTITATIVOS
    CARACTERIZAÇÃO DOS MÉTODOS QUALITATIVOS E QUANTITATIVOS
    ÉTICA NA PESQUISA QUALITATIVA
    LEITURA CRÍTICA DE ESTUDOS QUALITATIVOS
  3. BIOESTATÍSTICA

    A disciplina apresenta o processo de transformação que aconteceu nas organizações de hoje e analisa as tendências a serem enfrentadas.

    ESTATÍSTICA DESCRITIVA
    DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIAS
    MEDIDAS DE CENTRALIZAÇÃO E DISPERSÃO
    RELAÇÃO ENTRE VARIÁVEIS
    ANÁLISE ESTRATIFICADA
    CONFUSÃO E INTERAÇÃO
    PROPORÇÕES E PROBABILIDADE
    TEOREMA DE BAYES
    DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADES
    INFERÊNCIA ESTATÍSTICA
    DISTRIBUIÇÃO NORMAL E TEOREMA CENTRAL DO LIMITE
    TAMANHO DA AMOSTRA PARA ESTIMATIVA
    PROJETOS DE CASO-CONTROLE
    TABELAS DE CONTINGÊNCIA
    ANÁLISE DE VARIÂNCIA
    REGRESSÃO LINEAR
    PODER ESTATÍSTICO DE UMA PESQUISA
    TAMANHO DA AMOSTRA PARA TESTES
  4. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

    Estudo das técnicas e etapas da pesquisa científica, análise entre variáveis, orientações para a organização de dados e elaboração de raciocínios lógicos para comparar populações.

    O MÉTODO CIENTÍFICO
    TÉCNICAS DE PESQUISA
    O PROCESSO DE PESQUISA
    RELATÓRIO FINAL DA PESQUISA

Direção

Direção acadêmica

  • Dr. Maurizio Battino
    Diretor do Departamento de Saúde e Nutrição da Fundação Universitária Iberoamericana. Pesquisador em Bioquímica e professor da Escola de Pós-graduação em Ciências da Alimentação.
  • Dr. José Manuel Figueroa González
    Doutor em Engenharia de Projetos, da Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Mestre em Recursos Humanos pela EAE Business School, Barcelona. Diretor do Departamento de Inovação, Negócios e Novas Tecnologias da Universidade Internacional Ibero-americana.

Coordenação Geral Acadêmica

  • Dra. (c) Irma Domínguez Azpíroz
    Coordenadora Internacional da Área de Saúde.
  • Dra. (c) Carmen Lilí Rodríguez Velasco
    Coordenadora Internacional da Área Organização Empresarial, Desenvolvimento Diretivo e Recursos Humanos.

Coordenação do Programa

  • Dra. (c) Vivian Lipari Zegarra 
    Doutoranda. Mestre em Saúde Pública na Universidade do Chile. Mestranda em Gestão de Serviços de Saúde da Universidade Federico Villarreal, Peru.

Professores e Autores

  • Dr. David Barrera Gómez. Doutor em Engenharia pela Universidade Politécnica da Catalunha. MBA pela Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais de Barcelona, ​​UPC. Consultor de negócios, tecnologia e soluções empresariais. Professor na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dr. Roberto M. Álvarez. Doutor em Engenharia de Projetos pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Mestre em Gestão de Projetos e Design pelo Politécnico de Milão, Itália. Professor na Universidade de Buenos Aires, Argentina. Professor na Universidade Internacional Ibero-americana.
  • Dr. Francisco J. Hidalgo Trujillo. Doutor em Engenharia de Projetos (Ambiente, Segurança, Qualidade e Comunicação) pela Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha. Assessor e consultor de organizações. Analista de processos estratégicos e desenvolvimento empresarial.
  • Dr. Manuel Maeda Takeuchi. Professor em Programas de Engenharia e Administração de Empresas na Universidade de Piura, Peru. Experiência gerencial em administração, projetos corporativos, gestão de operações, administração e finanças.
  • Dra. Cristina Hidalgo González. Doutora em Ciências Empresas pela Universidade de León. Professora Titular do Departamento de Economia Aplicada da Universidade de León, Espanha.
  • Dr. (c) Saúl Domingo Soriano. Doutorando na Universidade de León. Mestrado em Direção Geral de Empresas pelo Instituto Catalão de Tecnologia de Barcelona. Mestrado em Consultoria e Tecnologia da Informação e-Business pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, Espanha. Diretor de Projetos Finais de Mestrado e Especializações na FUNIBER.
  • Dra. (c) Vivian Lipari Zegarra. Doutoranda. Mestre em Saúde Pública na Universidade do Chile e Mestranda da Administração de Serviços de Saúde da Universidade Federico Villarreal, no Peru.
  • Dra. (c) Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutoranda em Projetos pela Universidade Internacional Ibero-americana. Mestre em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidade de Havana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área de Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos da Fundação Universitária Iberoamericana, FUNIBER.
  • Dra. (c) Diana Patricia Cortés Díaz. Doutoranda em Projetos pela Universidade Internacional Ibero-americana. Mestre em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento pela Universidade de León, Espanha. Consultora especializada em Direito do Trabalho e Segurança Social. Coordenadora de Programas e Professora na FUNIBER.
  • Dra. (c) Ana Godoy Magdaleno. Doutoranda em Psicologia pela Universidade do País Basco. Diploma de Estudos Avançados pela Universidade do País Basco. Especialista em Mediação: áreas de atuação e técnicas aplicadas à resolução de conflitos pela Universidade Complutense de Madri. Coordenadora Acadêmica do Programa de Mestrado em Resolução de Conflitos e Mediação e suas Especializações.
  • Ms. María Eugenia Luna Borgaro. Mestre em Recursos Humanos e Gestão do Conhecimento pela Universidade de León, Espanha. Especialista em Gestão de Recursos Humanos e Competências Diretivas. Professora na FUNIBER.
  • Mg. Lucía Odette Castillo. Mestre em Administração e Gestão de Recursos Humanos (USACH). Enfermeira-chefe do Hospital Clínico da Universidade do Chile
  • Mg. Tania Herrera Martínez. Master of Business, Queensland University (Austrália). Mestre em Gestão para a Globalização e em Saúde Pública pela Universidade do Chile.
  • Mg. Laura Prieto Parra. Mestre em Saúde Pública pela Universidade do Chile. Coordenadora Acadêmica do Mestrado em Saúde Pública na Universidade do Chile.
  • Mg. Javiera Parro Fluxá. Mestre em Saúde Pública pela Universidade do Chile. Professor da Área de Pesquisa na Universidade dos Andes, Chile.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.