Recuperação de Solos Contaminados

Apresentação do Programa

Define-se um solo contaminado como aquele no qual se encontram substâncias a uma concentração superior à normal e que implicam um risco ao ecossistema e/ou à saúde das pessoas.

O solo é especialmente importante, pois funciona como um reator complexo capaz de realizar funções de filtração, decomposição, neutralização, inativação e armazenamento, entre outras. É por isso que atua como barreira protetora de outros meios mais sensíveis, como os hidrológicos e biológicos.

Um solo pode degradar-se por diversas causas (químicas, físicas ou biológicas). Nesse contexto, o planejamento do projeto de recuperação é um elemento fundamental na pesquisa de locais potencialmente contaminados

A partir de um enfoque eminentemente prático, o programa de Recuperação de Solos Contaminados proporciona as ferramentas para a realização de um estudo do meio e, através de amostragens e análises, a elaboração de um mapa de riscos para estabelecer medidas corretivas ou ainda para redigir um projeto de recuperação de um local contaminado.

A quem é dirigido

O Programa de Recuperação de Solos Contaminados foi criado especialmente para satisfazer a dois tipos diferentes de grupos.

  • Pessoas sem uma titulação universitária que, por suas próprias características pessoais ou experiência, desejam alcançar uma formação de qualidade neste campo.
  • Titulados superiores que, além da formação de base, desejam uma especialização prática em técnicas de recuperação de solos para poder ampliar suas aberturas profissionais.

Titulação

A conclusão com sucesso do Programa permitirá que você obtenha a titulação do Recuperação de Solos Contaminados.

Após a conclusão com êxito do Programa, o aluno receberá o diploma emitido pela Universidade em que se matriculou.

Estrutura do Programa

A duração estimada do programa de Recuperação de Solos Contaminados é de 100 horas (10 créditos).1

Com relação à distribuição do tempo, estabelece-se que:

A estrutura de créditos do programa de Recuperação de Solos Contaminados é contemplada na seguinte tabela:

  • Por ser um Programa a distância e por não estar sujeito à formação de classes presenciais, não se estabelece uma data concreta de início, razão pela qual o aluno possa formalizar sua matrícula a qualquer momento, sempre que haja vagas disponíveis.
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem, dispõe-se de uma duração mínima de um mês para a realização do Programa, contabilizada a partir da data de entrega do tomo até à data de recepção do exercício de avaliação.
  • O tempo máximo do qual se dispõe para realizar o Programa é de três meses. Nesse período de tempo, o aluno deve ter entregue a avaliação correspondente à disciplina.
  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
Disciplinas 10 3 100

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula
b. Duração em meses

Objetivos

Objetivo geral:

  • Adquirir os conhecimentos básicos necessários para aplicar técnicas preventivas e corretivas na hora de recuperar um solo contaminado, propondo metodologias e ações para minimizar os despejos no solo.

Objetivos específicos:

  • Demonstrar conhecimentos necessários à preparação e execução de trabalhos de descontaminação de solos em locais potencialmente contaminados.
  • Avaliar o grau de solubilidade dos elementos químicos no solo e adotar as pertinentes medidas corretivas.
  • Identificar as principais fontes de contaminação potencial do solo.
  • Analisar os processos físicos, químicos e biológicos que provocam alterações nos componentes incorporados ao solo.
  • Fixar as bases para a correta reabilitação de um solo degradado.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais do programa de Recuperação de Solos Contaminados, são as seguintes:

  • Ocupação em prefeituras como técnico-assessor em recuperação de solos contaminados.
  • Trabalho em laboratório de análises de amostras.
  • Docência.

Plano de estudos

O programa de Recuperação de Solos Contaminados se compõe de uma disciplina, incluindo casos práticos relacionados a esse campo.

A disciplina permite conhecer e compreender, em primeiro lugar, os fundamentos teóricos, conceituais e históricos implicados na recuperação de um local contaminado e, em segundo lugar, sua implementação organizacional, social e tecnológica.

O objetivo é fazer com que os alunos adquiram uma visão global do solo sob o ponto de vista sustentável, através de diferentes temáticas multidisciplinares relacionadas.

Os capítulos que compõem a disciplina são mostrados na seguinte tabela:

Descrições dos Cursos

Realiza-se uma análise sobre os contaminantes habitualmente presente nos solos, os processos e as interações que ocorrem em seu interior. Ao mesmo tempo, dá-se uma revisão às ferramentas necessárias para realizar a caracterização da contaminação edáfica, assim como as tecnologias de recuperação empregadas na descontaminação de solos e de seu acompanhamento e controle posterior.

INTRODUÇÃO
Conceitos e definições gerais: solo, precipitação e infiltração, evaporação e evapotranspiração, etc. Fontes de contaminação e tipos de contaminantes mais comuns. Metais pesados. Plaguicidas e herbicidas. Compostos orgânicos voláteis (VOC´s). Policlorobifenilos (PCB´s). Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (PAH). Nutrientes. Contaminantes radiativos e outros poluentes inorgânicos. Emissões ácidas à atmosfera. Utilização de água de rega salina. Contaminação por atividades mineiras.
FASE DE PESQUISA DO LOCAL POTENCIALMENTE CONTAMINADO
Descrição das atividades históricas e atuais (naturais e antrópicas). Fontes de contaminação. Plano de amostragem e investigação do solo contaminado. Previsão da evolução e dispersão da contaminação: modelização. Análise de riscos.
FASE DE PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE TÉCNICAS DE SANEAMENTO E/OU RECUPERAÇÃO
Introdução. Principais técnicas utilizadas na descontaminação de solos: tratamentos biológicos, processos físicos, processos térmicos, processos químicos, solidificação/estabilização, técnicas inovadoras de tratamento. Restauração do solo em atividades mineiras.
FASE FINAL DE CONTROLE E ACOMPANHAMENTO
Aspectos gerais na ordenação do território em relação aos solos contaminados: desde um ponto de vista regional e de um ponto de vista local.
CASOS PRÁCTICOS

Direção

  • Dr. Santos Gracia Villar. Doutor em Engenharia Industrial.
  • Dr. Antonio Maya Frades. Doutor em Geografia. Professor da Universidade de León, Espanha.
  • Dra. Leonor Calvo Galván. Doutora em Ciências Biológicas. Professora da Universidade de León, Espanha.
  • Dr. Xavier Elías Castells. Doutor em Engenharia Industrial. Diretor da Bolsa de Subprodutos da Catalunha, Espanha.
  • Engº. Omar Gallardo. Engenheiro Civil de Minas. Professor da Universidade de Santiago do Chile, Chile.
  • Dra. Rosalba Guerrero Aslla. Doutora em Engenharia Metalúrgica. Professora da Universidade de Piura, Peru.
  • Engª. Icela Márques de Rojas. Engenharia Civil. Professora da Universidade Tecnológica do Panamá, R. P. Panamá.
  • Mtra. Emilia Gámez Frías. Professora da Universidade de Guadalajara, México.
  • Dr. Roberto M. Álvarez. Doutor em Engenharia de Projetos, pela Universidad Politécnica de Cataluña, Espanha, Mestre em Gerenciamento de projeto e de desenho, pela Politécnica de Milán, Itália. Professor da Universidad de Buenos Aires, Argentina. Diretor da Fundación Universitaria Iberoamericana (FUNIBER) Argentina.
  • Dr. Oscar Arizpe Covarrubias. Chefe do Laboratorio Ecologia de Sistemas Costeiros. Professor-Pesquisador Titular C de Dedicação Exclusiva, Chefe do Laboratorio Universidad Autónoma de Baja California Sur.

Professores e Autores

  • Dr. José Ulises Rodríguez Barboza. Doutor em Engenharia de Estradas, Canais e Portos (UPC).
  • Dr. Otoniel A. Sanabria Artunduaga. Doutor em Engenharia de Estradas, Canais e Portos (UNAL).
  • Dr. (c). D. Eduardo García Villena. Engenheiro Industrial e Mestre em Engenharia Ambiental (UPC).
  • Dr. (c). D. Kilian Tutusaus Pifarré. Licenciado em Ciêecirc;ncias do Mar (ULPGC).
  • Ing. Diana I. Quintero Torres. Mestre em Engenharia Ambiental (Universidade Nacional de Colômbia).

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez que tenhamos recebido a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.