Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional

Apresentação do Programa

Na esfera do trabalho é habitual que se produzam conflitos que dificultam as relações profissionais e afetam o funcionamento das organizações.

A Especialização em Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional é um programa que aborda os conflitos e a negociação no âmbito das organizações, dotando os profissionais dos conhecimentos teóricos e habilidades necessárias para uma adequada gestão do conflito organizacional.

A quem é dirigido

Este programa é dirigido a profissionais que trabalham nos departamentos de Recursos Humanos e pessoas relacionadas aos cargos de direção das pequenas, médias e grandes empresas.

Titulação

Tal e como se viu, o Programa de Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional conta com distintos títulos em cada um dos países onde se ministra, de tal forma que cada uma delas possui umas características e requisitos acadêmicos particulares:

  • Os Diplomas serão expedidos pela universidade onde ocorreu a matrícula, com o patrocínio da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER).
  • No Diploma será especificada a natureza do Programa (Capacitação, Especialização, Pós-graduação) em função da nomenclatura vigente em cada país.

Estrutura do Programa

O título e a duração estimada do Programa de Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional dependem do perfil acadêmico do aluno e dos requisitos da universidade correspondente:

PERFIL ACADÊMICO DO ALUNOa TÍTULO OUTORGADO DURAÇÃOb CRÉDITOSc
Pessoas sem titulação acadêmica prévia Capacitação Técnica 320 32
Licenciados Extensão Universitária 270 37

A respeito da distribuição do tempo, estabelece-se que:

  • Por ser um programa à distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, o que faz com que o aluno possa formalizar a matrícula a qualquer momento, sempre que haja vagas;
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem, dispõe-se de uma duração mínima do Programa de três meses, contabilizados da data de entrega dos dois primeiros volumes até a data de recebimento do último exercício de avaliação;
  • O tempo máximo de que se dispõe para realizar o Programa é de um ano. Nesse período de tempo, o aluno deve ter entregado todas as avaliações correspondentes às disciplinas e, no caso da Especialização ou Pós-graduação, o Trabalho Final de Curso ou Dissertação.

A estrutura de créditos do Programa de Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional para o título de Capacitação Técnica está reunida na seguinte tabela:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
Disciplinas 33 9 330

No caso da Especialização ou Pós-graduação, a estrutura de créditos fica como a seguinte:

  CRÉDITOSa DURAÇÃOb HORAS
1ª Parte: Disciplinas 33 9 330
2ª Parte: Trabalho Final de Curso ou Projeto 10 3 100
TOTAL 43 12 430

a. A equivalência em créditos pode variar de acordo com a universidade que titula 
b. Duração em meses

Objetivos

Objetivo geral:

  • Formar profissionais que possuam um conhecimento geral da teoria do conflito, das habilidades e técnicas necessárias para enfrentar construtivamente os conflitos que têm lugar na organização.

Objetivos específicos:

  • Desenvolver habilidades de resolução/transformação de conflitos/disputas nas organizações.
  • Dar formação nas técnicas e habilidades de mediação.
  • Habilitar para desenvolver e conceber projetos e sistemas de resolução de conflitos para as organizações.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais do Programa de Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional, entre outras, são:

  • Departamentos de RH, Organização e Comunicação.
  • Empresários e diretores de pequenas, médias e grandes empresas.
  • Profissionais na área de seleção, contratação e formação de pessoal.

Plano de estudos

O programa de Resolução de Conflitos e Mediação Organizacional compõe-se de 11 disciplinas, y en el caso de la Especialización, Postítulo o Experto, de un Trabajo Final de Curso o Proyecto llamado Trabalho Final de Especialização.

  • 1ª PARTE: ASIGNATURAS

As disciplinas permitem a compreensão e o conhecimento da dinâmica e das conseqüências dos conflitos organizacionais, assim como o aprendizado de habilidades de resolução de conflitos nas organizações.

O objetivo é conseguir uma visão global do tema, preparando adequadamente os especialistas para um melhor desempenho em seu campo de trabalho.

As disciplinas e as horas correspondentes que compõem o programa estão na seguinte tabela:

Essas disciplinas, apesar de serem independentes, estão estruturadas segundo uma ordem pedagógica coerente. Cada uma divide-se em unidades temáticas básicas ou capítulos, cujo conteúdo inclui material impresso que deve ser estudado para responder satisfatoriamente aos testes de avaliação.

  • 2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE ESPECIALIZAÇÃO

No caso da Especialização, a última fase do Programa será destinada à elaboração do Trabalho Final de Especialização, que será uma monografia sobre um tema estudado no curso e aplicado ao ambiente do estudante.

Descrições dos Cursos

1ª PARTE: DISCIPLINAS

  1. TEORIA DO CONFLITO I

    Introduz os pilares teóricos básicos da disciplina de resolução de conflitos. Trata-se de fazer com que o estudante, desde o primeiro momento, adquira uma concepção diferente do conflito e de suas dinâmicas de escalada e descendência, e que desenvolva suas capacidades para analisar os conflitos em profundidade, previamente a qualquer intervenção.

    CONCEITO DE VIOLÊNCIA E PAZ
    CULTURA DE PAZ
    DEFINIÇÃO DE CONFLITO
    TEORIA GERAL DO CONFLITO
    NÍVEIS DE ANÁLISE DO CONFLITO
    O CÍRCULO DO CONFLITO
    O CICLO DO CONFLITO
    ESTRUTURA DO CONFLITO
    PARÂMETROS DOS CONFLITOS INTERPESSOAIS
    A DINÂMICA DO CONFLITO
    IDENTIDADE E CONFLITO
  2. TEORIA DO CONFLITO II

    Aprofunda os aspectos psicológicos do conflito e a negociação-mediação. O aluno adquirirá um conhecimento das teorias e mecanismos psicológicos que atuam por trás dos processos de negociação-mediação. Além disso, conhecerá o modelo da teoria de jogos sobre o conflito e a negociação-mediação.

    PSICOLOGIA DO CONFLITO
    A perspectiva psicodinâmica. A teoria de campo e o conceito de clima. Perspectiva apoiada nas relações humanas e os estilos de confronto do conflito. A pesquisa dos conflitos intergrupais. O enfoque cognitivo. A perspectiva psicológica do conflito.
    JOGOS, DILEMAS, CONFLITOS
    A teoria da utilidade esperada. A teoria de jogos.
    PSICOLOGIA DA NEGOCIAÇÃO-MEDIAÇÃO
    Paradigma comportamental tradicional. O estudo dos atributos individuais. O estudo das características situacionais. O estudo dos processos cognitivos.
  3. ESTRUTURA E MUDANÇA ORGANIZACIONAL

    A disciplina mostra o processo de transformação que teve lugar nas organizações atuais e analisa as tendências futuras que devem enfrentar.

    MUDANÇAS DO AMBIENTE, A DIVERSIDADE MUNDIAL, A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL, SEU DESENHO E SUAS DIMENSÕES BÁSICAS
    DESENHO DA ORGANIZAÇÃO E SUAS FORMAS
  4. CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL

    O texto analisa os mais relevantes conceitos e enfoques teóricos mais representativos de cultura e clima organizacional, sua relação, as tipologias e métodos para o estudo, assim como a forma de enfrentar e resolver disfunções.

    A CULTURA EMPRESARIAL E SUA RENTABILIDADE
    OS ESTILOS CULTURAIS E O PAPEL DO LÍDER EM SUA GESTÃO EFICAZ
    O CLIMA E SUA INFLUÊNCIA NOS RESULTADOS DA ORGANIZAÇÃO
  5. GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS

    Esta disciplina está orientada a desenhar o marco conceitual e metodológico para reconhecer o enfoque sistêmico e estratégico da atual Gestão de Recursos humanos (GRH).

    ESTRATÉGIA E GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
    Caracterizar a atual gestão estratégica dos recursos humanos. Diferenciar modelos de gestão de recursos humanos que possibilitem sua manifestação sistêmica e estratégica.
    GRH. TECNOLOGIA PARA SEU DIAGNÓSTICO, PROJEÇÃO E CONTROLE
    Construir uma tecnologia para o diagnóstico, projeção e controle da gestão de recursos humanos. Utilizar técnicas e instrumentos para a realização da tecnologia do GRH antes enunciada.
    PLANEJAMENTO ESTRATÉGICA DE RH E OTIMIZAÇÃO DE PLANILHAS
    Interpretar o processo integrante e sistêmico no qual se constitui o planejamento estratégico dos recursos humanos. Determinar e otimizar planilhas junto à consideração de seus principais indicadores tangíveis e intangíveis.
  6. COMUNICAÇÃO E CONFLITO

    O aluno deve adquirir uma visão ampla e crítica dos processos de conflito e negociação na teoria organizacional. Além disso, deve aprender algumas das Competências e conhecimentos necessários para administrar o conflito mantendo sempre a comunicação tanto no contexto organizacional quanto em outros campos.

    O CONFLITO E A NEGOCIAÇÃO NA TEORIA ORGANIZACIONAL
    ANÁLISE DAS PRINCIPAIS VARIÁVEIS DA INTERAÇÃO QUE INFLUEM SOBRE O PROCESSO DE NEGOCIAÇÃO E SEUS RESULTADOS
  7. PREVENÇÃO CONTRA RISCOS LABORAIS: OHSAS 18001

    Apresentar conhecimentos voltados à identificação dos requisitos empresariais em matéria de prevenção e à aplicação das diferentes técnicas para o controle dos riscos laborais, no intuito de se alcançar um eficaz desenvolvimento da gestão humana na gestão da prevenção.

    INTRODUÇÃO ÀS CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE
    Breve história da prevenção contra riscos laborais. Relação entre trabalho e saúde. Ambiente laboral. Danos derivados do trabalho. Aspectos básicos da Higiene Industrial. Técnicas específicas para o controle de riscos laborais. Prevenção-Proteção.
    ACIDENTES E SEGURANÇA NO TRABALHO
    Definição de acidente de trabalho. Diferenças entre acidente de trabalho e outras agressões à saúde e ao bem-estar dos trabalhadores. Definição de enfermidade profissional. Custos de acidentes de trabalho e das enfermidades profissionais. Custos da prevenção.
    ESTUDO DE ALGUMAS TÉCNICAS DE PREVENÇÃO
    Avaliação de riscos: Definição de avaliação de riscos. Análise e avaliação de riscos. Alternativas e métodos de avaliação de riscos. Inspeção de segurança: Definição de inspeção de segurança. Fases da inspeção de segurança. Investigação de acidentes: Definição de investigação de acidentes. Metodologia da investigação de acidentes. Análise estatística da acidentalidade: Índices estatísticos de sinistralidade. Métodos estatísticos de controle.
    GESTÃO DA PREVENÇÃO CONTRA RISCOS LABORAIS
    Integração da atividade preventiva à gestão global da empresa. Sistema de gestão da prevenção de riscos laborais. Modelos de gestão da prevenção contra riscos laborais. Norma OHSAS 18001:2007. Ciclo de melhoria contínua. Família de Normas OHSAS 18000. Estrutura da Norma OHSAS 18001:2007. Requisitos da Norma OHSAS 18001:2007.
  8. TÉCNICAS DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS E NEGOCIAÇÃO

    Esta disciplina contém informação para ajudar a entender os aspectos teóricos e práticos relacionados com o conflito e as estratégias de resolução mais usuais: Negociação, Mediação e Arbitragem, entre outras.

    INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE CONFLITOS
    Conhecer as noções teóricas e os conceitos fundamentais que permitam identificar, descrever e analisar casos práticos relacionados ou vinculados a conflitos.
    ESTRATÉGIAS OU MÉTODOS PARA RESOLVER CONFLITOS
    Contribuir à compreensão de um conjunto de conceitos e técnicas relacionados com o processo de negociação, obtendo uma aprendizagem que propicie a realização de negociações efetivas. Conhecer as fases, curvas de resolução e estilos de enfrentamento para o manejo de conflitos. Conhecer estratégias e técnicas para a resolução de conflitos: negociação, mediação e arbitragem.
    COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA RESOLVER CONFLITOS
    Dominar e desenvolver as competências e habilidades associadas à resolução de conflitos.
  9. A MEDIAÇÃO I: DEFINIÇÃO E PRINCÍPIOS, O MEDIADOR, PAPEL E FUNÇÕES

    A disciplina pretende esclarecer o conceito de mediação e o papel do mediador de uma perspectiva que permita diferenciar os de métodos próximos.

    DEFINIÇÃO E PRINCÍPIOS
    Conflito e Mediação. Conceitos de mediação. Princípios da mediação. Voluntariedade. Imparcialidade, Neutralidade, Confidencialidade. Profissionalismo.
    O MEDIADOR
    Papel e funções. O mediador como responsável pelo processo. O mediador como facilitador da comunicação. O mediador como promotor da negociação.
    O PROCESSO DA MEDIAÇÃO
    A pré-mediação. O enquadramento da mediação. Definição do conflito. Definição alternativa do conflito. Geração de opções. Negociação. Compromissos e acordos.
  10. A MEDIAÇÃO II: TÉCNICAS E ESTRATÉGIAS DA MEDIAÇÃO. COMEDIAÇÃO. ÉTICA DO MEDIADOR

    Apresenta a intervenção mediadora de uma perspectiva técnica que dá coerência a uma prática apoiada em um modelo e um método de ação.

    TÉCNICAS E ESTRATÉGIAS DA MEDIAÇÃO
    Modelo. Método e Técnicas. Construção de espaços de cooperação. Técnicas para facilitar a comunicação. Técnicas para diferentes tipos de conflitos. Técnicas para diferentes interações conflitivas. Técnicas para diferentes momentos do processo.
    A COMEDIAÇÃO
    Conceito de comediação. Modelos de comediação. Aplicação a diferentes contextos.
    ÉTICA DO MEDIADOR
    A ética do posicionamento mediador. A ética da neutralidade. Códigos deontológicos.
  11. RESOLUCIÓN/TRANSFORMACIÓN DE CONFLICTOS EN EL ÁMBITO ORGANIZACIONAL

    Faz uma revisão pormenorizada do Conflito e da Negociação nas organizações e especialmente no referente às relações trabalhistas.

    INTRODUÇÃO À TEORIA DO CONFLITO NAS ORGANIZAÇÕES
    ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DO CONFLITO NAS RELAÇÕES TRABALHISTAS
    ESTRUTURAS E PROCESSOS DA NEGOCIAÇÃO NO CAMPO EMPRESARIAL

2ª PARTE: TRABALHO FINAL DE ESPECIALIZAÇÃO

A última fase do Programa será destinada à elaboração do Trabalho Final de Especialização, que será uma monografia sobre um tema estudado no curso e aplicado ao ambiente do estudante.


Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode ser submetido a ligeiras modificações em função das atualizações ou das melhoras efetuadas.

Direção

Direção Acadêmica Internacional

  • Dra. Silvia Aparicio. Doutora em Ciencias Económicas por la Universidad Autónoma de Madrid y Licenciada en Administración y Dirección de Empresas por la Universidad de Cantabria. Directora Académica Internacional del Área de Desarrollo Directivo, Organización Empresarial y Recursos Humanos de la Fundación Universitaria Iberoamericana, FUNIBER.
  • Dr. Ramón Alzate Saez de Heredia. Doutor em Filosofia e Ciências da Educação pela Universidad del País Vasco. Catedrático de Psicologia da Universidad del País Vasco.
  • Dra. Cristina Hidalgo González. Doutora em Ciências Empresariais pela Universidad de León. Professora Titular do Departamento de Economia Aplicada da Universidad de León.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.
  • Dra (c). Ana Godoy Magdaleno. Doutorado em Psicologia pela Universidad del País Vasco (em processo de finalização). Diploma de Estudos Avançados pela Universidad del País Vasco. Especialista em Mediação: âmbitos de atuação e técnicas aplicadas à resolução de conflitos, pela Universidad Complutense de Madrid. Coordenadora Acadêmica do Programa Mestrado em Resolução de Conflitos e Medialção e suas Especializações.
  • Dr. Ramón Alzate Sáez de Heredia. Catedrático de Psicologia da Universidad del País Vasco
  • Dr. José Manuel Figueroa. Diretor do Departamento de Inovação, Negócios e Nuevas Tecnologias. Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. David Barrera Gómez. Doutor pea Universidad Politécnica de Cataluña
  • Dra. Celia Regina Beiro. Sociedade Educacional de Santa Catarina, SC. Brasil
  • Dr. José Manuel Brotons. da Universidad Miguel Hernández de Elche. Espanha
  • Dra. Inmaculada Armadans. Prof. da Facultad de Psicología de la Universidad de Barcelona
  • Dr. Dorindo Cárdenas Prof. da Universidad Tecnológica de Panamá
  • Dr. José Antonio Cavero Prof. da Universidad Miguel Hernández de Elche. Espanha
  • Alina Celi Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Miguel Ángel Coronado. Catedrático da Universidad de Valladolid. Diretor da Área de TIC da FUNIBER
  • Dr. Antoni Creus Prof. da Universidad Politécnica de Cataluña
  • Dr. Luis Dzul López Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. José Antonio Esquivel Prof. da Universidad de Granada
  • Dr. Javier Fernández Aguado. Professor da Universidad San Pablo-CEU
  • Dr. Fermín Ferriol Prof. da Universidad de La Habana
  • Dr. Eduardo García Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dra. Irene García Prof. da Universidad de La Habana
  • Dra. Leticia García. Professora Titular de direito civil da Universidad Complutense de Madrid.
  • Dra. Minerva García Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dra. Esther García Pedroche Prof. de Centrum Católica, Lima
  • Dra (c) Ana Godoy. Coordenadora de programas de Resolução de Conflitos e Mediação. FUNIBER
  • Dr. José Francisco González Carbonell Prof. da Universidad Miguel Hernández de Elche. Espanha
  • Dr. Fco. Javier Hidalgo Prof. do Centro Panamericano de Estudos Superiores, Michoacán. México
  • Dr. Agustín Iza Prof. da Universidad Científica del Sur
  • Dr. Francisco Jiménez Prof. da Universidad de Almería
  • Dr. Víctor Jiménez Arguelles Prof. da Universidad Autónoma Metropolitana. México
  • Dr. Francisco Jiménez Bautista Prof. da Universidad de Granada
  • Dr. Miguel Ángel López Prof. do Instituto Politécnico Nacional (CIEMAD-IPN), México
  • Dra. Miriam Loveiro Fialho Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Manuel Maeda Takeuchi Prof. da Universidad de Piura
  • Dra. Izel Emilia Marez Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Ernesto Negrín Prof. Universidad de Matanzas
  • Dr. Arturo Ortega. Diretor da Área de TIC. Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dra. Yarissa Palma Prof. da Universidad Tecnológica de Panamá
  • Dr. Javier Reig Prof. da Universidad Miguel Hernández de Elche. Espanha
  • Dr. José Rodriguez Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Francisco Sagués. Coordenador do Mestrado Internacional em Auditoria e Gestão Empresarial
  • Dr. Ramón San Martín Prof. da Universidad Politécnica de Cataluña
  • Dr. Manuel Enrique Sansalvador Prof. da Universidad Miguel Hernández de Elche. Espanha
  • Dr. Raúl Sardinha Prof. do Instituto Piaget, Portugal
  • Dr. Héctor Solano Prof.da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. José Antonio Trigueros Prof. da Universidad Miguel Hernández de Elche, Espanha
  • Dr. José Francisco Valencia. Professor da Universidad del País Vasco
  • Dr. José Valentín Mercado Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Vladimir Vega. Consultor CONAS
  • Dra. Martha Velasco Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Luis Vivanco Prof. da Universidad Internacional Iberoamericana
  • Dr. Pedro Zayas Prof. da Universidad de Matanzas
  • Dr (c). Jon Arambarri Prof. da Área de TIC. FUNIBER
  • Dr (c). Ricardo Alberto Concha Prof. da Universidad de Chile
  • Dr (c). Pablo Eisendecher. Diretor da FUNIBER Chile
  • Dr (c). Diego Kurtz Prof. da Área de TIC. FUNIBER
  • Dra (c). Vivian Lipari Prof. da Área de Saúde. FUNIBER
  • Dr (c). René Morales. Universidad de Barcelona
  • Dra (c). Lina Pulgarin Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Dra (c). Daniela Torrico Villarroel Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Dr (c). Gregorio Urriola Prof. da Universidad de Las Américas
  • M.A. Edward Alegría Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Mg. Erick Arauco Prof. Universidad de Piura
  • M.A. Diana Patricia Cortés Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • M.A. Andrea Gutiérrez Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Msc. Eduardo Silva Prof. da Área de Empresas. FUNIBER
  • Msc. Juanita Acevedo Segura. Advantatge Service
  • Msc. Carles Labraña. Idealive

Professores e Autores

  • Dra. Cristina Merino. Doutora em Cooperação, integração e conflito na Sociedade Internacional, pela Universidad del País Vasco. Mediadora em conflitos de caráter escolar, familiar, organizacional e comunitário. Sócia fundadora do Centro Universitario de Transformación de Conflictos de la Universidad del País Vasco. GEUZ-UPV/EHU para a docência, pesquisa e intervenção em conflitos.
  • Dr. Ignacio Bolaños. Doutor em Psicologia pela Universidad Autónoma de Barcelona. Expert em Mediação. Âmbitos de atuação e Técnicas aplicadas na Resolução de conflitos. Área de Mediação, Universidad Complutense de Madrid.
  • Dr. Jorge Bolaños Carmona. Doutor em Matemáticas. Professor Titular da Universidad de Granada. Instituto Universitario de la Paz y los Conflictos Universidad de Granada.
  • Dr. Ramón Alzate Saez de Heredia. Doutor em Filosofia e Ciências da Educação pela Universidad del País Vasco. Catedrático de Psicologia da Universidad del País Vasco.
  • Dra. Inmaculada Armadans Tremolosa. Doutora em Psicologia pela Universidad de Barcelona. Professora da Facultad de Psicología da Universidad de Barcelona. Directora de Pós-graduação de Il3 (UB). Intervenção em situações de conflito nas Instituições Educativas.
  • Dra. Leticia García Villaluenga. Professora Titular de Direito Civil da Universidad Complutense de Madrid. Diretora do Instituto de Pesquisa em Mediação da Universidad Complutense de Madrid.
  • Dr. José Antonio Esquivel. Professor Titular na Universidad de Granada. Instituto de la Paz y los Conflictos de la Universidad de Granada.
  • Dr. Francisco Jiménez. Pesquisador do Instituto de la Paz y los Conflictos de la Universidad de Granada.
  • Dra (c). Ana Godoy Magdaleno. Doutorado em Psicologia pela Universidad del País Vasco (em processo de finalização). Diploma de Estudos Avançados pela Universidad del País Vasco. Especialista em Mediação: âmbitos de atuação e técnicas aplicadas à resolução de conflitos, pela Universidad Complutense de Madrid. Coordenadora Acadêmica do Programa Mestrado em Resolução de Conflitos e Medialção e suas Especializações.
  • Dr (c). Ricardo Alberto Concha Machuca. Professor da Universidad de Chile.
  • Dr (c). Fernando Die Badolato. Licenciado enm Direito e Expert em Mediação: Âmbitos de Actuación e Técnicas Aplicadas na Resolução de Conflitos na Universidad Complutense de Madrid.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.
  • Dr (c). Diego J. Kurtz. Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento pelo PPGEGC – UFSC (em processo). Mestrado em International Business - Wiesbaden Business School, Alemanha. Pesquisador do Núcleo de Gestão para a Sustentabilidade (www.ngs.ufsc.br) e Pesquisador Junior do Projeto Dynamic SME (www.dynamic-sme.org). Coordenador de Programas e Professor da FUNIBER.
  • Dra (c). Julién Brito Ballester. Doutorado em Projetos, pela Universidad Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de Habana, Cuba. Mestrado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidad Autónoma de Barcelona. Mestrado em Coaching Sistêmico pela Universidad Autónoma de Barcelona. Consultora Internacional e Expert em Gestão de Recursos Humanos, Formação, Desenvolvimento e Competências Profissionais.
  • Ms. Sandra Sacristán Maza. Mestrado em Resolução de Conflitos Coordenadora de Equipe Centro Municipal de Mediación de Viladecans.
  • Ms. Carlos Romera. Mestrado em Criminologia. Centro Universitario de Transformación de Conflictos GEUZ.
  • Ms. Alejandro Marcelo Nató. Advogado. Mestrado em Programação Neurolingüística. Mestrado em Resolução de Conflitos e Mediação. Consultor do Centro Carter en Medios de Comunicación y Conflictos Sociales en Bolivia.
  • Ms. Antonio Vega. Diplomado em Administração e Direção de Empresas por ESADE. Mestrado em Direção de Recursos Humanos e Consultoria nas Organizações pela Universidad de Barcelona. Coach e Consultor em Planificação Estratégica, Liderança e Desenvolvimento Organizacional. Presidente na Fundación Humaniza.
  • Lic. Inmaculada Urruela. Diplomada em trabalho Social. Equipes Técnicas de Assessoramento em Justiça de Menores.
  • Lic. Lucía Gorbeña. Centro Universitário de Transformación de Conflictos (GEUZ).
  • Lic. Amaia Aguirre. Centro Universitário de Transformación de Conflictos (GEUZ).
  • Lic. María Gabriela Rodríguez. Pedagoga. Professora Titular na Universidad de Lomas de Zamora. Mestrado em Programação Neurolingüistica. Mediadora, Facilitadora e Especialista em gestão de conflitos comunitários, processos de diálogo e construçãon de consenso.
  • Lic. Diego Checa. Pesquisador do Instituto de la Paz y los Conflictos de la Universidad de Granada.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente uma partida econômica com caráter extraordinário para o oferecimento de Bolsas de estudo em Formação FUNIBER. 

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez finalizado o Programa Acadêmico, os alunos que assim o desejarpoderão ingressar na Bolsa de Trabalho Ambiental. Para isso, deverãoremeter currículum vitae, indicando dados pessoais, acadêmicose de experiência profissional. Assim, o aluno estará informado dasofertas de trabalho que venham a surgir e que se ajustem a seu perfilprofissional.